Informações da Disciplina

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Comunicações e Artes
 
Relac.públicas,propaganda e Turismo
 
Disciplina: CRP0552 - Produção sonora/midiática e a construção dos sentidos
Sound/media production and the construction of the senses

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2019 Desativação:

Objetivos
Geral: O objetivo dessa disciplina é apresentar as possibilidades de composição entre os campos do audiovisual. Dessa forma, os alunos poderão perceber a capacidade de mudança ou reafirmação de sentidos das imagens, efeito muito trabalhado em produções fílmicas. Outro objetivo da disciplina é preparar o aluno para reconhecimento dessa alteração de sentido quando da análise de fragmentos fílmicos/musicais, atividade essa importante no percurso do graduando. Específico: Em face das crescentes produções em meios de comunicação com suporte audiovisual, torna-se importante o esclarecimento da função técnica da música no filme e sua tentativa de reter a apreensão do espectador, assim como sua capacidade de despertar conteúdos passionais. Essa composição de estados patêmicos nas narrativas contemporâneas pode ser analisada e, futuramente, preparada pelo aluno, dando-lhes experiência sobre os conceitos sonoro-musicais.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2087151 - Victor Aquino Gomes Correa
 
Programa Resumido
Uma disciplina optativa que, além dos fatores técnicos e conceituais se estabiliza pela prerrogativa interdisciplinar, deverá abordar aulas expositivas e atividades práticas. Aulas práticas tentarão estimular a manipulação de composições audiovisuais ou a reedição de materiais existentes, indicando conceitos e variações relevantes. Os materiais podem ser produzidos através de softwares de fácil acesso e gratuitos, em baixa definição, estimulando o desenvolvimento com o sentido de fusão dos discursos fílmicos e sonoro/musicais. As abordagens expositivas deverão fornecer conteúdos conceituais, técnicos e históricos, indicando aos alunos os conteúdos críticos e bibliográficos necessários para a expansão do conhecimento.
 
 
 
Programa
1. História do som dos meios de comunicação áudio visuais; 2. Comparação de meios, épocas e técnicas de fusão fílmico/musicais; 3. Mudança na escuta através do suporte técnico; 4. Jingles, vinhetas e o áudio branding; 5. A construção da expectativa através do som ou da sua audiência; 6. Tipos de aplicação de músicas em filmes; 7. Construção narrativa musical; 8. Clichê e erudição: o pop e o clássico na edição audiovisual; 9. Música de suspense e aventura – análise; 10. Denotação e conotação na escolha das isotopias – análise; 11. O espaço fílmico e o espaço cultural; 12. O método arbitrário de composição e a formação de uma teoria; 13. Tipos e análises para música e para filmes.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Metade do conceito será dado pela presença e participação. A outra metade pela apresentação do material exposto. Aulas expositivas com demonstração de estudos de caso, realização de leituras dirigidas e acompanhamento de exercícios em aula.
Critério
Uma prova semestral, constituída de narrativa de um estudo de caso, resumidamente e comentário.
Norma de Recuperação
Para quem perder a prova ou não conseguir realiza-la com aproveitamento satisfatório, será solicitado um trabalho monográfico sobre tópico da disciplina.
 
Bibliografia
     
AUMONT, Jacques; MARIE, Michel. A análise do filme. Lisboa: Texto & Grafia, 2011. BARTHES, Roland. A câmara clara: nota sobre a fotografia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2012. BAZIN, André. O que é cinema? São Paulo: Cosac Naify, 2014 BENJAMIN, Walter. A obra de arte na época da sua reprodutibilidade técnica. In: LIMA, Luiz Costa. Teoria da cultura de massa. São Paulo: Paz e Terra, 2011. BEIVIDAS, Waldir. Semiótica sincrética: posições (a língua no cinema). São Paulo: Annablume, 2015 BELLOUR, Raymond. L'Analyse du film. Paris: Albatros, 1979 BENT, Ian; DRABKIN, William. Analysus: The new GroveHandbooks in music. Londres: Macmillan, 1998. BOSSER, Jean-Yves. Do som ao sinal: história da notação musical. Curitiba: UFPR, 2014 ___. Musique et beaux-arts: de l’antiquité au XIXe siècle. Paris: Minierve, 1999. CAETANO, Kati E. (orgs) Olhar às deriva: mídia significação e cultura. Tradução: Ivã Carlos Lopes e Luiz Tatit. São Paulo: Annablume, 2004. CARRASCO, Ney. Sygkhronos: a formação da poética musical do cinema. São Paulo: Via Lettera, 2003. CHION, Michel. Músicas, media e tecnologias. Lisboa: Ed. Instituto Piaget, 1997. ___. Um art sonore, le cinema: histoire, esthétique, poétique. Paris: Cahiersdu cinema, 2003. ___. A audiovisão: som e imagem no cinema. Lisboa: Texto & Grafia, 2011. DAVIS, Richard. Complete guide to film scoring: the arte and business of writing music for movies and tv. Boston: Berklee Press, 2010. EISENSTEIN, Sergei. A forma do filme. Rio de Janeiro: Zahar, 2002. FIELD, Syd. Manual do roteiro: os fundamentos do texto cinematográfico. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. GROUT, Donald Jay; PALISCA, Claude. História da Música Ocidental. Lisboa: Gradiva, 2011. 5ª Ed. LIGGERI, Domenico. Musica per i nostriocchi: storie e segreti dei videoclipe. Milão: Tascabili Bompiani, 2007. MÁXIMO, João. A música do cinema: os 100 primeiros anos. Rio de Janeiro: Rocco, 2003a-Vol: I. ___. A música do cinema: os 100 primeiros anos. Rio de Janeiro: Rocco, 2003b-Vol: II. METZ, Christian. A significação do cinema. São Paulo: Perspectiva, 1972. ___. O significado do imaginário: psicanálise e cinema. Lisboa: Horizonte, 1980. MEYER, Leonard B. Music, the arts of ideas. Chicago: Univ. of Chicago, 1970. ___. Explaining music: essay and explorations. Berkeley, Los Angeles, Londres: University of California Press, 1973. MOLES, Abraham. Sociodinâmica da cultura; tradução: Mauro W. Barbosa de Almeida. São Paulo: Perspectiva, 1974. NATTIEZ, Jean-Jacques. O combate entre Cronos e Orfeu: ensaios da semiologia musical aplicada. São Paulo: Via Lettera, 2005. NIETZCHE, Friedich. Wagner em Bayreuth. São Paulo, Zahar, 2009. RUWET, Nicolas. Langage, musique, poésie. Paris: Éditions du Seuil, 1972. SCHAEFFER, Pierre. Tratado de los objetos musicales. Madri: Alianza, 2003. ___. Ensaios sobre o rádio e o cinema: estética e técnica das artes-relé. Belo Horizonte: UFMG, 2010. SEINCMEN, Eduardo. Estética da Comunicação Musical. São Paulo: Via Lettera, 2008. TARSTI, Eero. Myth and music: semiotic approach to the Aesthetics of myth in music, especially that of Wagner, Sibelius and Stravinsky. Nova York: Mouton, 1979. TRAGTENBERG, Lívio. Musica de cena. São Paulo: Perspectiva, 2008 TRUFFAUT, François; SCOTT, Helen. Hitchcock/Truffaut: entrevistas, edição definitive. Tradução Rosa Freire d’Aguiar. São Paulo: Companhia das Letras, 2005. WOLF, Mauro. Teoria das Comunicações de massa. São Paulo: Martins Fontes, 2008.
 

Clique para consultar os requisitos para CRP0552

Clique para consultar o oferecimento para CRP0552

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP