Informações da Disciplina

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Comunicações e Artes
 
Jornalismo e Editoração
 
Disciplina: CJE0668 - Como dizer e agir pelo texto
How to say and act through texts

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 105 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2018 Desativação:

Objetivos
CONCEITUAR E EXERCITAR o uso da linguagem escrita como ferramenta de Dizer e Agir, na construção do sucesso profissional; CAPACITAR os alunos para o entendimento e a valorização das seduções interlocutórias da linguagem escrita no Jornalismo; DESENVOLVER competências cognitivas e éticas para o uso social e cultural do poder transformador do discurso jornalístico.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
559873 - André Chaves de Melo Silva
83528 - Manuel Carlos da Conceicao Chaparro
 
Programa Resumido
O curso pretende oferecer reflexões, conhecimentos teóricos e exercícios experimentais, visando a capacitar os alunos para as complexidades do uso profissional da linguagem escrita no Jornalismo. Nesse rumo, com aulas semanais ao longo de um semestre, o aprendizado será desenvolvido na combinação de três vertentes: 1) TRABALHAR conceitos, técnicas e razões da interlocução, como fatores indispensáveis ao sucesso social da linguagem escrita no Jornalismo; 2) DEMONSTRAR, PESQUISAR e DEBATER o poder transformador do discurso jornalístico e as responsabilidades éticas dos profissionais operadores desse discurso; e 3) CAPACITAR técnica e intelectualmente os alunos para lidar com a eficácia das formas estilísticas de Narrar e Argumentar pelo Jornalismo.
 
 
 
Programa
Na estratégia pedagógica da proposta, o curso desenvolve-se em aulas expositivas e participativas, com o suporte didático de cruzamentos entre conceitos, demonstrações, debates, leituras de apoio e exercícios de aprofundamento, no desdobramento do seguinte programa: 01 – Jornalismo: LINGUAGEM e ESPAÇO PÚBLICO dos conflitos. 02 – Características, atributos e razões éticas do Jornalismo. 03 - A INTERLOCUÇÃO como condição de sucesso pela escrita. 04 - O OUTRO existe e é essencial. 05 - Como ativar INTERESSES no leitor. 06 - O jogo inteligente das EXPECTATIVAS. 07 - Clareza das IDEIAS. 08 - Clareza das RELEVÂNCIAS. 09 - Clareza das AÇÕES. 10 – A eficácia das FORMAS DE DIZER no Discurso Jornalístico. 11 - Artes de Narrar: do ESQUEMA aos CONTEÚDOS. 12 - REPORTAGEM, a face literária do Jornalismo. 13 - O “estilo objetivo” do RELATO DIÁRIO. 14 - ENTREVISTA: técnicas do Fazer e do Escrever. 15 - ARGUMENTAÇÃO: como articular ideias para propor acordos.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Controle individual de presença e participação em aulas e trabalhos.
Critério
1) Aplicação de um modelo progressivo de avaliação e autoavaliação, em entrevistas individuais; 2) Aplicação de um teste final de avaliação.
Norma de Recuperação
Não haverá recuperação.
 
Bibliografia
     
ALBERTOS, José Luiz Martinez. Curso general de redacción periodística, Madrid, Paraninfo, 1992. AUSTIN, John Langshaw. How to do things with words, Oxford Univ, Press,1962. BRANDÃO, Helena H. Nagamine. Introdução à análise do discurso, Campinas, Unicamp, 1994. CASASÚS, Josep Maria, e LADEVÉZE, Luis Núñez. Estilo y Gêneros Periodísticos, Barcelo¬na, Ariel, 1991. CHAPARRO, Manuel Carlos. Pragmática do jornalismo - buscas práticas para uma teoria da ação jornalística, 3ª. Edição, São Paulo, Summus, 2007. CHAPARRO, Manuel Carlos. Sotaques d’Aquém e d’Além Mar – Travessias para uma nova teoria de Gêneros Jornalísticos - São Paulo, Summus, 2008. CHAPARRO, Manuel Carlos. JORNALISMO, Linguagem dos Conflitos - São Paulo, Edição do autor, 2014. DUCROT, Oswald. O Dizer e o Dito, Campinas, Pontes, 1987. ECO, Humberto. Interpretação e superinterpretação, São Paulo, Martins Fontes, 1993. GENETTE, Gérard. Discurso da narrativa, Lisboa, Vega Universitária, 1976. HABERMAS, Jürgen. Teoría de la acción comunicativa, I - racionalidad de la acción y racionalización social, Madrid, Taurus, 1992. MEDINA, Cremilda. Entrevista, o diálogo possível, São Paulo, Ática, 1986. MELO, José Marques de. A opinião no Jornalismo brasileiro (2' edição), Petrópolis, Vozes, 1994. PALACIO, Juan Gutierrez. Periodismo de opinión. Madrid, Paraninfo, 1984. PERELMAN, Chan e OLBRECHTS-TYTECA, Lucie. Tratado da Argumentação - A Nova Retórica. Trad. Maria E.G.G. Pereira. São Paulo, Martins Fontes, 1996. REIS, Carlos, e LOPES, Ana Cristina M.. Dicionário da Teoria Narrativa, São Paulo, Ática, 1988. RICOEUR, Paul. O discurso da ação, Lisboa, Edições 70, 1988. RODRIGUES, Adriano Duarte. Dimensões Pragmáticas do sentido, Lisboa, Cosmos. 1996. SEARLE, John R. Os atos de fala, Coimbra, Almedina, 1981. TODOROY, Tzvetan. Gêneros do discurso, São Paulo, Martins Fontes, 1980. VAN DIJK, Teun A.. La ciencia del texto, Barcelona/Buenos Aires, Paidós, 1983. VAN DIJK, Teun A.. La notícia como discurso - comprensión, estructura y produción de la información, Barcelona/Buenos Aires, Paidós, 1990.
 

Clique para consultar os requisitos para CJE0668

Clique para consultar o oferecimento para CJE0668

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP