Informações da Disciplina

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Comunicações e Artes
 
Artes Plásticas
 
Disciplina: CAP0275 - Prática de Escultura III
Practice of Sculpture III

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2013 Desativação:

Objetivos
Prática de Escultura III é uma disciplina obrigatória para os estudantes optantes do Bacharelado em Escultura e optativa para os demais alunos. Dentro da grade curricular da área da Escultura, esta disciplina antecede o Trabalho de Conclusão de Curso - TCC e, por esta razão os estudantes já cumpriram outros créditos da área, abordando em profundidade temas da tridimensionalidade, desenvolvendo projetos individuais e adquirindo as ferramentas necessárias para um fazer e um pensar crítico e atualizado, contextualizando questões poéticas, históricas, sociais e políticas. Desta forma a disciplina é destinada a estudantes dos últimos semestres como uma preparação ao projeto de graduação. Visa a produção artística voltada para a espacialização das ideias e o desenvolvimento de uma visão critica do trabalho individual e do grupo. Busca estimular a capacidade reflexiva, por meio de exercícios de crítica em grupo, do questionamento dos processos, meios e linguagens e estimula a pesquisa para a formação de um repertório consistente e atualizado.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2091181 - Ana Maria da Silva Araujo Tavares
 
Programa Resumido
A disciplina deverá habilitar o aluno para: 1) Desenvolver trabalhos de arte que lidem com as questões próprias do campo da tridimensionalidade –da escultura no campo expandido, buscando entender as relações de seu fazer artístico com a história e a contemporaneidade; 2) Desenvolver a capacidade de realizar leitura crítica sobre seu próprio trabalho e os trabalhos de outros integrantes do grupo; 3) Eleger e identificar tópicos centrais/conceitos em sua produção e analisar seu próprio processo de construção poética; 4) Relacionar e identificar as possíveis heranças históricas e conceituais; 5) Identificar processos e técnicas relevantes para o desenvolvimento de cada conjunto de projetos; 6) estabelecer diálogo e trocas com outros integrantes do grupo. 7) Planejar e desenvolver formas de exposição dos trabalhos realizados.
 
 
 
Programa
O programa da disciplina se baseará no acompanhamento do desenvolvimento dos projetos individuais ou coletivos, a partir de apresentações regulares dos trabalhos e de revisões críticas das produções do grupo de alunos; no o uso de diversos recursos audiovisuais para a sistemática documentação da produção pessoal; no convite a artistas visitantes para apresentações sobre temas e tópicos de interesse, bem como a apresentação de projetos artísticos pessoais; na realização de visitas à exposições e ateliers de artistas; na leitura de textos críticos e históricos, a fim de ampliar o repertório e dar consistência à pesquisa artística e o desenvolvimento conceitual.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Apresentações sistemáticas dos processos e da produção resultante dos exercícios e propostas desenvolvidas ao longo do curso; debates e reflexões em grupo de material teórico; apresentação de trabalhos e reflexões conceituais sobre o trabalho artístico desenvolvido.
Critério
Adequação entre a qualidade estética e a qualidade técnica; entre o fazer artístico e o pensar reflexivo e crítico. Frequência e participação nas aulas e atividades propostas.
Norma de Recuperação
O aluno deverá cumprir os projetos propostos ao longo do semestre, realizar provas e/ou apresentar trabalhos teóricos quando solicitados.
 
Bibliografia
     
BASBAUM, Ricardo (org). Arte Contemporânea Brasileira. Rio de Janeiro: Rios Ambiciosos, 2001, pp. 216-223.
BENJAMIN, Walter. A obra de arte na época da sua reprodutibilidade técnica, São Paulo, Abril Cultural, 1983.
BISHOP, Claire. (ed.) Participation – Documents of Contemporary Art. Cambridge, MIT, 2006.
BOADA, Luis. O espaço recriado. São Paulo: Studio Nobel, 1991 Caldas, W., Luz a neon S. Paulo, Studio Nobel, 1995.
KRAUSS, Rosalind. Caminhos da Escultura Moderna, Martins Fontes, São Paulo, 1998.
KRAUSS, Rosalind. Passages in Modern Sculpture. Cambridge, Massachusetts: MIT Press, 1977.
 

Clique para consultar os requisitos para CAP0275

Clique para consultar o oferecimento para CAP0275

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP