Informa??es da Disciplina

Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Comunicações e Artes
 
Relac.públicas,propaganda e Turismo
 
Disciplina: CRP0491 - Teoria da Opinião Pública em Contextos Digitais
Theory of Public Opinion in the Digital Contexts

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2011 Desativação:

Objetivos
A existência de uma esfera pública digital remete à possibilidade técnica de criar redes a-territoriais de informações que passam a alterar as sociabilidades e os significados da ação social que apontam na direção de um maior protagonismo dos sujeitos.
O objetivo do curso será mostrar os efeitos de tais transformações e as implicações teóricas que remetem ao surgimento de novas teorias sobre os processos comunicativos em redes e a opinião publica.
Desde o surgimento da sociedade civil internacional, das redes de consumidores críticos, da difusão de uma cultura ambientalista glocal, até as novas formas de blogs informativos e de ações digitais de protesto, a sociedade contemporânea está passando por processos de redefinição contínua de significados e relações.
Nestes novos contextos, opinar torna-se mais que uma forma dialética de construção de significados e identidades sociais, uma das principais formas de construção de um novo social, no qual o repasse contínuo das informações gera um movimento de transformação contínuo, autopoietico, digitalmente significável e manipulável.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2155560 - Massimo di Felice
 
Programa Resumido
 
 
 
Programa
- A comunicação como conflito: G. Debord, o situacionismo e a luta contra a sociedade do espetáculo.
- A sociedade em rede e a crise da visão estrutural funcionalista.
- A esfera pública digital.
- Web 2.0: autopoiesi e construção coletiva da informação.
- A sociedade rizomática: da responsabilidade social para a conexão.
- A criação digital do valor: new economy, pós-fordismos e economia solidária.
- Do público para os coletivos inteligentes.
- Redes de consumidores: o consumo como ação crítica e prática informativa.
- A gestão digital e participativa das decisões.
- A gestão digital e participativa dos territórios: os sistemas informativos geográficos.
- Reality shows e pos política
- Greenpeace, neo-zapatismo e pensamento fraco.
- Hakim Bay, Taz e La guerrilha psíquica.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Provas / trabalhos teóricos / participação / aproveitamento
Critério
Prova peso 3 / trabalho peso 3 / participação e aproveitamento peso 4
Norma de Recuperação
(não haverá recuperação)
 
Bibliografia
     
BAY, H. T.A.Z.: Zona Autônoma Temporária. São Paulo: Conrad, 2002.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo : Paz e Terra, Vol. 1, 2000.

____________ . A Galáxia da Internet. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

CHAUI, M. Simulacro e poder: uma análise da mídia. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2006.

DELEUZE, G. ; GUATTARI, F. Mil Platos. Rio de Janeiro: Editora 34, 1997.


DI FELICE M. A revolução invencível. São Paulo: Boitempo, 1998.

____________ Votán zapata: a marcha indígena e a sublevação temporária. São
Paulo: Xamã, 2002.

______________. Sociabilidades transorgânicas e sentires além do humano. In:
Perniola M. O Sex Appeal do Inorgânico. São Paulo: Studio Nobel
2005. P.11-19.
______________. O digital nativo. In: LOPES, M.I. V. Comunicação Social e Ética.
S. Paulo Intercom, 2005.

_____________Do publico para as redes, 2009 S. Paulo, Difusão, II edição

_____________Paisagens Pos urbanas, 2009, S. Paulo, Annablume

_______________Pos humanismo. 2010 S. Paulo Difusão


FOUCAULT, M. A microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1995.

KERCHOVE DE D., A pele da cultura, 2009, S. Paulo, Annablume

LEVY, P. O que é o virtual. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.

¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬_______ . Cibercultura. Ri ode Janeiro: Editora 34, 2000.

_______ . As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na Era da
Informática. São Paulo: Editora 34, 1993.

MAFFESOLI, M. Sobre o nomadismo. São Paulo: Record, 2001.

_______________A época das tribus, São Paulo: Record, 2004


MARQUES, F.P.J. ª Debates políticos na internet: a perspectiva da conversação civil. Opinião Publica, Campinas, v. 12, n. 1, p. 164-187, Abril/Maio, 2006.

McLUHAN, M. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 1979.

MEYROWITZ, J. No sense of place. New York: Oxford University Press, 1985.

PERNIOLA, M. Pensando o ritual. São Paulo: Studio Nobel, 2000.

___________ . O Sex-appeal do inorganico. São Paulo: Studio Nobel, 2004.


SANTAELLA, L. Culturas e artes do pós-humano. São Paulo: Paulus, 2003.
 

Clique para consultar os requisitos para CRP0491

Clique para consultar o oferecimento para CRP0491

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP