Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Comunicações e Artes
 
Comunicações e Artes
 
Disciplina: CCA0218 - Língua Portuguesa - Redação e Expressão Oral I
Writing and Speaking in Portuguese Language I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2006 Desativação:

Objetivos
O curso, através de procedimentos da Análise do Discurso (AD),
pretende:

a) capacitar o aluno para analisar e produzir textos em língua portuguesa, em suas diferentes normas e níveis;

b) permitir a formação da consciência crítica acerca do papel da linguagem verbal na formação do comunicador, levando-se em conta as mediações;

c) possibilitar a reflexão crítica sobre os usos da linguagem verbal pelos meios de comunicação, incluindo os aspectos de recepção. Ao final do processo o aluno deverá estar apto a elaborar outras propostas com relação ao uso que os meios de comunicação fazem da linguagem verbal. Esse resultado embasa as disciplinas seqüentes: CCA-219 e CCA-220.
 
 
 
Programa Resumido
Possibilitar a reflexão crítica sobre os usos da linguagem verbal pelos meios de comunicação, incluindo os aspectos de recepção. Ao final do processo o aluno deverá estar apto a elaborar outras propostas com relação ao uso que os meios de comunicação fazem da linguagem verbal. Esse resultado embasa as disciplinas seqüentes: CCA-219 e CCA-220.

 
 
 
Programa

PROGRAMA
1. O papel da linguagem verbal na comunicação.
2. A especificidade da comunicação verbal: o pólo da recepção
3. Níveis de abstração: sistema, norma e fala.
4. Linguagem: pensamento, conhecimento e cultura
5. Conhecimento, informação e tecnologia
6. A Língua Portuguesa: gramáticas e estilos.
7. A linguagem verbal nos meios de comunicação: construção de identidades
8. Palavra e discurso no campo da comunicação
9. As normas lingüísticas: variedades geográficas e socioculturais.
10. A gramática e o estilo das variadas normas, incluindo a norma padrão e sua correção gramatical.
11. A norma e os fatores de unificação lingüística na comunidade: escola, meios de comunicação e literatura.
12. A "norma culta" e o conceito de erro na língua portuguesa. Critérios para a conceituação de "erro" lingüístico. O "purismo". Adequação e inadequação.
13. A representação escrita das estruturas faladas.
14. A linguagem verbal na mídia: estudo de caso.
15. A monografia: normas de apresentação de originais da A.B.N.T.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas teóricas sistematizadoras. Leituras programadas: discussão em
torno dos textos. Painéis. Seminários. Pesquisa de campo. Discussão da
adequação dos textos escritos à gramática da norma padrão.
Critério
Cada aluno terá durante o semestre, as seguintes avaliações:
1. pelos textos escritos em norma padrão, de acordo com as normas da
ABNT;
2. pela pesquisa de campo e o relatório escrito dessa pesquisa, de
acordo com as normas vigentes;
3. pela participação em aula.

Norma de Recuperação
Prova escrita a ser realizada na primeira semana do semestre letivo posterior (de acordo com cronograma do CCA).
 
Bibliografia
     
ABDALA Jr., Benjamin (org.) Margens da cultura. Mestiçagem & outras misturas. São Paulo: Boitempo, 2004. p. 9 a 20.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT. Normas para a Referência Bibliográfica.

BACCEGA, Maria Aparecida. Conhecimento, informação e tecnologia. Comunicação
& Educação n.11. São Paulo, CCA-ECA-USP; Moderna, jan/abr de 1998. p.7-16.

BLIKSTEIN, Izidoro. Kaspar Hauser ou a fabricação da realidade. São Paulo: Cultrix, 1990. p.11 a 64

COSTA, Maria Teresa P. da. O programa Gil Gomes: a justiça em ondas médias. Campinas,
EdUnicamp, 1992. p. 91-119

MAINGUENEAU, Dominique. Análise de textos de comunicação. São Paulo: Cortez, 2001. p.71-83.

MOTTER, Maria Lourdes. Ficção e História. Imprensa e construção da realidade. São Paulo: Arte&Ciência-Villipress, 2001. p. 65 a 81.

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMETNOS CIENTÍFICOS. Teses, dissertações, monografia e trabalhos acadêmicos. Curitiba: Universidade Federal do Paraná. Sistema de Bibliotecas, 2002.

ORLANDI, Eni P. Terra à vista. Discurso do confronto: velho e novo mundo. São Paulo: Cortez, 1990. p. 13 a 17 e de 25 a 37.

PAULIUKONIS, M. A. L.et alii. Jornal televisivo: estratégias argumentativas na construção da
credibilidade. In: CARNEIRO, Agostinho Dias. O discurso da mídia. Rio, Oficina do Autor, 1996. p. 81-98

PRETI, Dino. Sociolingüística: os níveis de fala (um estudo sociolingüístico do diálogo na
Literatura Brasileira).8ed. São Paulo: Edusp, 1997. p. 11 a 71.

SCHAFF, A. Linguagem e conhecimento. Coimbra: Almedina, 1974, p.247-268

SILVERSTONE, Roger. Por que estudar a Mídia? São Paulo: Loyola, 2002. p. 11 a 43

TARALLO, Fernando. A pesquisa sociolingüística. São Paulo: Ática, 1985, p.17-32.

Bibliografia complementar:

BRANDÃO, Helena Nagamine. Introdução à Análise do Discurso. Campinas, EdUNICAMP, 1991.
COSERIU, Eugenio. Teoria da linguagem e lingüística geral. Rio de Janeiro/São Paulo:
Presença/Edusp, 1979.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de lingüística geral. São Paulo: Cultrix, 1973.
 

Clique para consultar os requisitos para CCA0218

Clique para consultar o oferecimento para CCA0218

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP