Informações da Disciplina

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Comunicações e Artes
 
Jornalismo e Editoração
 
Disciplina: CJE0670 - O Jornalismo na Comunicação Organizacional: uma visão crítica
The Journalism in Organizational Communication: a critical view

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2020 Desativação:

Objetivos
Descrever e avaliar criticamente a inserção das atividades jornalísticas no processo de comunicação organizacional desenvolvido por empresas, instituições, organizações do Terceiro Setor, entidades governamentais e que praticam a comunicação pública e governamental. Atenção especial será dada ao relacionamento com a imprensa e os jornalistas, à produção e circulação de canais informativos (jornais, revistas, rádio, TV, portais, mídias sociais, para o relacionamento com públicos específicos) tendo em vista a consolidação da imagem e da reputação organizacional.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
559873 - André Chaves de Melo Silva
2082823 - Wilson da Costa Bueno
 
Programa Resumido
A prática jornalística nas ações, estratégias e produtos desenvolvidos por empresas, instituições e organizações de maneira geral. Os focos de atuação dos jornalistas na Comunicação Organizacional. As tendências, os desafios e as tensões inerentes ao trabalho jornalístico desenvolvido nas empresas e organizações: a prática do lobby e o jornalismo patrocinado. O jornalismo na comunicação pública e governamental. O jornalismo organizacional e o compromisso com valores contemporâneos: sustentabilidade, ética, governança, liberdade de expressão e diversidade corporativa.
 
 
 
Programa
1) Tendências e desafios da Comunicação Organizacional no Brasil; 2) A prática jornalística na Comunicação Organizacional; 3) O Jornalismo para a consolidação da comunicação integrada e estratégica nas organizações; 4) A inserção do jornalismo na Política de Comunicação nas organizações; 5) O relacionamento das organizações com veículos jornalísticos e os profissionais de imprensa; 6) Visão crítica das atividades jornalísticas desenvolvidas para a formação da imagem e da reputação organizacional; 7) A prática do jornalismo para afirmação da sustentabilidade, da governança, da diversidade corporativa, da ética empresarial e para a consolidação da cultura organizacional; 8) Metodologias para avaliação dos veículos jornalísticos como canais de relacionamento voltados para públicos internos e externos; 9) O jornalismo como atividade estratégica da comunicação pública e governamental; 10) Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade no composto da Comunicação Organizacional: aproximações e rupturas; 11) Os limites éticos do jornalismo patrocinado; 12) O jornalismo na gestão das marcas; 13) A prática jornalística nas organizações do Terceiro Setor; 14) O jornalismo nas organizações e sua interface com a área de gestão de pessoas; 15) O ensino e a pesquisa em Jornalismo Organizacional no Brasil.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Participação dos alunos em sala de aula, seminários e debates. Apresentação e análise de cases brasileiros da prática jornalística em empresas e organizações.
Critério
A avaliação final será a somatória das atividades indicados no item anterior.
Norma de Recuperação
A disciplina não oferecerá recuperação.
 
Bibliografia
     
ANGELL, Marcia. A verdade sobre os laboratórios farmacêuticos. Como somos enganados e o que podemos fazer a respeito. Rio de Janeiro: Record, 2009. ARGENTI, Paul A. Comunicação Empresarial: a construção da Identidade, Imagem e Reputação. Rio de Janeiro: Campus, 2006. BUENO, Wilson da Costa (org). Comunicação Empresarial e gestão de marcas. Barueri/SP: Editora Manole, 2018. BUENO, Wilson da Costa (org). Estratégias de comunicação nas mídias sociais. Barueri/SP: Editora Manole, 2015 BUENO, Wilson da Costa. Comunicação Empresarial: alinhando teoria e prática. Barueri/SP: Editora Manole, 2014. DUARTE, Jorge (org). Assessoria de Imprensa e Relacionamento com a mídia: teoria e prática. São Paulo: Atlas, 2017. ESPARCIA, Antonio Castillo. Lobby & Comunicação. Lobismo como estratégia comunicativa. São Caetano do Sul/SP: Difusão Editora, 2013. FARHAT, Saíd. Lobby: o que é. Como se faz. São Paulo: Aberje Editorial, 2007. GOTZSCHE, Peter C. Medicamentos mortais e crime organizado. Como a indústria farmacêutica corrompeu a assistência médica. Porto Alegre: Bookman Editora, 2014. KUNSCH, Margarida Maria Krohling (org). Comunicação organizacional estratégica: aportes conceituais e aplicados. São Paulo: Summus, 2016. LINDSTROM, Martin. Brandwashed. O lado oculto do marketing: controlamos o que compramos ou são as empresas que escolhem por nós? São Paulo: HSM Editora, 2013. MOKHIBER, Russel. Crimes corporativos: o poder das grandes empresas e o abuso da confiança pública. São Paulo: Scritta, 1995. NOGUEIRA, Nemércio. Media training. Melhorando as relações das empresas com os jornalistas. São Paulo: Cultura Editores Associados, 1999. PERUZZO, Cicilia M. Krohling; OTRE, Maria Alice Campagnoli. Comunicação popular, comunitária e alternativa no Brasil. Sinais de resistência e de construção da cidadania. São Bernardo do Campo/SP: Editora Metodista, 2015. ROBIN, Marie-Monique. O mundo segundo a Monsanto: da dioxina aos transgênicos, uma multinacional que quer o seu bem. São Paulo: Radical Livros, 2008. ROSA, Mário. A síndrome de Aquiles: como lidar com as crises de imagem. São Paulo: Editora Gente, 2001. SACHS, Ignacy. Rumo à ecossocioeconomia: teoria e prática do desenvolvimento. São Paulo: Cortez Editora, 2007. SELIGMAN, Milton; MELLO, Fernando. Lobby desvendado. Democracia, políticas públicas e corrupção no Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro: Record, 2018. SHIVA, Vandana. Monoculturas da mente. São Paulo: Gaia, 2003. VEIGA, José Eli. A emergência socioambiental. São Paulo: Editora SENAC, 2007.
 

Clique para consultar os requisitos para CJE0670

Clique para consultar o oferecimento para CJE0670

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP