Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Instituto de Biociências
 
Ecologia
 
Disciplina: BIE0454 - Limnologia Aplicada ao Estudo de Reservatórios Urbanos Tropicais
Applied Limnology to tropical urban stores.

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2017

Objetivos
Propiciar aos alunos o conhecimento da estrutura e do funcionamento de ecossistemas aquáticos continentais (heterogeneidade temporal, espacial horizontal e vertical), em particular de reservatórios empregados no abastecimento público; das características físicas e químicas da água e do sedimento e comunidades constituintes, através de aulas teóricas e práticas (campo e laboratório); discutir aspectos de monitoramento e manejo.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
62581 - Ana Lucia Brandimarte
1393874 - Marcelo Luiz Martins Pompeo
 
Programa Resumido
1. Introdução 2. Definições: Ecologia e Limnologia 3. A importância e os problemas relativos à qualidade da água 4. A ecologia aquática como ferramenta de gestão 5. Visões da região metropolitana de São Paulo (Brasil): problemas e soluções 6. Propriedades físicas e químicas da água: estratificação e circulação da massa de água 7. O de estudo dos ecossistemas aquáticos: objetivos, delineamento experimental, equipamentos, métodos de campo 8. Métodos de laboratório: determinações dos teores de nitrato, nitrito, amônio, fósforo, clorofila, material em suspensão sólidos totais; preparações de soluções e curvas padrão; análise de metais; segurança em laboratórios 9. Compartimentos em reservatórios 10. As comunidades biológicas 11. Morfometria 12. Eutrofização: definição, problemas e soluções 13. Toxicidade 14. Rede de monitoramento da qualidade da água superficial brasileira 15. Resolução Conama 357 e Diretiva Marco da Água da Comunidade Européia 16. Estudo de casos: represas Billings, Guarapiranga e do Sistema Cantareira 17. Visitas técnicas e trabalhos de campo e laboratório.
 
 
 
Programa
1. Introdução 2. Definições: Ecologia e Limnologia 3. A importância e os problemas relativos à qualidade da água 4. A ecologia aquática como ferramenta de gestão 5. Visões da região metropolitana de São Paulo (Brasil): problemas e soluções 6. Propriedades físicas e químicas da água: estratificação e circulação da massa de água 7. O de estudo dos ecossistemas aquáticos: objetivos, delineamento experimental, equipamentos, métodos de campo 8. Métodos de laboratório: determinações dos teores de nitrato, nitrito, amônio, fósforo, clorofila, material em suspensão sólidos totais; preparações de soluções e curvas padrão; análise de metais; segurança em laboratórios 9. Compartimentos em reservatórios 10. As comunidades biológicas 11. Morfometria 12. Eutrofização: definição, problemas e soluções 13. Toxicidade 14. Rede de monitoramento da qualidade da água superficial brasileira 15. Resolução Conama 357 e Diretiva Marco da Água da Comunidade Européia 16. Estudo de casos: represas Billings, Guarapiranga e do Sistema Cantareira 17. Visitas técnicas e trabalhos de campo e laboratório.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas teóricas: expositivas e discussão de textos. Aulas práticas: trabalho de campo e laboratório.
Critério
Os alunos serão avaliados por sua participação nas aulas, pela apresentação de seminários e pelo relatório final das atividades práticas (apresentação oral e por escrito).
Norma de Recuperação
(critérios de aprovação e épocas de realização das provas ou trabalhos): Adota as normas vigentes no Instituto.
 
Bibliografia
     
CARDOSO-SILVA, S.; FERREIRA, T. & POMPEO, M. Diretiva Quadro D'Água: uma revisão crítica e a possibilidade de aplicação ao Brasil. Ambiente & Sociedade, 16(1): 39-58, 2013. http://www.scielo.br/pdf/asoc/v16n1/a04v16n1.pdf
COLE, G.A. (1979). Textbook of limnology. St. Louis: The C.V. Mosby Company, 426 p.
ESTEVES, F.A. (Coord.) (2011).Fundamentos de Limnologia. Terceira edição, Rio de Janeiro: Editora Interciência., 790p.
HENRY, R. (Ed). (1999). Ecologia de Reservatórios: Estrutura, função e aspectos sociais. FUNDIBIO: FAPESP. 799p.
HENRY, R. (2003). Ecótonos nas Interfaces dos Ecossistemas Aquáticos. São Carlos: RiMa, 349p.
POMPEO, M. & MOSCHINI-CARLOS, V. (2003). Macrófitas aquáticas e perifíton: aspectos ecológicos e metodológicos. Rima Editora e Fapesp. 134p.
POMPÊO, M. (ed.) (1999). Perspectivas da Limnologia no Brasil, São Luís: Gráfica e Editora União, acessado em http://ecologia.ib.usp.br/portal/index.php?option=com_docman&Itemid=426
POMPÊO, M. (Org.) (2011). Plantas aquáticas: represa do Guarapiranga: São Paulo: SP, São Paulo: IB/USP, CD-ROM, ISBN: 978-8591177004
REBOUÇAS, A.C.; BRAGA, B. & TUNDISI, J.G. (eds.) (1999). Águas doces no Brasil: capital ecológico, uso e conservação. São Paulo: Escrituras Editora, 717 p.
REVISTA SANEAS, Associação dos Engenheiro da Sabesp, ano XII, n. 40, 2011. http://www.aesabesp.org.br/arquivos/saneas/saneas40.pdf
REVISTA USP, Água, n. 70, 2006. http://www.usp.br/revistausp/70/SUMARIO-70.htm.
SCHÄFER, A. (1985). Fundamentos de ecologia e biogeografia de águas continentais. Porto Alegre: Editora da Universidade, 534 p.
THORTON, K.W.; KIMMEL, B.L. & PAYNE, F.E. (eds). (1990). Reservoir limnology. ecological perspectives. New York: A Wiley- Interscience Publication.
TUNDISI, J.G.; BICUDO, C.E. & MATSUMURA-TUNDISI, T. (eds.) (1995). Limnology in Brazil. Rio de Janeiro: ABC/SBL, 376 p.
TUNDISI, J.G. & MATSUMURA-TUNDISI (2008). Limnologia. Oficina de Textos. 631p.
TUNDISI, J.G. (2003). Água no Século XXI: Enfrentando a Escassez. São Carlos: RIMA, IIE.
WETZEL, R.G. & LIKENS, G.E. (1991). Limnological analyses. Springer. 391 p.
WETZEL, R.G. (1983). Limnology. Saunders College Publishing. 860p.
 

Clique para consultar os requisitos para BIE0454

Clique para consultar o oferecimento para BIE0454

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP