Informa??es da Disciplina

Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Comunicações e Artes
 
Cinema, Rádio e Televisão
 
Disciplina: CTR0694 - História do Audiovisual Brasileiro III
Brazilian Audiovisual History III

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2012 Desativação: 31/12/2019

Objetivos
Estudar a produção e o contexto histórico dos gêneros audiovisuais (cinema, rádio e televisão) no Brasil durante os anos 1980, 1990 e 2000, com ênfase nos principais temas e obras do período de abertura política, da chamada "retomada" e da diversificação de formatos e suportes resultantes do advento do digital e de uma maior interação entre cinema e televisão.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
6689285 - Cristian da Silva Borges
 
Programa Resumido
Estudar as obras audiovisuais brasileiras realizadas entre os anos 1980 e 2000.
 
 
 
Programa
1. Cinema – A abertura política e o momento de transição entre o fim da ditadura e o fim da Embrafilme, através da análise de obras do período (de Eduardo Coutinho, Cacá Diegues, Hector Babenco, Beto Brant, Walter Salles, Jorge Furtado, entre outros); o ressurgimento do Cinema Brasileiro, a tentativa de reconquista do mercado; o advento do digital e a diversificação de formatos e mídias; o intercâmbio entre cinema e televisão, através da Globo Filmes e das obras de Guel Arraes, Luiz Fernando Carvalho, etc.
2. Rádio – O advento das rádios livres e a proliferação do rádio na Internet; as transmissões por satélites; as rádios por assinatura.
3. Televisão – A falência da TV Tupi; o papel das TVs educativas; os limites da hegemonia de uma grande rede de televisão, com o aparecimento de concorrentes (SBT, Bandeirantes, Manchete); o auge das telenovelas; o surgimento e a proliferação da programação a cabo; panorama da televisão contemporânea: novos seriados (TV Pirata, Brasil Legal etc.), novas minisséries (Anos rebeldes e o impacto sobre o governo Collor); emergência da produção independente, com o advento do digital e dos canais comunitários e via internet; o intercâmbio entre cinema e televisão.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas a partir da projeção e audição de obras audiovisuais brasileiras, que serão analisadas e discutidas também com base em textos sobre o período ou o tema em questão.
Critério
Trabalhos de caráter monográfico, seminários e provas dissertativas.
Norma de Recuperação
Provas dissertativas ou trabalhos de caráter monográfico.
 
Bibliografia
     
AVELLAR, José Carlos. O cinema dilacerado. Rio de Janeiro: Alhambra, 1986.
BARBOSA LIMA, Fernando; PRIOLLI, Gabriel; MACHADO, Arlindo. Os anos de autoritarismo: televisão e vídeo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.
BBC, Serviço Brasileiro. O rádio no Brasil – série radiofônica. Londres: BBC World Service, 1999.
BERNARDET, Jean-Claude. Cineastas e imagens do povo (1985). São Paulo: Companhia das Letras, 2003.
_______. "A TV não fonciona", in Historiografia Clássica do Cinema Brasileiro. São Paulo: Annablumme, 1995, pp. 173-203.
GALVÃO, Maria Rita; BERNARDET, Jean-Claude. Cinema: O nacional e o popular na cultura brasileira. São Paulo: Embrafilme/ Brasiliense, 1983.
BUCCI, Eugênio (org.). A TV aos 50. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2000.
CLARK, Walter; PRIOLLI, Gabriel. O Campeão de audiência (Uma autobiografia). São Paulo: Best Seller, 1991.
COGO, Denise. No ar… uma rádio comunitária. São Paulo: Paulinas, 1998.
DANIEL FILHO, O circo eletrônico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.
DEL BIANCO, Nélia R.; MOREIRA, Sonia Virginia. Rádio no Brasil – tendências e perspectivas. Brasília: UnB/ Rio de Janeiro: Eduerj, 1999.
ESCOREL, Eduardo. Adivinhadores de água. São Paulo: CosacNaify, 2005.
FERRARA, Lucrecia D’Alessio. Da literatura à TV. São Paulo: Brasiliense, 1983.
HAMBURGER, Esther. “A construção da verossimilhança nas novelas”, in Antropologia e Comunicação. Rio de Janeiro: Garamond, 2003, pp. 125-148.
__________. O Brasil antenado. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.
HERZ, Daniel. A história secreta da Rede Globo. Porto Alegre: Tchê, 1987.
LEAL FILHO, Laurindo. Atrás das câmeras: relações entre cultura, Estado e televisão. São Paulo: Summus, 1988.
MACHADO, Arlindo; MAGRI, Caio; MASAGÃO, Marcelo. Rádios Livres, a reforma agrária no ar. São Paulo: Brasiliense, 1986.
MACHADO, Arlindo. A TV levada a sério. São Paulo: Senac, 2001.
MATTELART, Armand & Michelle. O Carnaval das imagens. S. Paulo: Brasiliense, 1989.
NAGIB, Lúcia. A utopia no cinema brasileiro: matrizes, nostalgia, distopias. São Paulo: CosacNaify, 2006.
NAGIB, Lúcia (org.). O Cinema da Retomada - Depoimentos de 90 cineastas dos anos 90. São Paulo: 34, 2002.
NEVES, David E. Telégrafo visual, crítica amável de cinema. São Paulo: 34, 2004.
NOVAES, Adauto (org.). Rede imaginária: televisão e democracia. São Paulo: Cia. das Letras, 1991.
ORTIZ, Renato et al. Telenovela: história e produção. São Paulo: Brasiliense, 1988.
______. A moderna tradição brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1989.
PUCCI JR., Renato Luiz. Cinema brasileiro pós-moderno - O neon-realismo. Porto Alegre: Sulina, 2009.
RAMOS, Fernão (org.). História do Cinema Brasileiro, São Paulo: Art Editora, 1987.
RAMOS, José Mário Ortiz. Televisão, publicidade e cultura de massa. Petrópolis: Vozes, 1995.
SIMÕES, Inimá; COSTA, Alcir Henrique da; KEHL, Maria Rita. Um país no ar: a história da TV brasileira em três canais. São Paulo: Brasiliense, 1986.
XAVIER, Ismail. Alegorias do subdesenvolvimento. São Paulo: Brasiliense, 1993.
_______. O cinema brasileiro moderno. São Paulo: Paz e Terra, 2001.
_______. O olhar e a cena. São Paulo: CosacNaify, 2003.

Revistas: Filme Cultura, Cinemais e Estudos Socine de Cinema
 

Clique para consultar os requisitos para CTR0694

Clique para consultar o oferecimento para CTR0694

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP