Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Instituto de Biociências
 
Zoologia
 
Disciplina: BIZ0302 - Macroevolução e Diversidade de Metazoa
Macroevolution and Diversity of the Metazoans

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2019 Desativação:

Objetivos
Propiciar ao aluno conhecimento avançado sobre a diversidade, evolução de caracteres e relações filogenéticas de Metazoa, com ênfase em invertebrados. Promover oportunidades para aprimorar a capacidade de observação, análise crítica e síntese. Discutir as hipóteses filogenéticas atuais para Metazoa, com atenção às suas contradições e aos clados consistentemente recuperados em estudos recentes. Conhecer as inovações macroevolutivas das várias linhagens de metazoários.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
65667 - Pedro Gnaspini Netto
 
Programa Resumido
Diversidade de metazoários
Conhecimento atual das relações filogenéticas em Metazoa
Clados consistentes em Metazoa e Grupos de afinidades incertas
Evolução de caracteres em Metazoa
(Padrões de clivagem e embriologia, Celoma, Segmentação, entre outros)
Controvérsias e perspectivas
 
 
 
Programa
Diversidade de metazoários
Conhecimento atual das relações filogenéticas em Metazoa
Clados consistentes em Metazoa e Grupos de afinidades incertas
Evolução de caracteres em Metazoa
(Padrões de clivagem e embriologia, Celoma, Segmentação, entre outros)
Controvérsias e perspectivas
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aplicação de provas teórico-práticas e apresentação de seminários.
Critério
Obtenção de média mínima 5,0
Norma de Recuperação
Alunos insuficientes poderão se submeter a prova teórico-prática única abordando todo o conteúdo do curso a ser aplicada no final do semestre letivo. Obtenção de média mínima 5,0.
 
Bibliografia
     
Textos Gerais: • Ax, P. 1996. Multicelular Animals: a new approach to the phylogenetic order in nature . Vol. I, Springer Verlag. • Brusca, R.C. & Brusca, G.J. 2007. Invertebrados. 2a. Edição. Editora Guanabara-Koogan. Cracraft, J. & Donoghue, M.J. (eds.) 2004. Assembling the tree of life. Oxford University Press. NY. • Gilbert, S.F. & Raunio, A.M. 1997. Embryology, Constructing the Organism. Sinauer Associates, Sunderland. • Hyman, L.H. 1940-1967. The Invertebrates, Vols. 1-6. McGraw-Hill Book Co., Inc., New York. • Moore, J. 2001. An introduction to the invertebrates. Cambridge University Press. Cambridge. • Nielsen, C. 2013. Animal Evolution: interrelashionships of the living phyla. Oxford University Press, Oxford. 3rd ed. • Ruppert, E.E., Fox, R.S. & Barnes, R.D. 2005. Zoologia dos Invertebrados. 7a. Edição, Editora Roca. Artigos científicos: • Baguña, J. & Riutort, M. 2004. The dawn of bilaterian animals: the case of acoelomorph flatworms. BioEssays 26: 1046-1057. • Balavoine, G., de Rosa, R. & Adoutte, A. 2002. Hox clusters and bilaterian evolution. MolecularPhylogenetics and Evolution, 24: 366-373. • Garcia-Fernández, J. 2005. Hox, ParaHox, ProtoHox: facts and guesses. Heredity, 94: 145-152. • Giribet, G. 2016 . New animal phylogeny: future challenges for animal phylogeny in the age of phylogenomics. Organisms Diversity and Evolution, 16: 419-426. • Halanych, K.M. 2004. The new view of animal phylogeny. Annual Review of Ecology, Evolution and Systematics, 35: 229-256. • Kocot, K.M. 2016. On 20 years of Lophotrochozoa. Organisms Diversity and Evolution, 16: 329-343. • Martindale, M.Q. & A. Hejnol. 2009. A developmental perspective: Changes in the position of the blastopore during bilaterian evolution. Developmental Cell, 17: 162-174. • Martindale, M.Q., Finnerty, J.R. & Henry, J.Q. 2002. The Radiata and the evolutionary origins of the bilaterian body plan. Molecular Phylogenetics and Evolution, 24: 358-365. • Petersen, K.J. & Eernisse, D.J. 2016. The phylogeny, evolutionary developmental biology, and paleobiology of the Deuterostomia: 25 years of new techniques, new discoveries, and new ideas. Organisms Diversity and Evolution, 16: 401-418. • Philippe, H., Brinkmann, H., Lavrov, D.V., Littlewood, D.T.J., Manuel, M., Wörheid, G. & Baurain, D. 2011. Resolving difficult phylogenetic questions: Why more sequences are not enough. Plos Biology, 9: e1000602. • Schierwater, B., de Jong, D. & De Salle, R. 2009. Placozoa and the evolution of Metazoa and intrasomatic cell differentiation. International Journal of Biochemistry & Cell Biology, 41: 370-379. • E artigos adicionais indicados em aula.
 

Clique para consultar os requisitos para BIZ0302

Clique para consultar o oferecimento para BIZ0302

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP