Informações da Disciplina

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Comunicações e Artes
 
Comunicações e Artes
 
Disciplina: CCA0255 - Teoria da Comunicação
Theory of Communication

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2020 Desativação:

Objetivos
Introduzir o campo da reflexão sobre a produção social de linguagens culturais no contexto histórico dos meios da comunicação tecnológica. Compreender os processos de formulação conceitual a partir dos usos e expansões dos processos de mediação tecnológica na perspectiva histórico-cultural.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
792432 - Irene de Araujo Machado
 
Programa Resumido
11. Objetivos: Analisar o desenvolvimento progressivo de formulações teóricas sobre a comunicação de massa, associando-as com os avanços tecnológicos das principais médias contemporâneas que interagem no mercado de produtos culturais.
 
 
 
Programa
1.Perspectiva de construção histórica do pensamento comunicacional a partir do desenvolvimento dos meios de comunicação técnica: cultural oral; expansão da escrita, da prensa e da imprensa. 2.Trajetória do pensamento a partir das transformações da escrita e de seus efeitos sobre a ampliação das possibilidades de uso, da emergência da leitura, da interpretação e do uso social do discurso. 3.Domínio dos meios e suas matrizes culturais: prensa, imprensa, dispositivos de reprodução de imagens, meios e processos digitais. 4.Desenvolvimento e expansão da indústria cultural. 5.O papel das teorias de informação e de comunicação na fixação dos processos de transmissão. 6.Teoria crítica da indústria cultural. 7.Processos de cibernetização da cultura. 8.Teorias de matriz sócio-dialógica fora da perspectiva eurocêntrica: as mediações culturais e prospecções dialógicas. 9.Processos da crítica cultural em pensamentos da emergência. 10. Paradoxos da cultura de meios ante os processos da complexidade. 11.Redes como possibilidade de análise crítica da cultura contemporânea em seus acontecimentos emblemáticos. 12.Análises de situações comunicativas a partir dos contextos vivenciais e de circunstâncias culturais vinculadas à produção midiática.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas dos conteúdos fundamentais; exercícios de análises em grupo; desenvolvimento de experimentos investigativos sobre temas emergentes em circulação midiática; debates abertos.
Critério
Provas dissertativas e trabalhos analíticos individuais e/ou em grupos.
Norma de Recuperação
Prova em período regulamentar do Calendário USP versando sobre conteúdo específico desenvolvido pela disciplina.
 
Bibliografia
     
ADORNO, Theodor; HORKEIMER, Max. Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: ZAHAR, 1985. BENJAMIN, Walter. A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica. Sobre Arte, Técnica, Linguagem e Política. Trad. Maria L. Moita. Lisboa: Relógio D’Água, 1992, p. 72-113. CHARNEY, L. Num instante: o cinema e a filosofia da modernidade. In CHARNEY, L.; SCHWARTZ, R. O Cinema e a invenção da vida moderna. São Paulo: Cosac & Naif, 2001, p. 386-408. COELHO, Eduardo P. Para uma história da conectividade. A cultura das redes. Lisboa: Relógio D’Água, 2002, p. 237-244. ECO, UMBERTO. O cogito interruptos. Viagem na irrealidade cotidiana. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984, p.163-240. HALL, Stuart. Reflexões sobre o modelo de codificação/decodificação. Codificação/decodificação. Da Diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: UFMG, 2009. JOHNSON, Steven. Ouvindo o feedback. Emergência. A dinâmica de rede em formigas, cérebros, cidades e softwares. Trad. M. C. Pádua Dias. Rio de Janeiro: Zahar, 2003, p. 96-120. McLUHAN, Marshall. A galáxia de Gutenberg. São Paulo: Cia Editora Nacional, 1977. _______. Televisão. Os meios de comunicação como extensões do homem Trad. Décio Pignatari. São Paulo: Cultrix, 1971. MARTÍN-BARBERO, Jesús. Itinerários da investigação. Ofício de Cartógrafo: travessias latino-americanas da comunicação na cultura. São Paulo: Loyola, 2004. MONTÓN, Angel L.H. O homem e o mundo midiático no princípio de um novo século. Cinematógrafo: um olhar sobre a história. Salvador: UDFBA, 2009, p. 29-40. MORIN, Edgar. O paradigma da complexidade. Introdução ao pensamento complexo. Trad. Dulce Matos. Lisboa: Instituto Piaget, 1991, p. 69-92. SODRÉ, Muniz. O emotivo e o indicial na mídia. As estratégias sensíveis. Petrópolis: Vozes, 2006, p. 73-124. _______. Pensar nagô. Petrópolis: Vozes, 2018. VAN DIJCK, José. Hacia uma socialidad vendible: la conectividad como recurso. El ecosistema de los médios conectivos em una cultura de la conectividad. Desmontando plataformas, reconstruyendo la socialidad. La cultura de la conectividad. Buenos Aires: Siglo Veintiuno, 2016. WIENER, Norbert. A idéia de um universo contingente. Cibernética e sociedade: o uso humano de seres humanos. Trad. José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix, 1993, p. 9-15.
 

Clique para consultar os requisitos para CCA0255

Clique para consultar o oferecimento para CCA0255

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP