Informa??es da Disciplina

Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Comunicações e Artes
 
Artes Cênicas
 
Disciplina: CAC0376 - Direção Teatral II
Theater Directing II

Créditos Aula: 8
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 180 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2008 Desativação:

Objetivos
- Aprofundar o estudo das relações entre texto dramatúrgico e suas materializações cênicas.
- Desenvolver um projeto de pesquisa individual em Direção Teatral.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
266021 - Antônio Carlos de Araújo Silva
1235421 - Maria Thais Lima Santos
 
Programa Resumido
 
 
 
Programa
1 - Análise do Texto Teatral.
2 - Texto e subtexto.
3 - Divisão em unidades.
4 - Objetivos e super-objetivo.
5 – Exercício “textocêntrico”: a aproximação ao universo do dramaturgo.
6 – O trabalho com o ator numa perspectiva realista.
7 – Exercício “cenocêntrico”: a configuração da leitura do encenador
8 – Fundamentos para um projeto de pesquisa em direção teatral.
9 – Desenvolvimento metodológico da pesquisa em sala de ensaio.
10 – Realização de exercício cênico de curta duração (10 minutos) a partir da pesquisa realizada.

 
 
 
Avaliação
     
Método
- Aulas práticas.
- Discussões em classe.
- Leituras.
- Seminários.
- Apresentação de reflexões escritas.
OBS: para o ingresso nesta disciplina, os alunos interessados, aprovados na disciplina CAC0374 – Direção Teatral I, serão selecionados por meio de uma apresentação pública de cena de Direção, para uma banca docente da área.
Critério
Freqüência, participação nas aulas, leituras, seminários e apresentação dos exercícios práticos de direção receberão pesos diferenciados. O desenvolvimento metodológico e os resultados artísticos do projeto de pesquisa individual – ainda que analisados enquanto processo – terão um peso decisivo.

Norma de Recuperação
Consecução de trabalhos específicos (práticos e/ou teóricos), combinados previamente, para apresentação até a primeira semana de aulas do semestre seguinte .

 
Bibliografia
     
BANU, Georges. Les répétitions: un siècle de mise en scène. De Stanislavski a Bob Wilson. Bruxelles: Alternatives théâtrales, Académie Expérimentale des Théâtres 52-53-54, Décembre 1996 / Janvier 1997.
CEBALLOS, Edgar (org.). Principios de dirección escénica. Ciudad del Mexico: Grupo Editorial Gaceta, col. Escenología, 1992.
CHEKHOV, Mikhail. Para o Ator. São Paulo: Martins Fontes, 1986
COHEN, Renato. ‘Work in progress’ na cena contemporânea. São Paulo: Editora Perspectiva, 1998.
COLE, Toby; CHINOY, Helen Krich. Directors on directing: a source book of the modern theatre. New York: Macmillan Publishing Company, 1976.
DELGADO, Maria M.; HERITAGE, Paul (ed.). Diálogos no palco: vinte e seis diretores falam sobre teatro. 1 ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1999.
FÉRAL, Josette. Mise en scène et jeu de l’acteur - Entretiens Tome 1: l’espace du texte. Montréal: Éditions Jeu/Éditions Lansman, 1997.
GUINSBURG, Jacó. Stanislavski, Meyerhold & Cia. São Paulo: Editora Perspectiva, 2001.
HODGE, Francis. Play directing: analysis, communication and style. 3. ed. Englewod Cliffs, New Jersey: Prentice Hall, 1988.
MITTER, Shomit. Systems of rehearsal: Stanislavsky, Brecht, Grotowski and Brook. 3. ed. London: Routledge, 1995.
SPOLIN, Viola. Theater games for reheasal: a director’s handbook. 3. ed. Evanston: Northwestern University Press, 1995.
VEINSTEIN, André. La mise en scène théâtrale et sa condition esthétique. 2. ed. Paris: Librairie Théâtrale, 1992.
 

Clique para consultar os requisitos para CAC0376

Clique para consultar o oferecimento para CAC0376

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP