Informa??es da Disciplina

Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Comunicações e Artes
 
Cinema, Rádio e Televisão
 
Disciplina: CTR0801 - Práticas Audiovisuais
Audiovisual Practices

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2018 Desativação:

Objetivos
Panorama da realização audiovisual, especialmente voltada para o design. Apresentar as diversas etapas de produção de obras cinematográficas narrativas. Apresentar as diferenças e aproximações formais entre o cinema narrativo, o experimental, o vídeo e o design gráfico em movimento.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
6363135 - Patrícia Moran Fernandes
 
Programa Resumido
A partir da história e das técnicas de criação audiovisual discutir as diferenças expressivas de peças audiovisuais. Nomenclatura das técnicas de criação cinematográfica no cinema clássico e sua relação com a proposta formal da peça. Releitura das técnicas de criação do cinema clássico pelo cinema experimental, pelo vídeo e gráficos em movimento (motion graphics). Exercícios práticos.
 
 
 
Programa
1- Etapas da Produção de um filme narrativo e equipe para tal: Roteiro, Filmagem e Finalização 2- Plano, enquadramento, extra-quadro no primeiro cinema, no cinema clássico, no filme experimental e no vídeo. Continuidade espaço-temporal. Decupagem. Exercícios experimentando alguns dos recursos. 3- Identidade visual e gráficos em movimento. 4- Aulas expositivas sobre cinema experimental, visual music e performances audiovisuais e seu ponto de contato com gráficos em movimento.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Os alunos serão avaliados ao longo do curso por exercícios de criação audiovisual e escrita: - Fichamento de texto sobre atribuições de um diretor e funções da fotografia. - Pequenos exercícios para a fixação e prática da continuidade. - Seminário sobre o som no cinema, com apresentação oral e escrita. - Trabalho final: uma peça audiovisual a ser apresentada em sala de aula.
Critério
Em todos os trabalhos serão avaliados os seguintes aspectos: Assiduidade e participação em aula. Participação nas atividades propostas. Qualidade da apresentação do projeto inicial e do final. Originalidade e coesão da proposta.
Norma de Recuperação
Haverá a possibilidade de recuperação através da reapresentação de trabalhos, a ser realizada após o término do curso, de acordo com calendário definido pela USP e pela FAU. A recuperação será possível apenas para alunos com nota entre 3 e 5, e que não estejam reprovados por falta. Média de recuperação = ((média anterior) + (nota dos trabalhos reapresentados)) /2
 
Bibliografia
     
ARAUJO, Inácio. 1995. Cinema: O mundo em movimento. SP: Ed Scipione. AUMONT, Jacques. 1993. A imagem. Campinas, Papirus. BELANTONI, Jeff e WOOLMA, Matt. 1999. Type in Motion: innovations in digital graphics. NY: Rizzoli. BORDWELL, David. 2013. Sobre a história do estilo cinematográfico. Campinas: editora unicamp. BURCH, Noël. 1979. Práxis do cinema. SP: Perspectiva. CHION, Michel. 2011. A audiovisão. Som e imagem no cinema. Lisboa: edições Texto & Grafia LTDA. DRATE, Spencer, ROBBINS, David, SALRETZ, Judith. 2006. Motion by Design. UK: Laurence King. FIELD, Syd. 1997. Quatro roteiros. Estudos do roteiro americano. Uma análise de quatro inovadores clássicos contemporâneos. RJ: Objetiva. HITCHCOCK/TRUFFAUT. 2006. Entrevistas. 2ª ed. SP: Companhia das Letras. MACHADO, Arlindo. 2007. O ponto de escuta. In: O sujeito na tela. Modos de enunciação no cinema e no ciberespaço. SP: Paulus. MENDES, Eduardo Santos. 2006. Walter Murch: a revolução da trilha sonora cinematográfica (187/224). In: Significação nº 26. SP: annablume. MARNER, Terence St. John. 1980. A direção cinematográfica. SP: Martins Fontes. MARQUES, Gabriel Garcia. 1995. Como contar um conto. Niterói: Casa Jorge. MARTIN, Marcel. 1990. A Linguagem cinematográfica. SP: Brasiliense. MICHAUD, Philippe-Alain, 2014. Filme: por uma teoria expandida do cinema. Rio de Janeiro: Contraponto. MOURA, Edgar. 1999. 50 Anos. Luz. Câmera e Ação. SP: Ed Senac. RABIGER, Michael. 2007. Direção de cinema. Técnicas e estética. 3ª ed. Tradução: Sabrina Ricci Netto. Rio de Janeiro: Elsevier. MURCH, WALTER. 2005. Num piscar de olhos. RJ: Zahar. REISZ, Karel; MILLAR, Gavin. 1978. Técnica da montagem cinematográfica. RJ, Embrafilme; Civilização Brasileira. SCHAFFER, R. Murray. 1991 O Ouvido pensante. SP: Unesp. TARKOVSKY, Andrei. 1990. Esculpir o tempo. SP, Martins Fontes, WEIS, Elisabeth; BELTON, John (org.) 1985. Film sound: theory and practice. New York, Columbia University Press. Sites: www.roteirodecinema.com.br - roteiro www.telabr.com.br - mini-cursos www.mnemocine.com.br - mini-cursos e dicas http://library.creativecow.net/tutorials.php - demos de programas Programas úteis: Movie Magic (produção: análise técnica e ordem do dia) Celtx (free) (roteiro e produção) Sketchup (free) (apresentação de projeto) Pacote adobe FinalCut Vegas (edição de som) Modul8 (Cinema ao vivo)
 

Clique para consultar os requisitos para CTR0801

Clique para consultar o oferecimento para CTR0801

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP