Informações da Disciplina

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Comunicações e Artes
 
Comunicações e Artes
 
Disciplina: CCA0313 - Textos Comunicacionais
Communication Texts

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2018 Desativação:

Objetivos
• Compreender os fundamentos da investigação semiológica/ semiótica; • Compreender a construção das linguagens segundo as mediações do processo comunicacional; • Desenvolver a lógica do raciocínio, da construção e da organização do sentido no processo argumentativo; • Relacionar a mensagem ao ambiente sócio-cultural de modo a compreender as particularidades ideológicas.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
792432 - Irene de Araujo Machado
 
Programa Resumido
A disciplina visa desenvolver as habilidades escritas da produção de texto argumentativo a partir do processo semiótico de elaboração das linguagens gráficas dominante nos meios impressos. Para isso propõe-se discutir a construção de argumentos segundo a elaboração de raciocínios e das expansões dos campos de sentidos. Para apreendê-los faz-se necessário reconhecer como as estratégias dos signos são organizadas, o que implica o desenvolvimento de um estudo mais sistemático dos componentes conceituais da linguagem compondo as diferentes lógicas discursivas que circulam socialmente.
 
 
 
Programa
4.1. Comunicação como estratégia da cultura contemporânea 4.2. A produção dos textos nos circuitos da comunicação mediada: textos informativos e textos argumentativos. 4.3. Variações sígnicas e implicações nas produções mediadas impressas, audiovisuais e digitais 4.4. O signo lingüístico e a semiose diádica 4.5. Semiose e signo triádico 4.6. Leituras do signo triádico 4.7. Transformações das linguagens icônicas. 4.8. Linguagem de montagem e processos de inferência: recorte, descontextualização, recontextualização. 4.8. Juízos perceptivos e Formas de raciocínio: dedução, indução, abdução. 4.9. Mecanismos de produção de textos comunicacionais: Gêneros 4.10. Do artigo ao ensaio: transformação da informação em argumento e análise. 4.11. As relações texto/discurso: delimitações. 4.12. Diagramas de raciocínios no Ensaio argumentativo e experimentação de idéias. 4.13. Hipótese, Interpretação e Inferência no ensaio. 4.14. O ensaio em sua argumentação intersemiótica 4.15. Tópicos de redação de um ensaio semiótico-argumentativo. 4.16. Argumentos gráficos no ensaio: procedimentos de síntese e de análise. 4.17. Análise de pequenos ensaios
 
 
 
Avaliação
     
Método
As aulas serão ministradas através de aulas teóricas e expositivas, com orientação para a ocorrência de debates, análises em grupos, exposições orais e oficinas.
Critério
1. Análise semiótica de textos; 2. Análise de ensaios; 3. Produção de ensaios argumentativos.
Norma de Recuperação
Recuperação: trabalho de análise de ensaio e redação de ensaio argumentativo.
 
Bibliografia
     
BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 3. ed. São Paulo: Hucitec, 1986. BENJAMIN, Walter. Paris, capital do século XIX. Passagens. Belo Horizonte: Imprensa Oficial do Estado, 2009. CITELLI, Adilson. Linguagem e Persuasão. São Paulo: Ática, 2004. ECO, Umberto. Viagem na irrealidade cotidiana. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984. FOUCAULT, M. Isto não é um cachimbo. Trad. Jorge Coli. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988. _______. O corpo utópico, as Heterotopias. São Paulo: M-1. JAKOBSON, Roman. Lingüística. Poética. Cinema. São Paulo: Perspectiva, 1970. Coleção Debates. MAINGUENEAU, D. Análise de textos de comunicação. São Paulo: Cortez, 2001. MERRELL, F. Uma reunião de TRÊS. In A semiótica de Charles S. Peirce hoje. Ijuí, 2012. NOTH, Winfried & SANTAELLA, Lucia. Imagem, cognição, mídias. São Paulo: Iluminuras, 1998. PEIRCE, C.S. Dedução, Indução e Hipótese. In Semiótica e filosofia.Trad. O. S. Mota e L. Hegenberg. São Paulo: Cultrix, 1975. _______. Os três modos de raciocínios. Escritos coligidos. São Paulo: Abril Cultural (Os Pensadores), 1980. PERROTA-BOSCH, Francisco. A arquitetura dos intervalos. Serrote, Instituto Moreira Salles, n 15, novembro de 2013, p. 7-23. PIGNATARI, Decio. Uma ciência que ajuda a “ler” o mundo. FERRARA, Lucrecia et al. Semiótica. Manual de Leitura. AUP 415 e AUP 406. USP, FAU. _______. Tecnologia e transcodificação. A metalinguagem da arte. Ad marginem. Cultura pós-nacionalista. Rio de Janeiro: Imago, 1989. SENNETT, Richard. Humanismo. Serrote, Instituto Moreira Salles, n 14, julho de 2013, p. 95-107.
 

Clique para consultar os requisitos para CCA0313

Clique para consultar o oferecimento para CCA0313

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP