Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Educação
 
Metodologia do Ensino e Ed Comparada
 
Disciplina: EDM0423 - Metodologia do Ensino de Filosofia I
Methodology of Teaching Philosophy I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 3
Carga Horária Total: 150 h ( Estágio: 90 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2020 Desativação:

Objetivos
1. Discutir o alcance e as limitações do ensino de filosofia no ensino médio. 2. Propor perspectivas de ensino de filosofia, considerando a sua especificidade, a intersecção com outros domínios do saber e com outras disciplinas do currículo. 3. Entender a filosofia no ensino médio como possibilidade de articulação entre a dimensão ético-cultural e a experiência vivida. 4. Propor requisitos mínimos da formação do professor de filosofia para o ensino médio.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
88162 - Celso Fernando Favaretto
1338990 - Paulo Henrique Fernandes Silveira
 
Programa Resumido
A filosofia é uma disciplina estratégica no ensino médio: permite aos alunos a oportunidade de apropriar-se das condições indispensáveis para a elaboração do pensamento reflexivo. Uma adequada formação do professor de filosofia decorre tento de sua compreensão da especificidade do trabalho filosófico quanto seu talento e agilidade na transformação dos elementos deste trabalho, temas, problemas, linguagens, métodos em matéria significativa para os alunos.
 
 
 
Programa
1. Filosofia e ensino de filosofia no Brasil. Abordagem histórica. 1.1. A filosofia como disciplina escolar. Trabalho filosófico, atitude filosófica e ato filosófico. 1.2. Filosofia, ensino de filosofia e cultura. Conhecimento e experiência. 2. Imagens da filosofia. Ensinar filosofia: qual filosofia? 2.1. História da filosofia: centro ou referencial? 2.2. A questão da transmissão no ensino de filosofia. 3. Ensino de filosofia e a diversidade. 3.1. Diferença e inclusão escolar. 3.2. Diferença e trans-pedagogia. 4. Preparação para o estágio: orientações e encaminhamentos. 4.1. O relatório como reflexão sobre as experiências de estágio. 4.2. Propostas para a diversificação do estágio: observação; participação; regência; mini-cursos; projetos e seminários.
 
 
 
Avaliação
     
Método
1. Aulas expositivas, discussões, seminários e análises de textos. 2. Análise (assistência e discussão) de filmes, vídeos, documentários. 3. Produção de textos e de projetos de ensino de filosofia. 4. Análise de relatórios de estágio.
Critério
1. Desempenho nos seminários, discussão e textos produzidos. 2. Relevância dos relatórios de estágio
Norma de Recuperação
Retomada dos trabalhos realizados no semestre. Época: 4ª semana de julho
 
Bibliografia
     
ADORNO, T. Educação e emancipação. Rio de Janeiro: Paz e terra, 1995. BOURDIEU, P. A escola conservadora. In. Escritos de educação. Petrópolis: Vozes, 1999, p. 39-64. BRASIL – Ministério da Educação – Secretaria da Educação Básica – Orientações curriculares para o ensino médio, volume 3, Ciências humanas e suas tecnologias. Brasília: MEC/SEF, 2006. BRASIL – Ministério da Educação – Secretaria da Educação Básica – Parâmetros curriculares nacionais de filosofia (PCNs), Brasília: MEC/SEF, 1999. CHAUI, M. Ideologia e educação. Educação e Pesquisa, v. 42, n. 1, p. 245-257, 2016. COSSUTTTA, F. Elementos para a leitura dos textos filosóficos. São Paulo: Martins Fontes, 1994. DELEUZE, G. Diálogos. São Paulo: Escuta, 1998. DERRIDA, J. et alii. La grève des philosophes. Paris: Osiris, 1986. FABBRINI, R. O ensino de filosofia: a leitura e o acontecimento. Trans/Form/Ação, v. 28, n. 1, p. 7-27, 2005. FAVARETTO, C. Filosofia, ensino, cultura. In. KOHAN, W. (org.). Filosofia: caminhos para seu ensino. Rio de Janeiro: DP&A, 2004, p. 43-53. GIANNOTTI, J. A . et ali. Por que filósofo? Estudos CEBRAP, n. 15, 1976. HOOKS, B. Ensinando a transgredir. São Paulo: Martins Fontes, 2013. LARROSA BONDÍA, J. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Revista Brasileira de Educação, n. 19, p. 20-28, 2002. MAUGUÉ, J. O ensino de filosofia: suas diretrizes. Revista Brasileira de Filosofia, v. 5, n. 20, p. 642-649, 1955. PAGNI, P. Diferença, subjetivação e educação: um olhar outro sobre a inclusão escolar. Pró-Posições, v. 26, p. 87-103, 2015. RAMÍREZ, A. Hacia una trans-pedagogia: reflexiones educativas para incomodar, sanar y construir comunidad. Debate feminista, v. 55, p. 104-128, 2018. RANCIÉRE, J. O mestre ignorante – cinco lições sobre a emancipação intelectual. Belo Horizonte: Autêntica, 2013. SÃO PAULO - Secretaria de Estado da Educação - CENP - Proposta curricular para o ensino de Filosofia: 2º grau, 1992. SILVA, F. Currículo e Formação: O Ensino da Filosofia. Síntese - Nova Fase, v. 20, n. 63, p. 797-806, 1993.
 

Clique para consultar os requisitos para EDM0423

Clique para consultar o oferecimento para EDM0423

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP