Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Instituto de Relações Internacionais
 
Bacharelado em Relações Internacionais
 
Disciplina: BRI0074 - Moeda e Finanças na Economia Internacional, na Política e no Direito
Money and Finance in the International Economy, the Politics and the Law

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2017 Desativação:

Objetivos
Este curso explora os sistemas monetário e financeiro a partir de uma perspectiva interdisciplinar, com particular ênfase na economia, na ciência política e no direito. Ao final do curso, os alunos e as alunas serão capazes de compreender: a. debates contemporâneos sobre a função econômica da moeda e sua relação com o direito e o poder do Estado; b. a evolução histórica das relações e das instituições monetárias internacionais; c. o debate teórico sobre poder monetário internacional; d. o papel de instituições financeiras privadas na criação da moeda e o papel constitutivo do direito no sistema financeiro global contemporâneo; e e. o dólar como moeda internacional.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
3330612 - Camila Villard Duran
2121493 - Maria Antonieta Del Tedesco Lins
 
Programa Resumido
A disciplina propõe o estudo da moeda a partir de um enfoque interdisciplinar, combinando conceitos, literatura e métodos da economia, da ciência política e do direito. O curso parte de uma introdução em que se retomam conceitos econômicos e definições de moeda, seguida por uma breve revisão crítica da evolução do sistema monetário internacional desde o final do século XIX (Padrão-Ouro) até a crise financeira global iniciada em 2008. Após esta introdução, serão estudadas questões referentes à moeda levantadas pela economia política internacional e pelo direito, como, por exemplo, a definição e a dinâmica do poder monetário, nos âmbitos doméstico e internacional; o papel constitutivo do direito nas moedas e no sistema financeiro internacional; a importância do dólar norte-americano como moeda internacional em meio à estrutura de organizações internacional; o debate sobre a eventual emergência de novas moedas internacionais.
 
 
 
Programa
1. Introdução • Revisão de conceitos básicos de moeda na teoria econômica • Histórico das relações monetárias internacionais 2. Economia política das relações monetárias • No plano doméstico: escolhas de política, grupos de interesse, autonomia • Moeda e poder: contribuições pioneiras e a construção dos conceitos de poder monetário • Poder monetário internacional. Coerção e caminhos de cooperação 3. O conceito jurídico de moeda e a estrutura jurídica da moeda fiduciária 4. O papel constitutivo do direito no sistema financeiro global 5. Instituições financeiras internacionais e o dólar como moeda internacional 6. Possível emergência de novas moedas globais? A internacionalização do renminbi.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Prova intermediária (40% da nota) Prova final (60% da nota) Compatíveis com as atividades exigidas dos alunos, conforme inciso 1º do artigo 65 do Regimento Geral da USP.
Critério
De acordo com o artigo 81 do Regimento Geral da USP.
Norma de Recuperação
Alunos com nota entre 3,0 e 4,9 e frequência mínima de 70% poderão participar da recuperação.
 
Bibliografia
     
BAGEHOT, Walter. Lombard Street: A description of the money market. Kegan, Paul & Trench, 1999 [1873]. BAMFORTH, Nicholas; LEYLAND, Peter. Accountability in the Contemporary Constitution. Oxford: Oxford University Press, 2013. BIGNON, Vincent; FLANDREAU, Marc; UGOLINI, Stefano. Bagehot for beginners: the making of lender‐of‐last‐resort operations in the mid‐nineteenth century1. The Economic History Review 65.2, 2012. BORDO, Michael D. The lender of last resort: alternative views and historical experience. FRB Richmond Economic Review 76.1, 1990. BROZ, J. Lawrence and Frieden, Jeffry .The Political Economy of International Monetary Relations, Annual Review of Political Science 4: 317-343, 2001. BRUMMER, Chris. Soft law and the global financial system: rule making in the 21st century. Cambridge: Cambridge University Press, 2015. COHEN, Benjamin J. Currency power. Princeton: Princeton University Press, 2015. DE CHIARA, José Tadeu. Moeda e ordem jurídica, tese de doutorado apresentada à Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1986. DEAKIN, Simon. et al. Legal Institutionalism: Capitalism and the Constitutive Role of Law. Journal of Comparative Economics, Vol. 45, No. 1, 2017, p. 188-200. DESAN, C. Money as legal institution, in: David Fox and Wolfgang Ernst, Money in the Western Legal Tradition, 2014. DUNBAR, Charles Franklin. Chapters on the Theory and History of Banking. GP Putnam's Sons, 1891. DURAN, Camila Villard. Jurisprudência comentada (ADPF 77): o debate judicial sobre a disciplina jurídica da moeda como padrão de valor. RDB, 2015. _______. A moldura jurídica da política monetária: estudo do Bacen, do BCE e do Fed, São Paulo: Saraiva/Direito GV, 2013. EICHENGREEN, Barry and Masahiro Kawai (eds.) Renminbi Internationalization. Achievements, Prospects, and Challenges. Washington DC: Brookings Institution Press, 2015. FISCHER, Stanley. On the need for an international lender of last resort. No. 220. Princeton Univ International Economics, 1999. GERMAIN, Randall. The political economy of global transformation: Susan Strange, E.H. Carr and dynamics of structural change. Artigo apresentado para o seminário “A Retrospective on the Work of Susan Strange”, Princeton University, 10-11 de Janeiro de 2014. GOODHART, Charles. The evolution of central Banks. Cambridge: The MIT Press, 1988. _______. Why do banks need a central bank? Oxford Economic Papers, N. 39, 1987. Gorton, Gary; Metrick, Andrew.. “Regulating the shadow banking system” Brookings Papers on Economic Activity (2010): 261-312. HAY, Colin. Divided by a common language: Political theory and the concept of power. Politics 17:1, p. 45-46, 1997. HOCKETT, Robert C; Omarova, Saule T. The Finance Franchise. Cornell Legal Studies Research Paper, No. 16-29, 2016. JAKAB, Zoltan; KUMHOF, Michael. Banks are not intermediaries of loanable funds–and why this matters. Bank of England working paper, 2015. JESSOP, Bob. Twenty Years of the (Parisian) Regulation Approach: the Paradox of Success and Failure at Home and Abroad. New Political Economy, 2 (3), 499-522, 1997, p. 515. KAHLER, Miles; LAKE, David A. Governance in a Global Economy: Political Authority in Transition. Princeton, N.J.: Princeton University Press, 2003. KEOHANE, Robert O. After Hegemony: Cooperation and Discord in the World Political Economy. Princeton, N.J.: Princeton University Press, 1984. KEOHANE, Robert O.; VICTOR, David. G. The regime complex for climate change. The Harvard Project in International Climate Agreements, Discussion Paper 10-33, January 2010. KEYNES, John Maynard. A Treatise on Money. Mansfield Centre: Martino Publishing, 2011 [1930]. KINDLEBERGER, C; ALIBER, Z. R. Manias, Panics, and Crashes: A History of Financial Crises. New York: Palgrave Macmillan, 2011 [1978]. KNAPP, Georg F. The state theory of money. Mansfield Centre: Martino Publishing, 2013. KREITNER, Roy. The Legal History of Money. Annual Review of Law and Social Science, Vol. 8, 2012, p. 415-431. KROSZNER, Randall; MELICK, William. The response of the Federal Reserve to the recent banking and financial crisis. An Ocean Apart? Comparing Transatlantic Responses to the Financial Crisis. Banca d’Italia, Bruegel Institute e Peterson Institute of International Economics, 2009. LASTRA, R. International Financial and Monetary Law. Oxford University Press, 2015. MCKINNON, Ronald I. Rules of the Game: International Money in Historical Perspective. Journal of Economic Literature, Vol. 31, No. 1 (Mar.), p. 1-44, 1993. MCLEAY, Michael; RADIA, Amar; THOMAS, Ryland. Money creation in the modern economy. Bank of England Quarterly Bulletin, 2014. MEHRLING, Perry. The natural hierarchy of Money. Transcrição de aula magistral, 2012. Disponível em http://www.perrymehrling.com/wp-content/uploads/2015/05/Lec-02-The-Natural-Hierarchy-of-Money.pdf [acesso em 31 de julho de 2014]. OLIVEIRA, Marcos Cavalcante de. Moeda, juros e instituições financeiras: regime jurídico. Forense, 2009. PINTO, Gustavo Mathias Alves. Regulação sistêmica e prudencial no setor bancário brasileiro. São Paulo: Almedina, 2015. PISTOR, K. A Legal Theory of Finance. Journal of Comparative Economics, vol. 41, n. 2, 2013. PROCTOR, Charles. Mann on the legal aspect of money. Oxford: Oxford University Press, 2012. RICKS, Morgan. Regulating money creation after the crisis. Harvard Business Law Review 1, 2011. _______. The money problem: rethinking financial regulation. Chicago: The University of Chicago Press, 2016. STRANGE, Susan. The retreat of the state: The diffusion of power in the world economy. Cambridge: Cambridge University Press, 1996. THORNTON, Henry. An enquiry into the nature and effects of the paper credit of Great Britain. Vol. 595. No. 6. J. Hatchard, 1802. WEBER, Max. Economy and Society. University of California Press, 1978. YOUNG, Allyn. The mystery of Money. Selected Papers of Allyn Abbott Young. Edited by Roger J . Sandilands and Perry G . Mehrling Routledge, 1999 [1924].
 

Clique para consultar os requisitos para BRI0074

Clique para consultar o oferecimento para BRI0074

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2018 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP