Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Educação
 
Metodologia do Ensino e Ed Comparada
 
Disciplina: EDM0419 - Metodologia do Ensino de Ciências Sociais I
Methodology of Teaching Social Sciences I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 3
Carga Horária Total: 150 h ( Estágio: 90 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2019 Desativação:

Objetivos
Refletir sobra aspectos relativos ao currículo e história do ensino de sociologia no Brasil; discriminar e discutir as atividades de ensino; analisar propostas curriculares e apresentar alternativas; avaliar recursos didáticos (cinema, vídeo, livro didático, iconografia, etc.); elaborar relatórios de estágio; apresentar e discutir temáticas relacionadas ao trabalho docente e à educação, como juventudes brasileiras, relação pedagógica (disciplina), interdisciplinaridade, concepções de educação, técnicas e estratégias de ensino, etc.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1427582 - Marcia Aparecida Gobbi
 
Programa Resumido
A disciplina de Metodologia do Ensino de Ciências Sociais I objetiva realizar reflexões sobre questões de ensino, temas de educação, recursos didáticos e conteúdos programáticos das ciências sociais, presentes no currículo do ensino fundamental e médio, tendo como pontos de apoio textos selecionados e as experiências de estágio vividas pelos alunos, favorecendo uma integração entre teoria e prática.
 
 
 
Programa
1.Aspectos históricos relativos a constituição, presença e ausência da disciplina no currículo escolar em nível médio. 2. O currículo: perspectivas tradicionais, críticas e pós-críticas e implicações para a elaboração de bases curriculares para a disciplina sociologia 2.1. O currículo: imaginação sociológica e conteúdos. O espaço físico escolar – arquitetura - como currículo. 2.2 Propostas curriculares nacionais e estaduais 2.2.1 Sociologia: institucionalização da disciplina e propostas oficiais 3. Ciências humanas: campo de atuação do licenciado em Ciências Sociais; 4. Formação de professores/as: práticas docentes 5. O estágio; 5.1 Preparação para o estágio: orientações e encaminhamentos; 5.2 O relatório como reflexão sobre as experiências de estágio; 5.3 Propostas para diversificação do estágio: observação, participação, regência, minicursos, projetos, seminários, observação dos espaços físicos e ambientes de aprendizagem, observação e discussão sobre culturas escolares e currículos. 6. Juventude, infância, gênero, relações étnico raciais (reflexões sugeridas a partir da Lei 10639/03 e Lei 11645/08: temáticas fundamentais na formação do professor/a de Sociologia do Ensino Médio
 
 
 
Avaliação
     
Método
- aulas expositivas; - seminários apresentados pelos alunos e orientados pela professora; - análise (assistência e discussão) de práticas didáticas nas escolas e disciplinas em que foram cumpridos os estágios -apresentação de seminário e de um resumo crítico sobre o texto do seminário; - relatórios Parcial discutido em sala de aula e final escrito (fim do semestre); - relatório de análise de material didático; - síntese de entrevista com professor de Sociologia com quem faz estágio; - viagens didáticas - visitas de observação a escolas públicas Estágio Procura-se desenvolver atividades práticas de aulas em campo, tais como, visitas à escolas públicas e outras como Escola Nacional Florestan Fernandes, como forma de tomar contato e problematizar outras formas de compreender e praticar currículos. Outras atividades envolvem estudo do meio em aldeias indígenas Guarani, em São Paulo e visitas a diferentes regiões da cidade, compreendendo 10 horas de estágio. Ainda estão compreendidas como atividades de estágio aulas práticas do Instituto de Estudos Brasileiros, assessoradas por Ely Ferrari, educadora do IEB e aulas práticas e acompanhamento de escolas no Museu de Arqueologia e Etnologia da USP, ambas contendo 40 horas de estágio.
Critério
Avaliações escritas a partir do conteúdo abordado e leituras realizadas; elaboração de relatórios de estágio e apresentação das observações de estágio.
Norma de Recuperação
- relatórios e resumo solicitados durante o semestre, a serem apresentados por época da recuperação. - apresentação dos relatórios de estágio referentes ao semestre cursado (peso 4) - apresentação de um trabalho referente a um dos temas discutidos em aula ( peso 3) - apresentação de resumo crítico de um dos textos analisados em aula (peso 3)
 
Bibliografia
     
ABRAMO, H. Condição Juvenil no Brasil Contemporâneo. IN:Abramo, Helena e Branco, Pedro M. (orgs). Retratos da Juventude Brasileira: análises de uma pesquisa nacional. Editora Fundação Perseu Abramo. 2008. AFONSO. A. J. Sociologia da avaliação: problemas de delimitação de um campo teórico-conceptual e de investigação. in:Avaliação Educacional: regulação e emancipação APPLE, M. "O currículo oculto e a natureza do conflito", In Ideologia e Currículo, São Paulo, Brasiliense, 1982. AZANHA, J. M. P. "Uma reflexão sobre a Didática", In Educação: alguns escritos, São Paulo, Nacional, 1987. Azanha, José Mário P. Autonomia escolar. In: Educação: alguns escritos. AZANHA, J. M. P. "Uma reflexão sobre a Didática", In Educação: alguns escritos, São Paulo, Nacional, 1987. BITTENCOURT, C. "Cinema, vídeo e ensino de história" São Paulo, mimeo, s. d.. BITTENCOURT, Circe. M.F. Disciplinas escolares: história e pesquisa, in: Oliveira, Marcus Aurélio e Ranzi, Sirley Maria Ficher (orgs) História das disciplinas escolares no Brasil: contribuições para o debate. EDUSF. 2003 BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental, Parâmetros curriculares Nacionais: introdução aos parâmetros nacionais, Brasília, MEC/SEF, 1997. BRASIL, , Orientações Curriculares para o Ensino Médio, SOCIOLOGIA, MEC/SEB, 2006. CASTRO, A. D. "A articulação da prática de ensino com as matérias pedagógicas", in BERNARDO, M. V. C. (org.) Formação do Professor: atualizando o debate, São Paulo, Educ, 1989 (Dadernos PUCSP) Fernandes, Florestan (1955) Comunicação e Debates In Anais do I Congresso Brasileiro de Sociologia p.319-321 e 325-328, dias 23 e 24/06/1954, São Paulo: SBS Fernandes, Florestan (1985) O ensino de Sociologia na Escola Secundária Brasileira, In 1º Dossiê de Ciências Sociais, p. 46-58, São Paulo: CEUPES-USP/CACS-PUC (mimeo) Fernandes, Florestan (1986) A Sociologia como afirmação, In Octávio Ianni (org.) Sociologia , São Paulo: Ática Florestan Fernandes,Trocinhas do Bom Retiro, In: Folclore e Mudança Social na cidade de São Paulo, São Paulo, 2012 FERRARA, L. D'A. "Sala de aula: espaço de experiência", Re.. Margem n. 2, São Paulo, PUC, 1993. MACHADO, Celso S. (1987) O ensino de sociologia na escola secundária brasileira: levantamento preliminar, In R. Fac. Educ. 13(1) p. 115-148, jan/jun, São Paulo: FEUSP MACHADO, O. "Introdução" e "O retorno da sociologia ao currículo do 2º grau", In O ensino de ciências sociais na escola média, São Paulo, FEUSP, 1996 (dissertação de mestrado). MACHADO DE ASSIS, "Como de escola", In Várias Histórias, Rio de Janeiro, Jackson, 1957. MEUCCI, Simone (2002) O Significado do Ensino da Sociologia no Brasil (1930-1950) In Anais do XII Congresso Nacional de Sociólogos, Curitiba, 1º a 4/abril,Resumo (texto integral mimeo) MORAES, A. C. "Métodos inovadores no ensino de Sociologia no 2º grau", São Paulo, mimeo, 1997. PENTEADO, H. D. O. "Prática de Ensino de Ciências Sociais" In CARVALHO, A. M. P. (org.) A formação do Professor e a Prática de Ensino, São Paulo, Pioneira, 1988. PINAR, Willian. Estudos Curriculares: ensaios selecionados. São Paulo, Editora Cortez, 2017. PEREIRA, Alexandre Barbosa. A “maior zoeira” na escola: experiências juvenis na periferia de São Paulo. São Paulo, Editora da UNIFESP, 2017. SCHEFFLER, I. "Metáforas em educação", In A Linguagem da Educação, São Paulo, EDUSP/Saraiva, 1974. SCHION, D. "Formar professores como profissionais reflexivos", In NÓVOA, A. (org.) Os professores e a sua formação, Lisboa, D. Quixote, 1992. SANTOS, Mário Bispo, A Sociologia no contexto das Reformas do Ensino Médio, in CARVALHO, L. M. G. (org.) Sociologia e Ensino em Debate, Ijuí: Editora Unijuí, 2004. SCOTH, J. Gênero uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade. Porto Alegre, vol. 20, nº 2,jul./dez. 1995. SILVA ET ALII (2002) O Ensino de Ciências Sociais: Mapeamento do Debate em periódicos das Ciências Sociais e da Educação de 1940-2001, In Anais do XII Congresso Nacional de Sociólogos, Curitiba, 1º a 4 de abril, Resumo (texto integral mimeo) SILVA, T. T. Teorias do currículo: o que é isto?Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Editora Autêntica. Belo Horizonte. 2001. SILVA, T.T. Identidades Terminais. Editora Vozes. Petrópolis. 2000. SPOSITO, M. Algumas reflexões e muitas indagações sobre as relações entre juventude e escola no Brasil. In: Abramo, Helena e Branco, Pedro M. (orgs). Retratos da Juventude Brasileira: análises de uma pesquisa nacional. Editora Fundação Perseu Abramo. 2008. TAKAGI, C. T. Livros didáticos, In: Ensinar Sociologia: análises de recursos na escola média. Dissertação de mestrado apresentada a FEUSP.2007. TARDIF, Maurice e Claude Lessard, O trabalho docente hoje: elementos para um quadro de análise, In: O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis. Editora Vozes. 2008. VIÑAO-FRAGO, A, As culturas Escolares. In. Sistemas Educativos, Culturas Escolares e Reformas. Portugal. Edições Pedago,2007.
 

Clique para consultar os requisitos para EDM0419

Clique para consultar o oferecimento para EDM0419

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP