Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Comunicações e Artes
 
Música
 
Disciplina: CMU0510 - Análise Musical III
Music Analysis III

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 6
Carga Horária Total: 225 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2015 Desativação: 31/12/2018

Objetivos
A disciplina de Análise Musical III dá continuidade aos trabalhos realizados nas disciplinas CMU0366 e CMU0367. Tendo por objeto de estudo os fundamentos da música dos séculos XX e primeira década do século XXI, o foco da disciplina está na introdução das principais ferramentas computacionais de análise musical assistida, compreendendo exercícios de análise e modelização musical com suporte computacional.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2112652 - Silvio Ferraz Mello Filho
 
Programa Resumido
Introdução das principais ferramentas computacionais de análise musical assistida aplicadas ao repertório musical dos séculos XX e XXI.
 
 
 
Programa
A disciplina Análise Musical III foca a observação, a manipulação e a compreensão do material empregado em composições escritas durante a primeira metade do século XX, sendo discutidos: (1) Escalas, acordes e simultaneidades; (2) Melodia e vozes condutoras; (3) Ritmo; (4) Forma; (5) Citações e alusões; (6) Serialismo, considerando a formação de conjuntos, o dodecafonismo e o serialismo após 1945; (7) Timbre e textura na música acústica e eletroacústica; (8) Acaso e Indeterminação; (9) Minimalismo.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Duas avaliações ao longo do semestre compreendendo projeto de análise assistida em aplicativos (como PWGL, OpenMusic, EAnalyse) e modelização de obra musical a partir de análise de obra do repertório em foco.
Critério
Compreensão musical e analítica bem como de implementação.
Norma de Recuperação
Não haverá prova de recuperação visto o resultado do curso ser desenvolvido e acompanhado ao longo do semestre com duas etapas de avaliação (préfinalização e finalização).
 
Bibliografia
     
Análise Músical do Século XX e XXI:
ANTOKOLETZ, Elliott. Twentieth-Century Music. Englewood Cliffs: Prentice Hall, 1992.
BERRY, Wallace. Structural Functions in Music. NY: Dover, 1987.
Boulez, Pierre. A música hoje [1963]. São Paulo: Ed. Perspectiva, 1973.
COPE, David. New Directions in Music. 7th ed. Long Grove: Waveland Press, 2001.
EMMERSON, Simon (Ed.). The Language of Electroacoustic Music. Chur, Switzerland: Harwood Academic Publishers, 1987.
GUIGUE, Didier. Uma demonstração da reflexão Debussysta sobre o Pós-Tonalismo. In: Revista Eletrônica de Musicologia, v. 4, Departamento de artes da UFPr, http://www.rem.ufpr.br/REMv4/vol4/artigo_Guigue/artigo_guigue.htm, junho de 1999.
MENEZES, Flo. Apoteose de Schoenberg. 2ª ed. São Paulo: Ateliê Editorial, 2002.
KATER, Carlos. Cadernos de Estudo: Análise Musical. N.1-9. SP: Atravez, 1990-97.
MESSIAEN, Olivier. The Technique of My Musical Language. Paris: Alphonse Leduc, 1966.
PERSICHETTI, Vincent. Armonia del siglo XX. Madrid: Real Musical, 1985.
SCHAEFFER, Pierre. Traité des objets musicaux, Paris: Seuil, 1966.
SALLES, Paulo de Tarso. Villa-Lobos: Processos composicionais. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2009.
SMALLEY, Denis. Spectro-morphology and Structuring Processes. In: Emmerson, Simon. (Ed.). The Language of Electroacoustic Music. London: Macmillan, 1986, pp.61-93.
STRAUS, Joseph. Introduction to Post Tonal Theory. 3 ed. Upper Saddle River: Prentice-Hall, 2005.
WEBERN, Anton. O caminho para a música nova. Trad. Carlos Kater. Prefácio e Posfácio de Willi Reich. SP: Novas Metas, 1984. (Edição esgotada.)
XENAKIS, Iannis. Formalized Music. LOndo: Indiana Univ. press. 1968.
ZUBEN, Paulo. Ouvir o som. São Paulo: Ateliê Editorial, 2005.
Bibliografia em Análise Assistida.
Haddad, Karin. OpenMusic Tutorial. Disponível em: http://recherche.ircam.fr/equipes/repmus/OpenMusic/user-doc/DocFiles/Tutorial/
Laurson, M. e Kuuskankare, Mika. PwGl Book. Disponível em: http://www2.siba.fi/PWGL/downloads/PWGL-book.pdf.zip
Periódicos:
Computer Music Journal. Massachussets: MIT Press.
Contrechamps. Lausanne: L’Age d’Homme.
Journal of New Music Research. Ghent: IPEM.
Música Hodie. Goiânia: Editora da UFGo.
Musique en Jeux. Paris: Seuil
Perspectives of New Music. Washington: Washington Univ. Press.
Revista Opus. São Paulo/Salvador/Porto Alegre: Anppom.
 

Clique para consultar os requisitos para CMU0510

Clique para consultar o oferecimento para CMU0510

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2018 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP