Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Instituto de Biociências
 
Fisiologia
 
Disciplina: BIF0444 - Questões Sociocientíficas na Educação em Saúde
Sociocientific Issues in Health Education

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 105 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 45 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2020 Desativação:

Objetivos
Capacitar o aluno a: (a) Conhecer e analisar criticamente diferentes conceitos de saúde; (b) Conhecer diferentes abordagens de educação em saúde; (c) Analisar diferentes materiais que circulam nas instituições de ensino quanto à abordagem de educação em saúde adotada; (d) Compreender a abordagem Ciência-Tecnologia-Sociedade-Ambiente (CTSA) e suas potencialidades na educação em saúde; (e) Analisar questões sócio-científicas (QSC) relacionadas à saúde; (f) Reconhecer as potencialidades de QSC na educação em saúde; (g) Planejar ações educativas com a finalidade de proporcionar a construção de conhecimentos teóricos e práticos em prol da saúde individual e coletiva.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
501489 - Daniela Lopes Scarpa
2937176 - Maíra Batistoni e Silva
 
Programa Resumido
1. O conceito de saúde; 2. Educação em saúde (EeE): legislação e abordagens; 3. A abordagem Ciência-Tecnologia-Sociedade-Ambiente (CTSA); 4. Questões sociocientíficas (QSC); 5. Elaboração de propostas didáticas que estabeleçam a integração entre EeE-CTSA-QSC; 6. Prática de leitura e escrita de textos; 7. Prática de discussão pautada em argumentação com base em evidências.
 
 
 
Programa
1. O conceito de saúde: aspectos biológicos, sociais, culturais e políticos; 2. Educação em saúde: histórico, legislação e abordagem biomédica e socioecológica; 3. CTSA e QSC na educação em saúde: fundamentos teóricos e metodológicos; 4. QSC na educação em saúde: análise de temáticas atuais selecionadas coletivamente (exemplos: obesidade, tuberculose, vacinação, consumo de alimentos convencionais e orgânicos, endemias tropicais, resistência aos antibióticos, mortalidade infantil, doenças psicológicas, etc.); 5. QSC na educação em saúde: Elaboração e análise de materiais didáticos que possibilitem a integração entre EeE-QSC.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Avaliação processual, considerando i) a participação dos alunos em aulas expositivas dialogadas e nas análises de QSC sobre saúdes; e ii) a elaboração, apresentação e avaliação de abordagens didáticas que possibilitem a integração entre EeE-QSC.
Critério
i. Espera-se que o estudante contribua com as discussões desenvolvidas em sala de aula, realizando análises fundamentadas dos referenciais teóricos abordados e dos materiais elaborados pelos colegas. ii. Espera-se que o estudante incorpore os subsídios teórico-metodológicos apresentados na disciplina no processo de planejamento de abordagens didáticas voltadas à promoção da saúde individual e coletiva.
Norma de Recuperação
Não há recuperação.
 
Bibliografia
     
BIZZO, N. Repensando o Contexto Cultural e Relevância Curricular: A Perspectiva Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente. Texto elaborado para o Curso Semi-Presencial de Licenciatura em Ciências da Universidade de São Paulo/ Universidade Virtual de São Paulo. Disciplina PLC 802 – Aula 5, 2014. CASTRO, L. V. F. S. et al. Educação em saúde: do tradicional ao inovador. Revista da SBEnBio, n. 7, p. 4919-4931, 2014. CONRADO, D. M.; NUNES-NETO, N. Questões sociocientíficas: fundamentos, propostas de ensino e perspectivas sociopolíticas. 1ª edição. Salvador: EDUFBA, 2018. 570p. DIONOR, G. A.; FERREIRA, R. L.; MARTINS, L. Estado da arte em atas de evento sobre educação em ciências acerca da temática educação em saúde. Revista da SBEnBio, n. 7, p. 2784-2795, 2014. FENSHAM, P. J. Preparing citizens for a complex world: the grand challenge of teaching socio-scientific issues in science education. In: ZEYER, A.; KYBURZGRABER, R. (Ed.). Science, environment, health: towards a renewed pedagogy for science education. Dordrecht: Springer, 2012. p. 7-29. KEEFER, M. W. Moral reasoning and case-based approaches to ethical instruction in science. In: ZEIDLER, D. L. (Org.). The role of moral reasoning on socioscientific issues and discourse in science education. Dordrecht: Kluwer Academic Press, 2003. p. 241- 259. KRASILCHIK, M., MARANDINO, M. Ensino de Ciências e Cidadania. 2a ed.São Paulo: Editora Moderna, 2007, 87p. LEE, Y. C. Socio-scientific issues in health contexts: treading a rugged terrain. International Journal of Science Education, v. 34, n. 3, p. 459-483, 2012. LEITE, E.A.P.; SILVA, E.L. Educação, ética e cidadania: a contribuição da atual instituição escolar. Revista Eletrônica de Educação, v. 2, n. 1, 2008. MARTINS, M. A.; FERREIRA JR., M.; LEMES, C. Saúde: a hora é agora. 1ª edição. São Paulo: Manole. 2010, 484p. RICARDO, E. C. Educação CTSA: obstáculos e possibilidades para sua implementação no contexto escolar. Ciência & Ensino, v. 1, p. 1-12, 2007. SANTOS, W. L. P. dos; MORTIMER, E. F. Tomada de decisão para ação social responsável no ensino de ciências. Ciência e Educação, Bauru, v. 7, n. 1, p. 95-111, 2001. SANTOS, W. P. dos; MORTIMER, E. F. Uma Análise de Pressupostos Teóricos da Abordagem CTS (Ciência – Tecnologia – Sociedade) no Contexto da Educação Brasileira. Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 2, n. 2, 2002. WESTPHAL, M. F. Promoção da saúde e prevenção de doenças. In: CAMPOS, G. W. et al. (Org.). Tratado de saúde coletiva. São Paulo: HUCITEC; Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2006. p. 635-667.
 

Clique para consultar os requisitos para BIF0444

Clique para consultar o oferecimento para BIF0444

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP