Informa??es da Disciplina

Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Comunicações e Artes
 
Música
 
Disciplina: CMU0495 - Prática Orquestral V
Orchestral Practice V

Créditos Aula: 6
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2005 Desativação:

Objetivos
Iniciar e desenvolver a capacitação dos alunos na atividade orquestral.
Proporcionar a construção de um repertório amplo da música sinfônica, fundamental para o músico de orquestra.
Gerar uma formação qualitativa que permita ao aluno de instrumento uma condição diferenciada e competitiva no mercado de trabalho profissional.
 
 
 
Programa Resumido
O repertório desenvolvido a cada ano depende da formação instrumental do grupo, assim como do nível técnico de seus integrantes. Naturalmente, sempre serão programados obras importantes dentro da literatura sinfônica ocidental desde o barroco, e que tenha adequação para o trabalho didático pretendido. Portanto, todo o acervo disponível é passível de ser programado. Observação importante: As disciplinas Prática Orquestral I à VI constituem um tipo de atividade que reúne alunos instrumentistas independente de qual semestre estejam cursando.
Todos os inscritos devem freqüentar a “Orquestra Laboratório” que tem como função primeiro introduzir os alunos instrumentistas iniciantes à prática orquestral.
 
 
 
Programa
O repertório desenvolvido a cada ano depende da formação instrumental do grupo, assim como do nível técnico de seus integrantes. Naturalmente, sempre serão programados obras importantes dentro da literatura sinfônica ocidental desde o barroco, e que tenha adequação para o trabalho didático pretendido. Portanto, todo o acervo disponível é passível de ser programado. Observação importante: As disciplinas Prática Orquestral I à VI constituem um tipo de atividade que reúne alunos instrumentistas independente de qual semestre estejam cursando.
Todos os inscritos devem freqüentar a “Orquestra Laboratório” que tem como função primeiro introduzir os alunos instrumentistas iniciantes à prática orquestral.
 
 
 
Avaliação
     
Método
A metodologia obedecerá as seguintes etapas:
a. Teste de avaliação das condições técnicas do aluno, com finalidade de classificação.
b. Estudo individual das obras a serem executadas.
c. Realização dos ensaios e concertos programados.
Critério
A nota de avaliação será aferida pelo professor com base no desempenho do aluno em todas as etapas necessárias ao cumprimento da disciplina.
Avaliação: Será realizada pelo Docente responsável pela disciplina, com base no envolvimento e aproveitamento de cada ensaio realizado.
Norma de Recuperação
A recuperação deixará de ser oferecida, por motivos operacionais, de acordo com a resolução COG-3583, Artigo 3º. E parágrafo 1º. De 20.09.89.
 
Bibliografia
     
- SCHULLER, Gunther, The Compleat Conductor - Oxford University Press, NY-USA. (1997).
- SWAROWSKY, Hans, Dirección de Orquesta. (Defensa de la obra), Real Musical - Madrid (1988).
- SCHERCHEN, Hermann, El arte de dirigir la orquesta, Editorial Labor,S.A., Barcelona, (1988)
 

Clique para consultar os requisitos para CMU0495

Clique para consultar o oferecimento para CMU0495

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP