Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Educação
 
Metodologia do Ensino e Ed Comparada
 
Disciplina: EDM0420 - Metodologia do Ensino de Ciências Sociais II
Methodology of Teaching Social Sciences II

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 3
Carga Horária Total: 150 h ( Estágio: 90 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2019 Desativação:

Objetivos
Levar os alunos a reflexões sobre projetos educacionais, temas básicos de educação e de ensino e pesquisa educacional. Orientações para processos de elaboração de planos de aulas, currículos e projetos de cursos para a disciplina Sociologia. Refletir sobre o trabalho de campo como metodologia para Ciências Sociais no ensino médio.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1427582 - Marcia Aparecida Gobbi
 
Programa Resumido
A disciplina Metodologia do Ensino de Ciências Sociais II objetiva realizar reflexões sobre questões de ensino, temas de educação, recursos didáticos e conteúdos programáticos das ciências sociais, presentes no currículo do ensino fundamental e médio, tendo como pontos de apoio textos selecionados e as experiências de estágio vividas pelos alunos, favorecendo uma integração entre teoria e prática. O objetivo principal desse semestre (MECS II) é que o aluno elabore uma proposta programática de ensino de Sociologia para o nível médio e prepare uma aula ou unidade didática para alunos do ensino médio.
 
 
 
Programa
1. Relações entre educação e sociedade: teorias sociológicas da educação; 2. O estágio; 2.1. Preparação para o estágio: orientações e encaminhamentos voltados para observação de práticas docentes, relações entre professores e alunos/as, usos de recursos didáticos. 2.2 O relatório como reflexão sobre as experiências de estágio; 2.3. Propostas para diversificação do estágio: observação, participação, regência, mini-cursos, projetos, seminários. 3. A avaliação: formação, reflexão, pesquisa. 4. Apresentação de roteiros para elaboração de proposta programática para o ensino de Sociologia no nível médio; 5. Apresentação de roteiro para elaboração de plano de aula ou unidade didática para o ensino de Sociologia no nível médio; 6. Análise de recursos didáticos: cinema, vídeo, iconografia, literatura, música popular brasileira, teatro, textos clássicos das Ciências Sociais; 7. Pesquisa Educacional: temas, métodos, técnicas, bibliografia; 8. Viagens didáticas: o trabalho de campo como recurso didático Estágio Procura-se desenvolver atividades práticas de aulas em campo, tais como, visitas à escolas públicas e outras como Escola Nacional Florestan Fernandes, como forma de tomar contato e problematizar outras formas de compreender e praticar currículos. Outras atividades envolvem estudo do meio em aldeias indígenas Guarani, em São Paulo e visitas a diferentes regiões da cidade, compreendendo 10 horas de estágio. Ainda estão compreendidas como atividades de estágio aulas práticas do Instituto de Estudos Brasileiros, assessoradas por Ely Ferrari, educadora do IEB e aulas práticas e acompanhamento de escolas no Museu de Arqueologia e Etnologia da USP, ambas contendo 40 horas de estágio.
 
 
 
Avaliação
     
Método
- aulas expositivas; - seminários apresentados pelos alunos e orientandos pelo professor; - análise (assistência e discussão) de filmes, vídeos; - apresentação de roteiros para análise de filmes, material didático, iconografia; - apresentação dos itens que fazem parte de uma proposta curricular e esquema para elaboração de aula;
Critério
-Apresentação de seminário e de um resumo crítico sobre o texto do seminário; - Relatórios Parcial (meio do semestre) e Final (fim do semestre); - Relatório de análise de material didático; - Síntese de entrevista com professor de Sociologia com quem faz estágio; - Proposta programática para um curso de 1 (um) ano de Sociologia par ao ensino médio; - Plano de aula ou unidade didática de Sociologia para o ensino médio;
Norma de Recuperação
- relatórios e resumo solicitados durante o semestre, a serem apresentados por época da recuperação. - apresentação dos relatórios de estágio referentes ao semestre cursado (peso 4); - apresentação de um trabalho referente a um dos temas discutidos em aula ( peso 3); - apresentação de resumo crítico de um dos textos analisados em aula (peso 3);
 
Bibliografia
     
AZANHA, J. M. P. "Proposta pedagógica e autonomia da escola", São Paulo, mimeo, 1997. _______________ "Alain ou a pedagogia da dificuldade", In CHARTIER, E. (Alain) Reflexões sobre a educação, São Paulo, Saraiva, 1978. _______________ "A questão dos pressupostos do discurso pedagógico", In Educação: alguns escritos, São Paulo, Nacional, 1987. _______________ "Cultura Escolar Brasileira: um programa de pesquisa", In Educação: temas polêmicos, São Paulo, Martins Fontes, 1995. BOURDIEU, P. “A escola conservoadora: as desigualdades fretne à escola e à cultura”, in Bourdieu, escritos de Educação, orgs. Catani, A. M. e Nogueira, M. A., Rio de Janeiro: Vozes, 1998 CANDIDO, A. Crítica e Sociologia e A Literatura e a vida social. In:Literatura e sociedade. Editora Duas cidades/Ouro sobre Azul. São Paulo/Rio de Janeiro.2004. CHARTIER, E. (Alain) Reflexões sobre a educação, São Paulo, Saraiva, 1978. Galvão, Walnice. N. MMPB:uma análise ideológica Citelli, A. Escola e meios de massa.In Chiapinni, L. Aprender e ensinar com textos não escolares. FERNANDES, Florestan. As trocinhas do bom retiro. IN.Folclore e mudança social na cidade de São Paulo.Editora Martins Fontes. 2004.HIKIGI, Rose Satiko. Possibilidades de uma audição da vida social.IN: O imaginário e o poético nas Ciências Sociais. Martins, José de Souza (org) LÜDKE, M. "Entrevista com Pierre Bourdieu", Ver. Teoria e Educação, n. 3, Porto Alegre, Pannonica, 1991. MARTINS, J.S. Sociologia da Fotografia e da Imagem. São Paulo. Editora contexto. 2010. MAUSS, Marcel.Três observações sobre a sociologia da infancia. IN. Revista Pro-posições. Pro-Posições vol.21 no.3 Campinas Sept./Dec. 2010.MORAES, A . C. Uma Crítica da Razão Pedagógica, São Paulo, FEUSP, 1997, (tese de doutorado). NAGLE, J. (org.) Educação e Linguagem, São Paulo, EDART, 1976. NÓVOA, A . "Diz-me como ensinas, dir-te-ei quem és", In Actas, v. II, Porto, Profmat, 1991. PASSERON, J. C. "Pedagogia e poder", Ver. Teoria e Educação, n. 5, Porto Alegre, Pannonica, 1992. PENTEADO, H. D. O . "Relações pedagógicas: a questão da autoridade e o autoritarismo", Revista da Faculdade de Educação, v. 12, n. 1-2, jan.dez, 1986, São Paulo, FEUSP, 1986. PERRENOUD, P. Construir competências e virar as costas aos saberes? (tradução própria – mimeo - Résonances. Mensuel de l'école valaisanne. n, 3. Dossier Savoirs et compétences, novembre 1998. pp. 3-7). PERRENOUD, P. Não mexam na minha avaliação! Para uma abordagem sistêmica da mudança pedagógica. In: NÓVOA, A. Avaliação em educação: novas perspectivas. Porto, Portugal: Porto Editora, 1993. SILVA, T. T. "Currículo, conhecimento e democracia: as lições de duas décadas", Cadernos de Pesquisa FCC n. 73, São Paulo, Cortez, 1990. VERGUEIRO, Waldomiro. Uso das HQs no ensino. IN: Como usar as Histórias em Quadrinhos na sala de aula. São Paulo. Editora Cortez. 2009 . HADDAD, Sérgio Educação e exclusão no Brasil, São Paulo: Ação Educativa, 2007.( Observatório da Educação Mar-2007 Em Questão, v.3, março de 2007, 52p.)
 

Clique para consultar os requisitos para EDM0420

Clique para consultar o oferecimento para EDM0420

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP