Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Comunicações e Artes
 
Informação e Cultura
 
Disciplina: CBD0216 - Representação Descritiva II
Cataloguing II

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2017 Desativação:

Objetivos
Familiarizar e introduzir o aluno com os principais conceitos e processos da catalogação que envolvam formatos de intercâmbio, e esquemas de metadados. Apresentar os protocolos e padrões internacionais de Formatos bibliográficos estruturados para a descrição de recursos bibliográficos e de seus controles de autoridade em ambiente automatizado. A disciplina também capacita ao planejamento e construção de catálogos eletrônicos de acesso online.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
860553 - José Fernando Modesto da Silva
 
Programa Resumido
A disciplina apresenta os conceitos e processos que possibilitam o estabelecimento de serviço de informação apoiado na adoção de formatos de intercâmbio de registros bibliográficos. Enfoca a utilização de padrões internacionais de intercâmbio e de esquemas de metadados descritivos, além de abordar a aplicação da descrição nos conceitos das redes sociais, agora denominado catalogação social..
 
 
 
Programa
Universo do Controle Bibliográfico Introdução aos Formato MARC Descrição Bibliográficas no MARC Introdução ao Controle de Autoridade – Formato MARC 21. Inclusão do conceito do FRAD e sua adequação aos campos do MARC de autoridade. Protocolo Z39.50; Conversão Retrospectiva; Automação das Bibliotecas Abordagem sobre outros Formatos Bibliográficos: UNISIST, CCF, UNIMARC, ONIX, BIBFRAME e o padrão de Metadados: Dublin Core. Tendências da Catalogação.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas e práticas. Ambiente online de aula (Plataforma Moodlle) de apoio didático para aulas, disponibilização de materiais didáticos e suporte a aprendizagem.
Critério
Avaliação de atividades: exercícios, seminários, visitas técnicas e prova téorica e/ou prática, participação ativa em sala de aula.
Norma de Recuperação
Apresentação de trabalho (oral e escrito) e / ou realização de prova escrita pelos alunos que obtiveram a nota mínima regimental superior a TRÊS, segundo os prazos fixados pelo calendário de Atividades Acadêmicas.
 
Bibliografia
     
BALBY, C.N. Conversão retrospectiva: para consolidar a automação e a cooperação nas bibliotecas brasileiras. In: SEMINÁRIO SOBRE AUTOMAÇÃO EM BIBLIOTECAS E CENTROS DE DOCUMENTAÇÃO, 5, São José dos Campos, 1994. Anais. São José dos Campos : UNIVAP, 1994. p. 42-48.
BARBOSA, A.P. Novos rumos da catalogação. Rio de janeiro: BNG; Brasilart, 1978.
BYRNE, D.J. Manual de MARC: como interpretar y usar registros MARC. Tradução de Nicolas Rucks. Buenos Aires: GREBYD, 2001.
FURRIE, B. Understanding MARC (machine readable cataloging). 4.ed. Washington : Library of Congress, 1994. Também disponível online em inglês (http://www.loc.gov/marc/umb/) ou espanhol (http://lcweb.loc.gov/marc/umbspa/)
GARCIA MELERO, L.A.;GARCIA CAMARERO, E. Automatización de bibliotecas. Madrid:Arco/Libros, 1999.
HOPKINSON, A. O "Common Communication Format" desenvolvido pela UNESCO. Ciência da Informação, Brasília, v. 14, n. 1, p. 51-4, jan./jun. 1985.
IFLA. Study Group on the Functional Requirements for Bibliographic Records Requisitos funcionais de registros bibliográficos: relatório final. Trad. Fernanda Maria Guedes de Campos. Lisboa: Biblioteca Nacional de Portugal, 2008. (Publicações técnicas)
INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA. Formato IBICT: formato de intercâmbio bibliográfico e catalográfico. Brasília: IBICT, 1987.
INTERNATIONAL STANDARDS ORGANIZATION. Documentation: format for bibliographic information exchange on magnetic tape. 2. Ed. Geneva: ISO, 1981. (ISO 2709-1981).
MARC 21: formato internacional para dados bibliográficos. Tradução e adaptação de Margarida M. Ferreira. 3ª. ed. Marília: FUNDEPE, 2012.
MENDEZ RODRIGUEZ, E.M. Metadados y recuperación de informatión: estándares, problemas y aplicabilidad em bibliotecas digitales. [Madrid]: Ediciones Trea, [2002?]
RIBEIRO, A.M.C.M. Catalogação de recursos bibliográficos: AACR2R em MARC 21. 4 ed. Brasília : Ed. Do Autor, 2009.
Código de catalogação anglo-americano [Anglo American Cataloging Rules]. Preparado sob a direção do Joint Steering Committee for Revision of AACR. 2a. ed. rev. 2002. Trad. para a lingual portuguesa sob responsabilidade da FEBAB. São Paulo: FEBAB/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004.
COYLE, K.; HILLMANN, D. Resource Description and Acess (RDA) cataloging rules for the 20th Century. D-Lib Magazine, v.13, n.1/2,Jan./feb. 2007.
MAXWELL, R. FRBR: a guide for the perplexed. USA: ALA, 2008.
MEY, E.S.A.; SILVEIRA, N. C. Catalogação no Plural. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 2009.
OLIVER, Chris. Introdução à RDA: um guia básico. Tradução de Antonio Agenor Briquet de Lemos. Brasília, DF: Briquet de Lemos / Livros, 2011.
RIBEIRO, A.M.C.M. Catalogação de recursos bibliográficos: AACR2R em MARC 21. 4 ed. Brasília : Ed. Do Autor, 2009.
TAYLOR, A. G. Understanding FRBR: what it is and how it will affect our retrieval tools. USA: Libraries Unlimeted, 2007.
Descripción Bibliográfica Internacional Normalizada (ISBD): Edición Preliminar Consolidada [versão em espanhol]. http://www.ifla.org/files/cataloguing/isbd/isbd-cons_2007-es.pdf ou http://bit.ly/nz3evv,
 

Clique para consultar os requisitos para CBD0216

Clique para consultar o oferecimento para CBD0216

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP