Informa??es da Disciplina

Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Comunicações e Artes
 
Cinema, Rádio e Televisão
 
Disciplina: CTR0691 - Crítica do Audiovisual
Audiovisual Criticism

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2012 Desativação: 31/12/2019

Objetivos
Exercitar a prática de produção de textos críticos, valendo-se de conhecimentos adquiridos em disciplinas cursadas anteriormente, principalmente História do Audiovisual, História do Audiovisual Brasileiro, Estética e Teoria do Audiovisual.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1981150 - Rubens Luis Ribeiro Machado Junior
 
Programa Resumido
Exercitar a prática de produção de textos críticos, valendo-se de conhecimentos adquiridos em disciplinas cursadas anterior-mente, principalmente História do Audiovisual, História do Au-diovisual Brasileiro, Estética e Teoria do Audivisual.
 
 
 
Programa
1. noções teóricas elementares de análise fílmica e crítica imanente, alternadas com estudos de caso trazidos da história da crítica.
2. seminários'de análises e críticas diversas, além da discussão de textos e de propostas de trabalho dos alunos.
3. discussão de textos teóricos
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, projeções e seminários
Critério
Exercícios práticos semanais. Textos de crítica em diferentes formatos, sobre obras audiovisuais projetadas em aula ou fora. Serão agendados debates periódicos desta produção em classe, com disponibilização eletrônica prévia (Peso 3).
Trabalho final do curso (Peso 6)
Participação em classe e nos debates ou seminários agendados durante o semestre (Peso 1).
Norma de Recuperação
Entrega de trabalho escrito e/ou pesquisa, no prazo regulamentar estipulado pelo calendário escolar.
 
Bibliografia
     
Abdala Jr., Benjamin; Cara, Salete de Almeida. (orgs.) Moderno de nascença: figurações críticas do Brasil. São Paulo: Boitempo, 2006, 240 p.
Adorno, Theodor W. “O ensaio como forma”, Notas de literatura I, tr. Jorge M. B. de Almeida, São Paulo: Duas Cidades; Ed.34, 2003, pp. 15-45.
Adorno, Theodor W. “Observações sobre o pensamento filosófico”, tr. M. H. Ruschel, Palavras e sinais: modelos críticos 2, Petrópolis: Vozes, 1995, pp. 15-25.
Agamben, Giorgio. “Notes sur le geste”, Trafic n° 1, Paris: P.O.L., hiver 1991, pp. 31-36.
Agamben, Giorgio. “O que é o contemporâneo?”, O que é o contemporâneo?, e outros ensaios. tr. Vinícius Nicastro Honesko. Chapecó, SC: Argos, 2009, 95 p.
Agamben, Giorgio. “Pour une éthique du cinéma”, Trafic n° 3, Paris: P.O.L., été 1992.
Arantes, Otília Beatriz Fiori. “Notas sobre o método crítico de Gilda de Mello e Souza”, Revista do IEB nº 43, São Paulo, Ed. 34, setembro 2006, pp. 37-49.
Almeida, Guilherme de. Gente de Cinema. São Paulo: Sociedade Impressora Paulista, 1929.
Aumont, Jacques. A Imagem, Campinas: Papirus, 1993.
Aumont, Jacques. À quoi pensent les films, Paris : Séguier, 1996.
Aumont, Jacques. O olho interminável: cinema e pintura, intr. Rubens Machado Jr. São Paulo: Cosac & Naify (Cinema, teatro e modernidade), 2004.
Aumont, Jacques; Marie, Michel. L’Analyse des films, Paris : Nathan, 1988.
Avellar, José Carlos. (org.) Júlio, Júlio, a crítica e a crítica. (catálogo do 36º Festival de Cinema de Gramado). Rio: Aeroplano, 2008, 120 p.
Baecque, Antoine de; Lucantonio, Gabrielle. (orgs.) Critique et Cinéphilie. Paris: Cahiers du cinéma (Petite anthologie); CNDP, 2001, 254 p.
Barthes, Roland. “Diderot, Brecht, Eisenstein” (1973), L'obvie et l'obtus: Essais critiques III, Paris, Seuil (Points Essais), 1982, pp. 86-93
Barthes, Roland. Crítica e verdade. tr. L. Perrone-Moisés. 3ª ed., São Paulo: Perspectiva (Debates), 2003, 231 p.
Bazin, André. O cinema: ensaios, São Paulo: Brasiliense, 1991.
Benjamin, Walter. O Conceito de Crítica de Arte no Romantismo Alemão. tr. M. Seligmann-Silva. São Paulo: Edusp; Iluminuras, 1993, 146 p.
Bernardet, Jean-Claude. “Os argentinos dão um banho nos brasileiros”, Jean-Claude Bernardet: uma homenagem. org. L. Bacqué, M. R. Caetano & M. D. Mourão. São Paulo: Imprensa Oficial; Cinemateca Brasileira, 2007, pp. 80-82. Publicado originalmente in: Cinema, São Paulo, ano III, nº34, fev. 2003, p. 37.
Bernardet, Jean-Claude. Trajetória crítica, São Paulo, Polis, 1978.
Bucci, Eugênio; Kehl, Maria Rita. Videologias: ensaios sobre a televisão. São Paulo: Boitempo, 2004, 252 p.
Burch, Noël. Práxis do cinema (1969), intr. Ismail Xavier, São Paulo: Perspectiva (Debates), 1992.
Candido, Antonio. Noções de análise histórico-literária. (1959) São Paulo: Humanitas, 2003, 114 p.
Candido, Antonio. O estudo analítico do poema. (1963) 4ª ed., São Paulo: Humanitas, 2004, 164 p.
Candido, Antonio. Textos de intervenção, sel. apr. n. Vinícius Dantas. São Paulo: Duas Cidades; Ed.34, 2002.
Casetti, Francesco; Chio, Federico di. Cómo analizar un film. (1990) Buenos Aires: Paidós, 1991, 278 p.
Coelho, Marcelo. Crítica cultural: teoria e prática. São Paulo: Publifolha, 2006, 352 p.
Debord, Guy. A sociedade do espetáculo. tr. Estela dos Santos Abreu, Rio: Contraponto, 1997, 238 p.
Diderot, Denis. “Greuze”, “La Jeune Fille qui pleure son oiseau mort”, Salon de 1765, éd. cr. E. M. Bukdahl, A. Lorenceau, Paris : Hermann, 1984, pp. 177-184.
Eco, Umberto. Interpretação e Superinterpretação. (1992) tr. Monica Stahel, 2ª ed., São Paulo: Martins Fontes (Tópicos), 2005, X-184 p.
Eco, Umberto. Os limites da interpretação. (1990) tr. Pérola de Carvalho. 2ª ed., São Paulo: Perspectiva (Estudos), 2004, XXII-315 p.
Eagleton, Terry. A função da crítica. (1984) tr. J.L.Camargo, M.E.H.Cavalheiro, São Paulo: Martins Fontes, 1991, VIII-123 p.
Gagnebin, Jeanne Marie. Lembrar escrever esquecer. São Paulo: Ed.34, 2006, 224 p.
Gagnebin, Jeanne Marie. Walter Benjamin : Os cacos da história. São Paulo : Brasiliense, 1982, 96 p.
Garcia, Maria Cecília. Reflexões sobre a crítica teatral nos jornais: Décio de Almeida Prado e o problema da apreciação da obra artística no jornalismo cultural. São Paulo: Mackenzie, 2004, 312 p.
Halbwachs, Maurice. A memória coletiva. São Paulo, Centauro, 2006, 222 p.
Kracauer, Siegfried. « La tâche du critique de cinéma », Le voyage et la danse. Figures de ville et vues de films, Saint-Denis, PUV, 1996, pp. 137-139.
Leutrat, Jean-Louis; Liandrat-Guigues, Suzanne. Penser le cinéma. Paris : Klincksieck, 2001, 218 p.
Lichtenstein, Jacqueline. (org.) A pintura - Vol. 8: Descrição e interpretação. (1995) apr. J.-F. Groulier, tr. Magnólia Costa, São Paulo: Ed.34, 2005, 160 p.
Lukács, Georg. “Sobre a essência e a forma do ensaio: uma carta a Leo Popper” [1910], tr. Mario Luiz Frungillo, Revista UFG ano X nº4, 2008, Goiânia: UFG, pp. 104-121.
Machado Jr., Rubens. “Apresentação: Os filmes que não vimos” in: Aumont, Jacques. O olho interminável: cinema e pintura, São Paulo: Cosac Naify, 2004, pp. 9-17.
Machado Jr., Rubens. Imagens brasileiras da metrópole: A presença da cidade de São Paulo na história do cinema. Tese de Livre Docência, CTR/ECA-USP. São Paulo: 2007, XII-254 p.
Marcuse, Herbert. One-Dimensional Man - Studies in the Ideology of Advanced Industrial Society. (1964) Nova York: Routledge, 2002, 336 p.
Marin, Louis. “Le descripteur fantaisiste”, Des pouvoirs de l’image: Gloses, Paris : Seuil, 1993, pp. 72-101.
Mattos, Franklin de; Miceli, Sergio. (orgs.) Gilda: a paixão pela forma. Rio-São Paulo: Ouro sobre Azul; Fapesp, 2007, 252 p.
Merleau-Ponty, Maurice. "Em toda e em nenhuma parte", tr. n. Marilena Chauí, in: Os Pensadores, v. XLI, Husserl, Merleau-Ponty. São Paulo: Abril Cultural, 1975, pp. 399-427 .
Merleau-Ponty, Maurice. "O Cinema e a Nova Psicologia" in: Xavier, Ismail (org.). A experiência do cinema: antologia, Rio: Graal, Embrafilme, 1983.
Nacache, Jacqueline. (org.) L'analyse de film en question: Regards, champs, lectures. Paris: L'Harmattan (Champs visuels), 2006, 265 p.
Prédal, René. La Critique de cinéma. Paris : Armand Colin (128), 2004, 128 p.
Ricoeur, Paul. A memória, a história, o esquecimento. [2000] tr. Alain François (et al.) Campinas: Ed. Unicamp, 2007, 536 p.
Rocha, Glauber. “Eztetyka da fome 65”, Revolução do Cinema Novo, Rio: Alhambra, Embrafilme, 1981, pp. 28-33.
Rocha, Glauber. “Eztetyka do sonho 71”, Revolução do Cinema Novo, Rio: Alhambra, Embrafilme, 1981, pp. 217-221.
Rocha, Glauber. Revisão crítica do cinema brasileiro. Rio: Civilização Brasileira, 1963.
Rochlitz, Rainer. Desencantamento da arte. Bauru: Edusc, 2003.
Rochlitz, Rainer. Subversion et subvention: Art contemporain et argumentation esthétique. Paris : Gallimard, 1994, 238 p.
Romano, Roberto. “Diderot e o cinema”, Reserva Cultural nº1, 2007, p. 64.
Rosenbaum, Jonathan. Placing movies: the practice of film criticism. Los Angeles: University of California Press, 1995.
Safatle, Vladimir. Cinismo e falência da crítica. São Paulo: Boitempo, 2008, 215 p.
Silva, Arlenice Almeida da. “A autonomia da obra de arte no jovem Lukács”, Revista UFG ano X nº4, 2008, Goiânia: UFG, pp. 96-103.
Sontag, Susan. Contra a interpretação (1961-1966). tr. Ana Maria Capovilla. Porto Alegre: L&PM, 1987, 352 p.

Referências sobre a crônica:
AA.VV. Crônica. Rio: Casa Rui Barbosa, 198?.
Arrigucci Jr., Davi. “Fragmentos sobre a crônica”, Enigma e comentário: ensaios sobre literatura e experiência. São Paulo: Companhia das letras, 1987, pp. 51-66.
Candido, Antonio. “A vida ao rés do chão”, Recortes.
Candido, Antonio. “Prefácio inútil”, “Notas de Crítica Literária Confissões de Minas”, “Dois cronistas”, [Oswald, Drummond e Corção cronistas] Textos de intervenção, sel. apr. n. Vinícius Dantas. São Paulo: Duas Cidades; Ed.34, 2002, pp. 193-210.
Chaloub, Sidney. A História Contada. Rio: Nova Fronteira.
Dantas, Vinicius. “O canibal e o capital: a arte do ‘Telefonema’ de Oswald de Andrade” in: Abdala Jr., B.; Cara, S.A. (orgs.) Moderno de nascença: figurações críticas do Brasil. São Paulo: Boitempo, 2006, pp. 151-160.
Dimas. Bilac cronista. Edusp.
Fischer, Luís Augusto. Inteligência com dor: Nelson Rodrigues ensaísta. Porto Alegre: Arquipélago, 2009, 336 p.
Gledson. (Como ler Machado) [Prefácios sobre Machado cronista] Ficção e História.
Eulalio, Alexandre. Escritos. [1960-1988] orgs. Berta Waldman & Luiz Dantas. Campinas; São Paulo: Ed. Unicamp; Ed. Unesp, 1992, 544 p.
Eulalio, Alexandre. “O ensaio literário no Brasil” [1962], Escritos. (orgs. B. Waldman & L. Dantas) Campinas; São Paulo: Ed. Unicamp; Ed. Unesp, 1992, pp. 11-74.
 

Clique para consultar os requisitos para CTR0691

Clique para consultar o oferecimento para CTR0691

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP