Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Comunicações e Artes
 
Artes Cênicas
 
Disciplina: CAC0726 - Poéticas do Corpo e da Voz I
Body and Voice Poetics I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2024 Desativação:

Objetivos
Ampliar o reconhecimento das potencialidades poéticas do corpo e da voz a partir da consciência somática, proprioceptiva e cinestésica do movimento e da vocalidade.
- Proporcionar estudos teórico-práticos a partir de princípios corporais – orientados pela investigação do movimento e seus fatores — e vocais, com base nos recursos e dinâmicas da voz e da fala.
- Promover práticas integradas de movimento e voz, por meio do trabalho sobre si mesmo/a/e, bem como de práticas coletivas.
- Cruzar estudos oriundos de escolas de tradição europeia – que conceberam teorias e metodologias hegemônicas sobre corpo, movimento, ciência vocal, voz falada e voz cantada – a práticas e saberes legatários das performances culturais afro-brasileiras e afro-ameríndias.
- Estimular a criação de composições corporais-vocais.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
8687791 - Andréia Vieira Abdelnur Camargo
7098681 - Sayonara Sousa Pereira
 
Programa Resumido
A disciplina compilará exercícios baseados nas dimensões anato-fisiológicas, cinestésticas, expressivas e poético-performativas do corpo e da voz, bem como estudos de composição coreográfica e criação movida pela ação da voz na palavra cênica. Cada estudante será conduzido/e/a ao trabalho exploratório sobre sua própria corporalidade e vocalidade em ação, combinando treinamento e criação cênica como instâncias co-dependentes.
 
 
 
Programa
As aulas visam a uma perspectiva integrada do movimento e da vocalidade, sublinhando percepção, auto-consciência e investigação como motores de aprendizagem.
O programa abarcará os seguintes tópicos:


I.	Corpo e estrutura óssea: reconhecimento dos apoios, linhas de força, articulações e vetores corporais.
II.	Corpo e espaço: direções, níveis e planos do corpo no espaço.
III.	Corpo e tempo: pulso, andamento e ritmo do movimento.
IV.	Corpo e peso: relações entre tônus, esforço e tensão.
V.	Corpo e fluência: integração, progressão e qualidades de movimento.
VI.	Improvisação e criação coreográfica a partir dos princípios estudados.
VII.	Voz e respiração: controle, fluxo e pressão.
VIII.	Voz e fonação: reconhecimento anato-fisiológico e propriocepção vocal na experiência com vogais e consoantes.
IX.	Voz e filtro: sensibilização do pavilhão faringobucal e cavidades anexas; princípios fisiológicos e acústicos da ressonância; exploração das ressonâncias em vogais e fonemas.
X.	Investigação proprioceptiva dos registros vocais e modos fonatórios.
XI.	Dinâmicas da voz falada. 
XII.	Voz, palavra e ação.
XIII.	Criação e improvisação com base nos recursos vocais explorados.
XIV.	Jogo, composição e improvisação a partir de movimento, voz, gestos e palavras.
XV.	Práticas de dança e canto coletivas, inspiradas em brincadeiras tradicionais da cultura afro-popular e afro-ameríndia do Brasil. 
 
 
 
Avaliação
     
Método
A avaliação será contínua, ao longo das aulas, computando frequência, presença, desempenho, cooperação e realização de tarefas. A disciplina é prática e teórica, buscando-se constantemente as conexões destes dois campos. O aspecto técnico se articula ao poético, em abordagem dirigida do coletivo para o individual, elegendo jogo e improvisação como estratégias.
Critério
1. Frequência. 2. Presença. 3. Desempenho. 4. Cooperação. 5. Realização de tarefas.
Norma de Recuperação
Não há.
 
Bibliografia
     
*As referências bibliográficas serão atualizadas semestralmente.

CALAIS-GERMAIN, Blandine. Le Corps et la Voix. Théâtre-Public, 142/143. Paris: Théâtre de Gennevilliers, 1998.
BEHLAU, Mara (Org.). Voz – O livro do especialista. v.1. Rio de Janeiro: Revinter,2004.
DIMON, Theodore. Anatomy of the voice. North Atlantic, 2018.
FERNANDES, C. O corpo em movimento: o sistema Laban/Bartenieff na formação e pesquisa em artes cênicas. 2ª edição: Annablume, 2006. 
GAYOTTO, Lucia Helena da Cunha. Dinâmicas de Movimento da Voz. Distúrbios da Comunicação. São Paulo, v. 17, n.3, p. 41-49, 2006.
______. Voz: Partitura da Ação. São Paulo: Summus Editorial, 1997.
JESUS, L. M. de; PEREIRA, S. S. Encruzilhadas em preto e branco: cantos de tradição e transcriação em poéticas diaspóricas. Pitágoras 500, Campinas, SP, v. 10, n. 1, p. 95–110, 2020. DOI: 10.20396/pita.v10i1.8659066. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/pit500/article/view/8659066. 
KNEBEL, Maria. Análise-ação: práticas das ideias teatrais de Stanislávski. Trad. Marina Tenório e Diego Moschovich. São Paulo: 34, 2016.
LIGIÉRO, Zeca. Batucar-cantar-dançar: desenho das performances africanas no Brasil. Aletria: Revista De Estudos De Literatura, 21(1), 133–146, 2011. https://doi.org/10.17851/2317-2096.21.1.133-146
LINKLATER, Kristin. Freeing the Natural Voice. New York: Drama Book Specialists, 2006.
RENGEL, Lenira. Dicionário Laban. São Paulo:Annablume, 2003.
SILVA, Luciane; SANTOS, Inaicyra. Colonialidade na dança e as formas africanizadas de escrita de si: perspectivas sul- sul através da técnica Germaine Acogny. Revista Conceição/Conception, v.6, n.2, p.162-173, jul./dez. 2017. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index. php/conce/article/view/8648597
SUNDBERG, Johan. Ciência da Voz. Fatos sobre a voz na fala e no canto. São Paulo: EDUSP, 2015. 

 

Clique para consultar os requisitos para CAC0726

Clique para consultar o oferecimento para CAC0726

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2024 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP