Informações da Disciplina

Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Comunicações e Artes
 
Jornalismo e Editoração
 
Disciplina: CJE0625 - História do Livro no Brasil
History of Book in Brazil

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2012 Desativação:

Objetivos
Compreensão dos mecanismos de introdução, expansão e desenvolvimento da produção impressa no Brasil, nos séculos XIX e XX, à luz dos movimentos internos que concorreram para a emancipação e modernização da sociedade brasileira e seus pontos de contato com as mutações observadas no âmbito da comunicação impressa em escala internacional.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1403766 - Marisa Midore Deaecto
 
Programa Resumido
Identificar a constelação de atividades e de agentes responsáveis pela produção do livro impresso no Brasil nos séculos XIX e XX. Refletir sobre as múltiplas formas de mediação existentes entre o autor e o público leitor, desde o período que antecede à instalação da primeira tipografia no Brasil, em 1808, até a contemporaneidade. Construir bases para uma avaliação comparativa e crítica da produção impressa no Brasil, situando-a nos movimentos econômicos, sociais e políticos que marcaram a história nacional, com ênfase nas questões atinentes ao desenvolvimento das camadas leitoras. Paralelamente à análise das condições de produção e difusão do livro no Brasil, propõe-se o estabelecimento de quadros comparativos com o campo editorial de alguns países latino-americanos e europeus, em particular, Argentina, México, Portugal, França e Itália.
 
 
 
Programa
14.1. Livros e leituras no Brasil colonial
14.2. A Impressão Régia no Brasil (1808)
14.3. Política, Nação e Edição, algumas diretrizes do problema (séculos XIX-XX)
14.4. A presença estrangeira no mercado editorial brasileiro (sec. XIX-XX)
14.5. O livro no Brasil em três atos: Paula Brito, Francisco Alves & Monteiro Lobato
14.6. O mercado livreiro nos anos de 1920 e 1930: literatura e questão nacional
14.7. O marxismo no Brasil: livros e leituras
14.8. José Olympio Editora
14.9. Ênio Silveira e a Civilização Brasileira
14.10. A leitura na escola: edições pedagógicas em perspectiva
14.11. Mercado editorial no Brasil contemporâneo (1960-1990)
 
 
 
Avaliação
     
Método
O programa foi organizado a partir de dois eixos analíticos: 1) visão diacrônica da história do livro e da produção editorial; 2) literatura e questão nacional: espaços e temporalidades. Estão previstas aulas expositivas, seminários e atividades de análise documental.
Critério
Trabalhos individuais e em grupo. Participação ativa nas aulas. Avaliação final escrita.
Norma de Recuperação
Apresentação de trabalho, cujo tema será discutido no momento oportuno e avaliação escrita.
 
Bibliografia
     
ABREU, Márcia (org.). Leitura, história, história da leitura. Campinas (SP): Mercado das Letras; São Paulo: Fapesp, 1999.
ALENCASTRO, Luiz Felipe de (org.). História da vida privada no Brasil: A corte e a modernidade nacional. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. v. II.
ANDRADE, Olímpio de Souza. O livro brasileiro: Progressos e problemas (1920-1971). Brasília: INL/MEC, 1974.
ARAÚJO, Emanuel. A construção do livro. 2ª edição. São Paulo: Edunesp; Rio de Janeiro: Lexikon, 2008.
AZEVEDO, Fernando. A cultura brasileira. São Paulo: Melhoramentos, Edusp, 1971.
AZEVEDO, Lucia de; CAMARGOS, Marcia; SACHETTA, Vladimir. Monteiro Lobato: furacão da Botocúndia. 2ª ed. São Paulo: Editora Senac, 1997.
BRAGANÇA, Aníbal. “A constituição do campo interdisciplinar de estudos do livro e da história no Brasil (1900-2000)”. Comunicação, acontecimento e memória. Aníbal Bragança; Sonia Virgínia Moreira (orgs.). São Paulo: Intercom, 2005, pp.79-94.
BROCA, Brito. A vida literária no Brasil – 1900. 2ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1960.
CAMARGO, Ana Maria de Almeida. Os primeiros almanaques de São Paulo: Introdução à edição fac-similar dos almanaques de 1857 e 1858. São Paulo: IMESP; DAESP, 1983.
CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira: Momentos decisivos. São Paulo: Martins, 1959. 2 v. [5ª ed. São Paulo; Belo Horizonte: Edusp; Itatiaia, 1975].
CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade: Estudos de teoria e história literária. 8ª ed. São Paulo: Queiroz Editor, 2000.
CARONE, Edgard. Leituras marxistas e outros estudos. Organizado por Lincoln Secco e Marisa Midori Deaecto. São Paulo: Xamã, 2004.
COSTA, Emília Viotti da. Da Monarquia à República: Momentos decisivos. 7ª ed. São Paulo: Unesp, 1999.
COSTA, João Cruz. Contribuição à história das idéias no Brasil: O desenvolvimento da filosofia no Brasil e a evolução histórica nacional. Rio de Janeiro: José Olympio, 1956.
DIAS, Maria Odila Leite da Silva. A interiorização da metrópole. São Paulo: Alameda, 2005.
EL FAR, Alessandra. Páginas de sensação: Literatura popular e pornografia no Rio de Janeiro (1870-1924). São Paulo: Companhia das Letras, 2004.
ESCARPIT, Robert. La révolution du livre. Paris: Unesco, 1969.
FERNANDES, Florestan. Mudanças sociais no Brasil. São Paulo: Difel, 1960.
FERREIRA, Maria Nazareth. A imprensa operária no Brasil (1880-1920). Petrópolis: Vozes, 1978.
FREYRE, Gilberto. Sobrados e mocambos: Decadência do patriarcado rural do Brasil e desenvolvimento urbano. São Paulo: Nacional, 1936.
FRIEIRO, Eduardo. O diabo na livraria do cônego. São Paulo: Edusp, 1981.
GRAMSCI, Antonio. Literatura e vida nacional. 3ª ed. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. São Paulo: Civilização Brasileira, 1986.
GUEDES, Fernando. O livro e a leitura em Portugal. Lisboa: Editora Verbo, 1987.
GUIMARÃES, Hélio de Seixas. Os leitores de Machado de Assis: O romance machadiano e o público de literatura no século 19. São Paulo: Nanquin; Edusp, 2004.
HALLEWEL, Laurence. O livro no Brasil. São Paulo: Edusp; T. A. Queiroz, 1985. [2ª ed. revista e ampliada. São Paulo: Edusp, 2005].
HOBSBAWM, Eric. A era dos impérios (1875-1914). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.
KOSHIYAMA, Alice Mitika. Monteiro Lobato: intelectual, empresário, editor. São Paulo: Edusp, 2006.
LAJOLO, Marisa; ZILBERMAN, Regina. A formação da leitura no Brasil. 2ª ed. São Paulo: Ática, 1998.
LAJOLO, Marisa; ZILBERMAN, Regina. O preço da leitura: Leis e números por detrás das letras. São Paulo: Ática, 2001.
MARTINS, Ana Luiza. Revistas em revista. Imprensa e práticas culturais em tempos de república. São Paulo: Edusp; Imesp, 2001.
MEYER, Marlyse (org.). Do Almanak aos almanaques. São Paulo: Ateliê Editorial, 2001.
MICELI, Sérgio. Intelectuais e classes dirigentes no Brasil (1920-1945). Rio de Janeiro: Difel, 1980.
MOLLIER, Jean-Yves. O dinheiro e as letras: História do capitalismo editorial. São Paulo: Edusp, 2010.
MORAES, Rubens Borba de. O bibliófilo aprendiz. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1975.
MOTA, Carlos Guilherme. Ideologia da cultura brasileira: Pontos de partida para uma revisão histórica. 2ª edição. São Paulo: Ática, 1977.
RAMA, Angel. A cidade das letras. São Paulo: Editora Brasiliense, 1985.
RAMOS JR., José de Paula; DEAECTO, Marisa Midori; MARTINS FILHO, Plinio (orgs.). Paula Brito: Editor, poeta e artífice das letras. São Paulo: Edusp; Com-Arte, 2010.
ROMERO, Luis Alberto. Buenos Aires en la entreguerra: Libros baratos de los sectores populares. Buenos Aires: CISEA, 1986.
SAGASTIZÁBAL, Leandro de. Diseñar una nación: Un estudio sobre la edición en la Argentina del siglo XIX. Buenos Aires: Grupo Editorial Norma, 2002.
SANTORO, Marco. Storia del libro italiano: Libro e società in Italia dal Quattrocento al Novecento. Milano: Editrice Bibliografia, 2000.
SCHAPOCHNIK, Nelson. No jardim das delícias: Gabinetes literários, bibliotecas e figuração da leitura na corte imperial. Tese. FFLCH-USP, 1999.
SCHWARCZ, Lília Moritz. A longa viagem da biblioteca dos reis: Do terremoto de Lisboa à Independência do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.
VERÍSSIMO, José. Estudos de literatura brasileira. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: Edusp, s.d.p. 6 v.
 

Clique para consultar os requisitos para CJE0625

Clique para consultar o oferecimento para CJE0625

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2018 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP