Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Educação
 
Adm Escolar e Economia da Educação
 
Disciplina: EDA0692 - Políticas Públicas de Educação de Jovens e Adultos
EDA0692 Public Policies for Youth and Adult Education

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2020 Desativação:

Objetivos
A disciplina visa introduzir os/as estudantes da Licenciatura em Pedagogia e de outras Licenciaturas na temática das políticas públicas de educação de jovens e adultos, oferecendo um panorama dessa modalidade da educação básica. Traça um diagnóstico da situação educativa da população jovem e adulta, percorre a história e as principais correntes de pensamento pedagógico relacionadas a esse campo educativo, analisando a legislação vigente, as políticas públicas recentes e sua concretização nos âmbitos do sistema de ensino e dos centros educativos.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1536156 - Maria Clara di Pierro
 
Programa Resumido
A disciplina tem por objetivo aprofundar estudos de políticas públicas de educação básica no Brasil, analisando especificamente a modalidade destinada à educação de jovens e adultos e as principais correntes de pensamento sobre esse âmbito educativo. Abrange análise de dados sócio demográficos, da história, da legislação, do financiamento e das políticas públicas recentes de educação de jovens e adultos, bem como sua concretização nos sistemas de ensino e centros educativos. Aborda a diversidade dos educandos, as especificidades pedagógicas dessa modalidade da educação básica e as necessidades da formação docente decorrentes. A parte prática da disciplina consiste em viagens didáticas e visitas técnicas a centros educativos para jovens e adultos.
 
 
 
Programa
1 - Brasileiros jovens e adultos analfabetos e/ou com baixa escolaridade: quem e quantos são; onde estão. 2 - História das políticas de educação de jovens e adultos no Brasil. 3 - Concepções de aprendizagem e educação de jovens e adultos no pensamento pedagógico contemporâneo. 4 - O direito à educação ao longo da vida e a legislação educacional sobre o tema. 5 - Políticas públicas e financiamento da educação de jovens e adultos. 6 - Diversidade dos sujeitos da educação de jovens e adultos e da oferta educativa 6.1. Jovens e adultos trabalhadores da cidade e do campo, políticas de formação profissional e geração de renda. 6.2. Diversidade geracional dos educandos da EJA: adolescentes, jovens, adultos e idosos 6.3. Políticas de educação de jovens e adultos em privação de liberdade 6.4. Políticas de educação de jovens e adultos com deficiência 7 - Viagens didáticas a centros educativos para jovens e adultos
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas dialogadas; leituras e elaboração de comentários e resenhas (extra classe); exercícios, seminários e trabalhos em grupos; projeção de filmes; viagens didáticas para visitas técnicas a escolas e órgãos públicos; debates com especialistas convidados.
Critério
Avaliação contínua considerando: a) assiduidade e participação nas aulas (incluindo realização de leituras prévias e apresentação de seminários) e em viagens didáticas para visitas técnicas a escolas e/ou órgãos de gestão educacional; b) desempenho na realização de exercícios, resenhas e relatórios de leitura, trabalhos em grupos, consideradas a demonstração de conhecimentos e pertinência dos conteúdos, a habilidade na argumentação, a clareza na exposição das ideias, a correção formal dos textos.
Norma de Recuperação
Reposição de atividades não realizadas, correção de atividades avaliadas como insuficientes, realização de prova.
 
Bibliografia
     
ARROYO, M. G. Educação de jovens e adultos: um campo de direitos e de responsabilidade pública. IN: SOARES, L. J. G et al. Diálogos na educação de jovens e adultos. Belo Horizonte : Autêntica, 2005, p. 19-50. ARROYO, M. G. Passageiros da Noite: do trabalho para a EJA. Petrópolis : Vozes, 2017. BEISIEGEL, C. de R. A educação de jovens e adultos analfabetos no Brasil. Alfabetização e Cidadania, São Paulo, n. 16, p. 19-27, jul. 2003. BEISIEGEL, C. de R. Paulo Freire. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Ed. Massangana, 2010. BEISIEGEL, C. de R. Paulo Reglus Neves Freire. In: FÁVERO, M. de Lourdes de A.; BRITTO, J. de M. (Orgs.). Dicionário de educadores no Brasil da colônia aos dias atuais. Rio de Janeiro : UFRJ/MEC/INEP, 1999, p. 440-446. BRITTO, L. P. L. Educação de adultos trabalhadores na sociedade industrial. IN: Contra o consenso: cultura escrita, educação e participação. Campinas : Mercado de Letras, 2003, cap. 11, p. 195-209. CARRANO, P. Educação de jovens e adultos e juventude: o desafio de compreender os sentidos da presença dos jovens na escola da “segunda chance”. REVEJ@, n. 0, ago. 2007. CATELLI Jr., Roberto. Alfabetização de jovens e adultos: de programa em programa. In: Mortatti, M. R.; Frade, I. C. A. S. (Org.). Alfabetização e seus sentidos: o que sabemos, fazemos e queremos? São Paulo: UNESP, 2014, p. 91-108. CURI, C. R. J. Parecer CNE/CEB 11/2000 que dispõe sobre as Diretrizes Curriculares para a Educação de Jovens e Adultos. Brasília : MEC/CNE, 2000. DI PIERRO, M. C. Educação jovens e adultos na América Latina e Caribe: trajetória recente. Cadernos de Pesquisa, v.38, p.367-391, 2008. DI PIERRO, M. C. Tradições e concepções de Educação de Jovens e Adultos. IN: CATELLI JR., Roberto (Org.). Formação e práticas na educação de jovens e adultos. São Paulo, Ação Educativa, 2017, p. 9-21. DI PIERRO, Maria Clara; CATELLI JR., Roberto. A construção dos direitos dos jovens e adultos à educação na história brasileira recente. IN: GRACIANO, Mariângela; LUGLI, Rosário S. Genta. Direitos, diversidade, práticas e experiências educativas na Educação de Jovens e Adultos. São Paulo, Alameda, 2017, p. 35-60. FARIA, Vanessa E. P. de. Os modelos escolares de educação de jovens, adultos e idosos na cidade de São Paulo: reflexões sobre demandas e ofertas. Olh@res, Guarulhos, v. 4, n. 1, p. 27-43, 2016. FERRARO, Alceu R. História inacabada do analfabetismo no Brasil. São Paulo, Cortez, 2009. FREITAS, M. C. de; BICCAS, M. de S. Educação de adolescentes, jovens e adultos analfabetos. IN: História social da educação no Brasil (1926-1996). São Paulo, Cortez, 2009, p. 209-263. FROCHTENGARTEN, Fernando. Caminhando sobre fronteiras. São Paulo, Summus, 2009. GALVÃO, A. M., DI PIERRO, M. C. Preconceito contra o analfabeto, 2ª ed. São Paulo: Cortez, 2009. HADDAD, S.; DI PIERRO, M. C. Escolarização de jovens e adultos. Revista Bras. Educação, São Paulo, n.14, p.108-130, 2000. IRELAND, T. D. Educação de Jovens e Adultos como política pública no Brasil (2004-2010): os desafios da desigualdade e diversidade. Rizoma Freireano, v. 13, p. 93-110, 2012. LIMA, Licínio. Educação ao longo da vida. São Paulo, Cortez, 2007. ONOFRE, E. M. C.; JULIÃO, E. F. A educação na prisão como política pública: entre desafios e tarefas. Educ. Real., 2013, v.38, n.1, p.51-69. PAIVA, Vanilda Pereira. História da educação popular no Brasil. São Paulo, Loyola, 2002. RIBEIRO, V. M. A formação de educadores e a constituição da educação de jovens e adultos como campo pedagógico. Educ. e Soc., Campinas, v. 20, n. 68, p. 184-201, dez. 1999. SOUZA, Maria Antonia. Educação de jovens e adultos. Curitiba : IBPEX, 2011. UNESCO-UIL. Marco de Ação de Belém. Hamburgo, UIL, 2010. ZANETTI, M. A.; CATELLI Jr, R. Notas sobre a produção acadêmica acerca da Educação em Prisões - 2000/2012. In: PEREIRA, I. A. F., LUZ, A. A. (orgs). O espaço prisional: estudos, pesquisas e reflexões de práticas educativas. Curitiba: Appris, 2014, p. 19 – 57.
 

Clique para consultar os requisitos para EDA0692

Clique para consultar o oferecimento para EDA0692

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP