Informa??es da Disciplina

Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Comunicações e Artes
 
Artes Plásticas
 
Disciplina: CAP0248 - Oficina de Artes Plásticas IV (composição e Cor)
Visual Arts Studio IV (composition and color)

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2015 Desativação:

Objetivos
O curso tem como objetivo estimular a prática artística por meio da reflexão sobre o espaço pictórico contemporâneo, com ênfase na composição e na cor como seus elementos constitutivos. Pretende-se fazer uma ponte entre as artes visuais e as outras formas de investigações sobre a cor.
A formação didático pedagógico do professor de artes visuais está contemplada nos conteúdos e práticas desta disciplina.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2260168 - Carlos Alberto Fajardo
457984 - Dora Longo Bahia
 
Programa Resumido
A cor e o Olhar; Cor e Superfície; Os trabalhos de Albers e Itten sobre a cor; O Corpo da cor; Cor e Tempo; Cor e a Linguagem; Cor e expressão.
 
 
 
Programa
A cor e o Olhar; Cor e Superfície; Os trabalhos de Albers e Itten sobre a cor; A cor no espaço; O Corpo da cor; Cor e a Linguagem; Cor e expressão.
 
 
 
Avaliação
     
Método
a) Aulas expositivas para informação teórica relacionada a cada um dos tópicos do programa. b) Coordenação de trabalhos teóricos-práticos. c) Análise crítica e discussão dos resultados. d) Auto Avaliação.
Critério
a) Invenção e originalidade: criação. b) Uso adequado dos meios plásticos c) Capacidade de sistematização, transposição e associação.
Norma de Recuperação
O aluno deverá prestar uma prova que versará sobre o conteúdo do programa. A prova será realizada no final do semestre seguinte.
 
Bibliografia
     
Bibliografia
AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? e outros ensaios. Chapecó, SC: Argos, 2009.
____. Estâncias: A palavra e o fantasma na cultura ocidental. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.
BADIOU, Alain. Pequeno manual de inestética. São Paulo: Estação Liberdade, 2002.
BATTCOCK, Gregory. A Nova Arte. Editora Perspectiva.
BENJAMIN, Walter. A obra de arte na época de sua reprodutibilidade técnica. Porto Alegre: Editora Zouk, 2012.
____. Sobre Arte, Técnica, Linguagem e Política. Lisboa: Relógio D’Água Editores, 1992.
BOURDON, David. Warhol. New York: Harry N. Abrams, Inc, 1989.
BRETON, André; TROTSKY, Leon. Por uma arte revolucionária independente. Tradução: Carmem Sylvia Guedes, Rosa Maria Boaventura. São Paulo: Paz e Terra, 1985.
BUCK-MORSS, Susan. Walter Benjamin: escritor revolucionário. Tradução: Mariano López Seoane. Buenos Aires: Interzona Editora S.A., 2005.
CHIPP. H.B, Teorias da Arte Moderna. Martins Fontes, 1996.
COLEGRAVE, Stephen; SULLIVAN, Chris. Punk: A life apart. London: Cassel Illustrated, 2004.
COTRIM, Cecília; FERREIRA, Glória. Escritos de artistas: Anos 60/70. Rio de janeiro: Jorge Zahar, 2006.
DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Tradução a partir de: http://www.terravista.pt/IlhadoMel/1540, 1997. Disponível em: http://www.geocities.com/projetoperiferia4/se.htm. Acesso em: maio de 2009.
____. (Ed.). Internationale situationniste. Paris, 1958-1969. Disponível em: http://www.ubuweb.com/historical/si/index.html. Acesso em 1 de outubro de 2013.
____. Mémoires: Structures portantes d’Asger Jorn. Paris: Editions Allia, 2004.
GOMBRICH. E. H. Arte e Ilusão. EDITORA Martins Fontes.
GOETHE. J.W.Doutrina das Cores. Tradução de Marco Giannottti. Editora Nova Alexandria, 1993.
HARVEY, David. Condição pós-moderna: Uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. Tradução: Adail Ubirajara Sobral, Maria Stela Gonçalves. São Paulo: Edições Loyola, 1992.
INTERNACIONAL Situacionista. Situacionista: Teoria e prática da revolução. São Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2002. (Coleção Baderna).
JACQUES, Paola Berenstein (Org.). Apologia da deriva: Escritos situacionistas sobre a cidade. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003.
_ JE vous salut Sarajevo. Direção: Jean-Luc Godard. França: 1993. Disponível em: http://youtu.be/LU7-o7OKuDg. Acesso em: 7 de fevereiro de 2012.
KRAUSS, Rosalind. KRAUSS, Rosalind. A voyage on the North Sea: art in the age of the post-medium condition. London: Thames and Hudson, 2000.
____. The Originality of the avant-Garde and other Modernist Myths, Cambridge / London: The MIT Press, 1985.
LÖWY, Michael. Walter Benjamin - aviso de incêndio: Uma leitura das teses “Sobre o conceito de história”. São Paulo: Boitempo, 2005.
MALEVICH, K. Textos sobre a Luz e a Cor de.L'Age d'Homme, 1993.
MAMMI, Lorenzo. Mortes recentes da arte. Novos Estudos CEBRAP, São Paulo, no 60, julho 2001.
MARTINS, Luiz Renato. A fabricação da pintura: de Manet a Rothko. 461 p. Tese (Doutorado em Filosofia, Letras e Ciências Humanas), Faculdade de Filosofia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
OITICICA, Hélio. Aspiro ao Grande Labirinto, Rocco, 1986
WITTGENSTEIN. L. A Gramática das Cores em Wittgenstein. Tradução de João Carlos Pires da Silva Tese de Doutorado em Filosofia, Unicamp, 1997.
WOODS, Alan. A revolução francesa de maio de 1968, em In defense of Marxism, http://www.marxist.com/revolucao-francesa-maio-1968.htm. Acesso em 26 de novembro de 2010.
ZIZEK, Slavoj. A visão em paralaxe. São Paulo: Boitempo, 2008.
____. Bem-vindo ao deserto do real: cinco ensaios sobre o 11 de setembro e datas relacionadas. São Paulo: Boitempo, 2003.
 

Clique para consultar os requisitos para CAP0248

Clique para consultar o oferecimento para CAP0248

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP