Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Educação
 
Metodologia do Ensino e Ed Comparada
 
Disciplina: EDM0427 - Metodologia do Ensino de Matemática I
Methodology of the Teaching of Mathematics I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h ( Estágio: 60 h , Práticas como Componentes Curriculares = 20 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2018 Desativação:

Objetivos
No currículo da Licenciatura, a disciplina EDM 0427 METODOLOGIA DO ENSINO DE MATEMÁTICA I está situada em uma dupla confluência: a que se dá entre as disciplinas pedagógicas e as de conteúdo específico (Matemática) e também a que diz respeito ao encontro do discurso teórico sobre Matemática e Educação e a realidade concreta da sala de aula. Entre os objetivos da disciplina encontram-se: - uma reflexão crítica sobre as concepções a respeito da Matemática partilhadas pelos licenciandos, bem como sobre a influência de tais concepções sobre a prática pedagógica; - a articulação entre os temas tratados nas disciplinas pedagógicas e os conteúdos matemáticos do restante do currículo da Licenciatura; O estabelecimento de pontes entre os conteúdos das diversas disciplinas do currículo da Licenciatura e aqueles que os licenciandos irão lecionar na escola básica; - a conscientização sobre a situação do ensino de Matemática no Brasil e em outros países, por meio de contatos com currículos, programas e outros materiais didáticos; - a pratica efetiva do ensino de Matemática, por meio de estágios supervisionados, aulas simuladas, docência orientada, bem como de outros trabalhos diretamente relacionados com a ação docente.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
44402 - Nilson Jose Machado
10625191 - Raquel Milani
1696002 - Vinicio de Macedo Santos
 
Programa Resumido
Concepções sobre a Matemática e conseqüências para o ensino; Abordagem crítica de temas selecionados entre os conteúdos a serem ensinados na Escola Básica; Materiais didáticos para o ensino de Matemática; Planejamento e avaliação de atividades didáticas em Matemática.
 
 
 
Programa
I-1 Matemática: concepções e conseqüências para o ensino a) Matemática, História e Filosofia da Ciência b) Matemática e Língua Materna: análise das interrelações I-2 Matemática Elementar: uma abordagem crítica de temas selecionados a) Conteúdos programáticos da escola básica numa perspectiva da Matemática Superior b) Tópicos especiais: abordagens alternativas I-3 Materiais didáticos no ensino de Matemática: funções a) Materiais convencionais: livros, cadernos, periódicos b) Jogos, recursos tecnológicos, materiais alternativos I-4 Planejamento e avaliação de atividades didáticas em Matemática: estratégias a) Análise de conteúdos e preparação de atividades específicas b) Relações entre planejamento e avaliação: mapas de relevância PCC: - Atividades realizadas em eventos acadêmicos na universidade e relacionadas a temas do programa da disciplina como, por exemplo: oficinas, minicursos, workshops, exposições, palestras, vídeos, filmes. - Monitoria em eventos voltados para a capacitação de professores para o ensino de Matemática realizados na Universidade ou na escola; - Visitas a exposições, feiras, museus, escolas, teatro desde que relacionadas com as temáticas do ensino de Matemática na educação básica - Leituras adicionais de textos sobre temáticas afins com o programa da disciplina e elaboração de textos relacionados.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Os trabalhos a serem desenvolvidos incluem atividades diversificadas, como Instrumentações para o Ensino, Aulas simuladas, Trabalhos em Grupo, pequenos Projetos de Pesquisa, leitura de livros ou artigos, preparação de materiais didáticos, preparação de atividades para os estágios, entre outras. Instrumentações para o ensino - Têm a forma de aulas expositivas dialogadas, ministradas pelo professor responsável, abordando tema relativo ao conteúdo da disciplina. Ao final do semestre letivo, os alunos deverão submeter-se a uma prova escrita sobre os temas abordados nas Instrumentações. Aulas Simuladas - São atividades a serem realizadas em classe pelos licenciandos, com orientação do professor responsável. Cada aluno deverá apresentar uma aula para os demais colegas, apresentando um tema relacionado com o currículo da escola básica com uma forma de abordagem inovadora. Projetos de Pesquisa - São pequenos trabalhos de investigação realizados por um grupo de 3 a 5 alunos, ao longo do semestre letivo, sobre um tema de caráter problemático, envolvendo a busca da resposta a uma ou mais questões inicialmente formuladas pelo grupo. Ao final do semestre, o produto final da investigação será um relatório, a ser apresentado em sala de aula. Leituras - Cada um dos licenciandos deverá escolher um livro que considere relacionado com a formação do professor de Matemática, e após uma leitura crítica, apresentá-lo aos colegas em classe, de modo a convencê-los da importância da referida leitura. Estágios - Os alunos deverão realizar Estágios, supervisionados pelo professor (60h por semestre). É imprescindível que uma parte das atividades de estágio seja realizada em escolas da rede pública, entre as quais se inclui a Escola de Aplicação da FEUSP. Relatos de situações de interesse coletivo ocorridas durante as atividades de Estágio deverão ocorrer em algumas das aulas da disciplina, para possibilitar uma discussão conjunta e uma troca de experiências. Cada aluno apresentará um Relatório Final circunstanciado sobre as atividades de Estágio desenvolvidas ao longo de cada semestre.
Critério
Todas as atividades desenvolvidas, tanto individualmente quanto em grupo, serão consideradas na Avaliação Final dos alunos. Dada a natureza da disciplina, a freqüência às aulas e a participação efetiva nas mesmas são fundamentais para o bom andamento dos trabalhos, sendo levadas em conta na Avaliação. A ponderação das diversas atividades será realizada a cada semestre, sendo fixada no início das aulas, e podendo variar de um semestre para outro. Um exemplo de atribuição de valores às atividades é o seguinte: Prova sobre as Instrumentações: 20% (2,0) Relatório circunstanciado das atividades de Estágio: 20% (2,0) Apresentação de Leituras em classe: 15% (1,5) Apresentação de Aula Simulada: 15% (1,5) Apresentação do Projeto de Pesquisa: 20% (2,0) Participação em classe: 10% (1,0) TOTAL: 100% (10,0)
Norma de Recuperação
Serão fixadas na época adequada, em função das atividades efetivamente realizadas
 
Bibliografia
     
BARKER, S. – Filosofia da Matemática. Rio de Janeiro: Zahar, 1976.
BOYER, C. B. – História da Matemática. São Paulo: Edgard Blücher, 1974.
BRUMFIEL-KRAUSE – Elementary mathematics for teachers. London: Addison-Wesley, 1969.
BUTLER and WREN – The teaching of secondary mathematics. New York: McGraw-Hill, 1965.
BRONOWSKI, J. – O senso comum da Ciência. São Paulo: Edusp/Itatiaia, 1979.
CARAÇA, B. J. – Conceitos Fundamentais da Matemática. Lisboa: Gradiva, 1998.
COSTA, M. A. – As idéias fundamentais da Matemática. São Paulo: Edusp, 1971.
COURANT, R., and ROBBINS, H. - O que é a Matemática? Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2000
DEVLIN, K. – O gene da Matemática. Rio de Janeiro: Record, 2004.
__________ - Mathematics – The Science of Patterns. New York: Scientific American Library, 1994.
EVES, H. – Introdução à História da Matemática. Campinas: Edit da UNICAMP, 2004.
FREUDENTHAL, H. – Perspectivas da Matemática. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.
IFRAH, G. – História Universal dos Algarismos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997.
LIMA, E. L. et alii – A Matemática do Ensino Médio. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Matemática, 1999.
LIONNAIS, F. (org.) – Las grandes corrientes del pensamiento matemático. Buenos Aires: Universitária, 1962.
MACHADO, N. J. – Matemática e realidade. São Paulo: Cortez, 1987.
_________ - Matemática e Língua Materna. São Paulo: Cortez, 1990.
__________ - Epistemologia e Didática. São Paulo: Cortez, 1995.
MACHADO, N. J., CUNHA, M. O. – Lógica e linguagem cotidiana. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.
MENNINGER, K. – Number words and number symbols. A cultural History of Numbers. New York: Dover, 1992.
MLODINOW, L. – A janela de Euclides. São Paulo: Geração Editorial, 2004.
SAUTOY, M. du – A música dos números primos. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 2007.
VAN-HIELE, P. Structure and insight: a theory of mathematics education. N. York: Academic Press, 1986.
WILDER, R. L. – Evolution of mathematical concepts. London: Open University, 1973.

REVISTA DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA. Sociedade Brasileira de Matemática, São Paulo
(Todos os números)
REVISTA EDUCAÇÃO E MATEMÁTICA. Associação dos Professores de Matemática. Lisboa
(Todos os números)
O Esta é uma bibliografia geral, de referência: para cada atividade da disciplina, será sugerida uma bibliografia específica.
 

Clique para consultar os requisitos para EDM0427

Clique para consultar o oferecimento para EDM0427

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP