Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Educação
 
Metodologia do Ensino e Ed Comparada
 
Disciplina: EDM0671 - Educação Infantil e Sociedade
EDM0671 2 Pre-School Education and Society

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2019 Desativação:

Objetivos
Analisar o desenvolvimento da educação infantil no Brasil e em outros países: origem, políticas, objetivos e funções, a partir da história da infância e das instituições infantis. Refletir sobre diferentes concepções de infância e respectivas propostas governamentais de educação infantil. Refletir sobre alguns antagonismos presentes na elaboração de uma política integrada para a infância brasileira. Refletir sobre os diferentes atores responsáveis pela formulação de políticas para a infância, destacando o papel dos professores que atuam diretamente com a criança, as concepções de infância e a natureza das propostas pedagógicas. Comparar diferentes políticas de educação infantil e de formação de educadores para este nível da Educação Básica. Analisar diferentes expectativas sobre o papel social da educação infantil.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2096401 - Maria Letícia Barros Pedroso Nascimento
6577784 - Patricia Dias Prado
 
Programa Resumido
O curso analisa a história da educação infantil no Brasil e as concepções de infância construídas socialmente. Apresenta experiências internacionais e nacionais de educação infantil. Discute objetivos, funções e políticas a partir da história da infância e das instituições infantis. Destaca as políticas públicas de creches, pré-escolas e centros de educação infantis e identifica o papel que a escola, família e comunidade desempenham na educação da criança de 0 a 6 anos. Merecem atenção questões relativas à mulher, ao trabalho feminino e aos direitos da criança, da mulher e do trabalhador. Constituem atividades de Prática como Componente Curricular: elaboração de projetos de investigação com coleta, organização e análise de dados obtidos em instituições de educação infantil nacionais e internacionais; elaboração de relatórios relacionando os conteúdos presentes nas instituições de educação infantil com fundamentos da educação e práticas pedagógicas historicamente constituídos; estudos comparados.
 
 
 
Programa
Educação Infantil no Brasil: origem, instituições e políticas. Concepções de infância na relação com os objetivos e funções da Educação da Criança de 0 a 6 anos. Políticas de educação infantil: experiências concretas nacionais e internacionais. A criança como sujeito de direitos e a repercussão na educação infantil. Diferentes contextos de educação da pequena infância.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas teóricas, trabalhos em pequenos grupos, apresentação de pesquisas.
Critério
Trabalhos em pequenos grupos; debates; avaliação final.
Norma de Recuperação
Pesquisa sobre os temas abordados
 
Bibliografia
     
ARIÉS, P. História social da criança e da família. Rio de Janeiro: Zahar, 1981 ARROYO, M. O significado da infância. In I Simpósio Nacional de Educação Infantil. Anais. Brasília: MEC, 1994 CAMPOS, Maria Malta. ROSEMBERG, F.; FERREIRA, I. M. Creches e pré-escolas no Brasil. São Paulo, Cortez, Fundação Carlos Chagas, 1993. CHAMBOREDON, Jean Claude & PREVÓT, Jean. O "ofício da criança". Definição social da primeira infancia e funções diferenciadas da escola maternal. Cadernos de Pesquisa, n. 59, p. 32-56, nov. 1986. CONSULTA sobre qualidade da Educação Infantil: o que pensam e querem os sujeitos deste direito. São Paulo: Cortez, 2006 CORSARO, W. A reprodução interpretativa no brincar ao faz de conta das crianças. In Educação, Sociedade e Culturas. Porto: Afrontamento, 1994. p.113-134 DAHLBERG, G.; MOSS, P.; PENCE, A. Qualidade na educação da primeira infância. Porto Alegre: Artmed, 2003. FARIA, Ana Lúcia Goulart. Da escola materna à escola da infância a pré-escola na Itália hoje. Cadernos Cedes, n. 37, p. 63-100, 1996. FARIA, Ana Lúcia Goulart. Origens da pré-escola pública municipal na cidade de São Paulo: os parques infantis de Mario de Andrade (1935-1938). Proposições, n. 17, 1995. FARIA, Ana Lúcia Goulart. A contribuição dos parques infantis de Mário de Andrade para a construção de uma pedagogia da educação infantil. Educação e Sociedade, dez. 1999, vol.20, no.69, p.60-91. FARIA, Ana Lúcia G. de et al. (orgs.) Por uma cultura da infância. Campinas: Autores Associados, 2002 HADDAD, L. A creche em busca de identidade. São Paulo, Loyola, 1991 HADDAD, Lenira. Políticas integradas de educação e cuidado infantil: desafios, armadilhas e possibilidades. Cadernos de Pesquisa, Dez 2006, vol.36, no.129, p.519-546. HEYWOOD, C. Uma história da infância. Porto Alegre: Artmed, 2004. KAPPEL, Maria Dolores Bombardelli; CARVALHO, Maria Cristina ; KRAMER, Sonia. Perfil das crianças de 0 a 6 anos que freqüentam creches, pré-escolas e escolas. Revista Brasileira de Educação. São Paulo: ANPED; Campinas: Autores Associados, n°16, pp.35-47, 2001. KISHIMOTO, Tizuko Morchida. Escolarização e brincadeira na educação infantil. In: SOUSA, Cynthia Pereira de (org.) História da Educação. Processos, práticas e saberes. São Paulo: Escrituras, 1998, p. 1123:138. KISHIMOTO, Tizuko Morchida. O primeiro jardim-de-infância público do estado de São Paulo e a pedagogia froebeliana. Educação e Sociedade, ano XVII, dezembro 1996, p: 452-475. KISHIMOTO, Tizuko Morchida. A Educação Infantil no Japão. Cadernos CEDES, n. 37, p. 23-44, 1 ed., 1995 KISHIMOTO, Tizuko Morchida. A pré-escola em São Paulo (1877-1940). São Paulo, Loyola, 1988. KRAMER, S. A política do pré-escolar no Brasil. São Paulo: Cortez, 1995 (5 ed.) KUHLMANN Jr., M. Infância e Educação Infantil: uma abordagem histórica. Porto Alegre: Mediação, 1998 MACHADO, Maria Lúcia de A. (org.) Encontros e desencontros na educação infantil. São Paulo: Cortez, 2002 MOLLO-BOUVIER, Suzane. Transformação dos modos de socialização das crianças: uma abordagem sociológica. In Educação e Sociedade 91. Campinas, 2005 MINISTÉRIO da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Coordenação Geral da Educação Infantil. Política Nacional de Educação Infantil: pelo direito das crianças de zero a seis anos à Educação. Brasília: MEC/SEF/DPE/COEDI, 2006. MINISTÉRIO da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Coordenação Geral da Educação Infantil. Parâmetros Nacionais de Qualidade para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEF/DPE/COEDI, 2006 MINISTÉRIO da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Coordenação Geral da Educação Infantil. A educação infantil no Brasil: 1994-2001. Brasília, 2001. MINISTÉRIO da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Coordenação Geral da Educação Infantil. Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças. Brasília: MEC/SEF/DPE/COEDI, 1995. MINISTÉRIO da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Coordenação Geral da Educação Infantil. Educação Infantil no Brasil: situação atual. Brasília: MEC/SEF/DPE/COEDI, 1994. MINISTÉRIO da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Coordenação Geral da Educação Infantil. Política Nacional de Educação Infantil. Brasília: MEC/SEF/DPE/COEDI, 1994. NASCIMENTO, Maria Letícia B. P. Creches: caminhos de inclusão e exclusão da pequena infância In: NASCIMENTO, Maria Letícia B. P. (Org.), SAETA, Beatriz Regina Pereira(Org.). Inclusão e Exclusão múltiplos contornos da educação brasileira São Paulo : Expressão e Arte, 2006, p. 119-133. NASCIMENTO, Maria Letícia. Panorama das concepções e representações da infância: invenção, naturalização e complexidade. In: SOUZA NETO, João Clemente de; NASCIMENTO, Maria Letícia B.P.; SAETA, Beatriz Regina P. (Org.). Infância: violência, instituições e políticas públicas - vol.2. São Paulo: Expressão e Arte, 2007, v. 2, p. 75-96 QUINTEIRO, Jucirema. A emergência de uma sociologia da infância no Brasil. Comunicação apresentada na 26ª Reunião Anual da ANPEd, outubro/2003. Disponível no site www.anped.org.br OLIVEIRA E SILVA, Isabel. Educação infantil no coração da cidade. São Paulo: Cortez, 2008. ROCHA, Eloísa A.C. A pedagogia e a educação infantil. Revista Brasileira de Educação nº 16. Campinas: Autores Associados, 2001, p. 27-34 ROSEMBERG, Fulvia. Organizações multilaterais, estado e políticas de educação infantil. Cadernos de Pesquisa. São Paulo, n.115, 2002, p.25-63. ROSEMBERG, Fulvia. Educação Infantil, classe, raça e gênero. Cadernos de Pesquisa, nº 96, p. 56-65, 1996. ROSEMBERG, Fulvia. Raça e educação inicial. Cadernos de Pesquisa, nº 77, p. 25-34, 1991. ROSEMBERG, Fulvia. O movimento de mulheres e a abertura política no Brasil: o caso da creche. In Creche. Cortez/FCC, 1989, p. 90-103. ROSEMBERG, Fulvia. 0 a 6: desencontros de estatísticas e atendimento. Cadernos de Pesquisa, 71, 36-48, 1989. ROSEMBERG, Fulvia; CAMPOS, Maria Malta (orgs.). Creches e Pré-Escolas no Hemisfério Norte. São Paulo: Cortez: Fundação Carlos Chagas, 1994. SARMENTO, M. J. As crianças e a infância: definindo conceitos, delimitando o campo. In PINTO, M. & SARMENTO, M. As crianças: contextos e identidades. Braga: Centro de Estudos da Criança/ Universidade do Minho, 1997 SECRETARIA Municipal de Educação. PMSP. Escola Municipal. 50 anos de pré-escola municipal. São Paulo, v. 18, n. 13, 1985. TIRIBA, Lea. Pensando mais uma vez e reinventando as relações entre creche e família. In GARCIA, R. L.; LEITE FILHO, A (orgs.) Em defesa da educação infantil. Rio de Janeiro: DP&A, 2001, pp. 59-80 (Coleção O sentido da Escola) UNESCO. Os serviços para a criança de 0 a 6 anos no Brasil: algumas considerações sobre o atendimento em creches e pré-escolas e sobre a articulação de políticas. Brasília: UNESCO, 2003
 

Clique para consultar os requisitos para EDM0671

Clique para consultar o oferecimento para EDM0671

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP