Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Comunicações e Artes
 
Jornalismo e Editoração
 
Disciplina: CJE0622 - Políticas Públicas de Leitura
Reading Public Policies

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2012 Desativação:

Objetivos
Formar profissionais e pesquisadores sensíveis à problemática da apropriação da cultura escrita e seus dispositivos, em especial no País, estimulando nos estudantes a reflexão e o debate sobre as relações entre tal problemática e o campo de trabalho em que irão atuar.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2197842 - Amanda Leal de Oliveira
81721 - Edmir Perrotti
 
Programa Resumido
Esta disciplina pretende contribuir para a formação de profissionais e pesquisadores implicados nos processos de apropriação cultural, mais precisamente nos da apropriação social da cultura escrita. Serão estudadas questões que envolvem as concepções de leitura, os marcos histórico-conceituais que caracterizam as políticas públicas do livro e da leitura no Brasil e no exterior. Ao mesmo tempo, tais questões serão articuladas às práticas culturais efetivas dos leitores, destacando-se aí os vínculos entre estas e os dispositivos culturais (bibliotecas, escolas, livrarias, a indústria editorial e os novos suportes de leitura).
 
 
 
Programa
14.1. Leitura: “decodificação”/“significação”; “alfabetização”/“letramento”; “hábito de leitura”/“ato de ler”; “transmissão”/“negociação de sentidos”.
14.2. A perspectiva sociocultural do ato de ler: leitura como “ato” e leitura como “gesto”.
14.3. Leitura, leitores e não-leitores.
14.4. O livro e a leitura como questão pública: O papel da UNESCO
14.5. O Estado e a leitura: políticas nacionais do livro e da leitura: panorama internacional.
14.6. O Estado e a leitura: políticas do livro e da leitura no Brasil; panorama e marcos históricos (INL, FNLIJ, Pró-Ler, Pro-Leitura, PNBE, Lei do Livro, PNLL).
14.7. O Estado e a leitura: políticas estaduais do livro e da leitura.
14.8. O Estado e a leitura: políticas municipais do livro e da leitura.
14.9. A leitura, Estado e sociedade civil: o terceiro setor e a leitura; ONGs, associações, entidades filantrópicas e outras
14.10. Leitura e biblioteca
14.11. Leitura e escola
14.12. Leitura e livraria
14.13. Leitura e a família
14.14. Leitura e o mercado editorial (bienais, feiras, salões do livro)
14.15. Leitura e a internet: o papel da internet no acesso ao livro e na apropriação da leitura. As novas formas de ler.
14.16. Redes de leitura e apropriação social da escrita.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas; seminários; trabalhos em grupo; visitas acompanhadas.
Critério
Os estudantes serão avaliados pela participação nas discussões, por fichamentos de leitura, seminários e pela realização de trabalho final que deve sistematizar pontos considerados relevantes do programa.
Norma de Recuperação
Trabalho escrito a ser entregue no mês subsequente.
 
Bibliografia
     
BAJARD, E. Da escuta de textos à leitura. São Paulo: Cortez, 2007.
BAKHTIN, M. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento. São Paulo: Hucitec, 1999.
BARATIN, M. & JACOB, C. (orgs.). O poder das Bibliotecas: A memória dos livros no Ocidente. Rio de Janeiro: UFRJ, 2000.
BARKER, R. & ESCARPIT, R. A fome de ler. Rio de Janeiro: FGV, 1975.
BARTHES, R. Aula. São Paulo: Cultrix, 1989.
__________. O prazer do texto. São Paulo: Perspectiva, 1977.
BAYARD, P. Como falar dos livros que não lemos? Rio de Janeiro: Objetiva, 2007.
BOJUNGA, L. Livro: um encontro com Lygia Bojunga. Rio de Janeiro: Editora Agir, 1988.
BOSI, E. Cultura de massa e cultura popular: leituras de operárias. Petrópolis: Vozes, 1973.
BRUNER, J. Atos de significação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.
BURKE, P. Uma história social do conhecimento: de Gutenberg a Diderot. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.
BUTLEN, M. et al. Savoir lire avec les BCD. Paris: CRDP Créteil, 1996.
CANDIDO, A. “O direito à literatura”. In: Vários escritos. São Paulo: Duas Cidades, 1995.
CHARTIER, R. (org.) Práticas da leitura. 2ª ed. São Paulo: Estação Liberdade, 2001.
__________. A aventura do livro. São Paulo: Unesp, 2000.
FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Cortez, 1982.
GOULEMOT, J. M. “Da leitura como produção de sentido”. In: CHARTIER, R. (org.). Práticas da leitura. 2ª ed. São Paulo: Estação Liberdade, 2001.
INSTITUTO PRÓ-LIVRO. Retratos da Leitura no Brasil: 2008. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2009.
LAJOLO, Marisa. O preço da leitura. São Paulo: Ática, 2001.
MANGUEL, A. Uma história da leitura. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.
MINDLIN, J. Uma vida entre livros. São Paulo: Companhia das Letras; Edusp, 1997.
OLIVEIRA, A. L. Cultura na fazenda: um estudo sobre a apropriação da leitura como negociação de sentidos. 2009. Dissertação de mestrado, ECA/USP, São Paulo, 2009.
OLSON, D. & TORRANCE, N. Cultura escrita e oralidade. São Paulo: Ática, 1995.
PENNAC, D. Como um romance. Rio de Janeiro: Rocco, 2008.
PERROTTI, E. Confinamento cultural, infância e leitura. São Paulo: Summus, 1990.
__________. “Estações da leitura na escola: Por uma pedagogia cultural”. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2000.
__________.“Leitura” IN: COELHO, T. Dicionário Crítico de Política Cultural. São Paulo: Iluminuras, 2001.
__________. Os jovens e a leitura: Uma nova perspectiva. São Paulo: Editora 34, 2008.
PIERUCCINI, I. A ordem informacional dialógica: estudo sobre a busca de informação em educação. 2004. Tese de doutorado, ECA/USP, São Paulo. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2009.
ROMÃO, L. M. S. & PACÍFICO, S. M. R. Era uma vez uma outra história: Leitura e interpretação na sala de aula. São Paulo: Editora DCL, 2006.
ZAID, G. Livros demais! São Paulo: Summus Editorial, 2004.
ZILBERMAN, R. Fim do livro, fim dos leitores? São Paulo: Senac, 2002.
 

Clique para consultar os requisitos para CJE0622

Clique para consultar o oferecimento para CJE0622

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP