Informações da Disciplina

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Comunicações e Artes
 
Artes Plásticas
 
Disciplina: CAP0225 - Escultura e Espaços de Ação
Sculpture and action spaces

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 15 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2021 Desativação:

Objetivos
Estudo teórico da evolução das técnicas escultóricas e da forma tridimensional na história da arte do ocidente, acompanhado por práticas de ateliê. A formação didático-pedagógica do professor de artes visuais está contemplada nos conteúdos e práticas desta disciplina.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1614087 - Mario Celso Ramiro de Andrade
 
Programa Resumido
Do ponto de vista teórico a disciplina oferece um estudo panorâmico da história da escultura no ocidente, com ênfase na arte contemporânea, seus principais artistas, teóricos e movimentos. O programa analisa a genealogia das técnicas de transformação da matéria escultórica e das revoluções estéticas daí decorrentes. Do ponto de vista prático a disciplina enfoca o trabalho com a forma tridimensional resultante dos processos de moldagem a frio, a fundição de materiais solidificáveis em moldes, a construção de maquetes e modelos tridimensionais com materiais de fácil manipulação.
 
 
 
Programa
Programa teórico – Um modelo da evolução da história da cultura, segundo Vilém Flusser. – Vida e morte da imagem – uma história do olhar no Ocidente, segundo Régis Debary. – As funções da escultura: seu papel no mundo antigo, suas relações com a arquitetura, as relações entre arte e a religião dominante no Ocidente. – A dualidade entre corpo e espírito, matéria e idéia. – Uma outra história da escultura: o papel dos ex-votos, máscaras mortuárias e moldes anatômicos, segundo George Didi-Huberman. – As cinco etapas de evolução da escultura, segundo Moholy-Nagy. – Os modelos, desenhos e projetos de escultores. – O espaço da modernidade, rupturas e o surgimento do objeto. – A especificidade do lugar da obra. Site specific, land art, intervfenções urbanas. – Escultura e tecnologia, arte e ciência. A fotografia e o campo da tridimensionalidade. Programa de atividades práticas – Moldagens direta sobre formas vivas e inanimadas. – Fundição a frio, fundição em gesso. – Projeto e construção de maquetes. – Construção de estruturas tridimensionais com materiais flexíveis.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Avaliação de conteúdo teórico estudado em aulas expositivas e avaliação dos exercícios propostos em atividades práticas.
Critério
Realização de pesquisa e leitura recomendada, desenvolvimento dos exercícios propostos em aula e criação de trabalho a partir dos exercícios propostos.
Norma de Recuperação
O aluno deverá prestar uma prova que versará sobre o conteúdo do programa, além de comprovar a realização dos exercícios propostos. A prova será realizada em data determinada pelo professor.
 
Bibliografia
     
Auguste Rodin – A porta do inferno (catálogo). São Paulo: Pinacoteca do Estado de São Paulo, 2001.

Basbaum, R. (org.). “Arte contemporânea brasileira: texturas, dicções, ficções, estratégias”. Rio de Janeiro: Rios Ambiciosos, 2001.

Debray, Regis. “Vida e morte da imagem – uma história do olhar no ocidente”. Petrópolis, R.J.: Vozes, 1993

Didi-Huberman, G. “L’empreinte”. Paris: Musée national d’arte moderne, 1997.

Didi-Huberman, G. “O que vemos, o que nos olha”. São Paulo, Editora 34, 1998.

Flusser, Vilém. “Ins Universum der Technischen Bilder”. Göttingen: European Photography, 1992. “O universo das imagens técnicas: elogio da superficialidade”. São Paulo: Anna Blume, 2008.

Flusser, Vilém. “A filosofia da caixa preta”. São Paulo: Ed. Hucitec, 1985.

From the sculptor’s hand: Italian baroque terracottas from the State Hermitage Museum. (catálogo). Chicago: The Art Insititute of Chicago, 1998.

Krauss, Rosalind. “Caminhos da escultura moderna”. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

Kuryluk, Ewa: “Santa Verônica e o Sudário - história, simbolismo, lendas e estrutura da imagem ‘verdadeira’”. São Paulo: Ibrasa, 1993.

Kwon, Miwon. “Um lugar após o outro” anotações sobre site specificity. October 80 – spring 1997.

Leroi-Gourhan, A. “As religiões da pré-história”. Lisboa: Edições 70, 1985.

Moholy-Nagy, L. “Von Material zu Architektur“, Munique: Bauhaus Edit. 1929.

-------------------- “La nueva visión y Reseña de un artista“, Buenos Aires: Ediciones Infinito, 1972.

Nova Objetividade Brasileira (catálogo). Rio de Janeiro: Museu de Arte Moderna, 1967.

Tucker, William. “A linguagem da escultura”. São Paulo: Cosac & Naify, 2001.

Wittkower, Rudolf. “Escultura”. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

Zanini, Walter. “Tendências da escultura moderna”. São Paulo: Cultrix, Museu de Arte Contemporânea da USP, 1971.

Zielinski, Siegfried. “Arqueologia da mídia: em busca do tempo remoto das técnicas do ver e do ouvir”. São Paulo, Annablume, 2006.
 

Clique para consultar os requisitos para CAP0225

Clique para consultar o oferecimento para CAP0225

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP