Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Educação Física e Esporte
 
Pedag do Mov do Corpo Humano
 
Disciplina: EFP0129 - Pedagogia de Modalidades de Combate, Lutas e Artes Marciais

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2009 Desativação:

Objetivos
Ao final do curso o aluno deverá ser capaz de adaptar as atividades das lutas, artes marciais e modalidades de combate para atender os objetivos da Educação Física escolar ou como meio para melhoria da aptidão física de pessoas envolvidas em programas de Educação Física não escolar, além de possibilitar a compreensão e aplicação de conhecimentos para elaboração de treinamento físico e técnico-tático de atletas, assim como ser capaz de organizar e promover eventos dessas modalidades.
 
Docente(s) Responsável(eis)
394629 - Emerson Franchini
 
Programa Resumido
Discutir e preparar os discentes para adaptação das atividades motoras típicas de lutas, artes marciais e modalidades de combate em programas de educação física escolar e não escolar, bem como proporcionar conhecimentos aplicados à preparação física e técnico-tática de atletas e a organização e promoção de eventos de modalidades de combate.
 
Programa
1. Lutas, Artes Marciais, Modalidades de Combate, Educação Física e Esporte.
2. Significados e objetivos das Lutas, Artes Marciais e Modalidades de Combate.
3. Histórico e evolução das Lutas, Artes Marciais e Modalidades de Combate.
4. Princípios operacionais e classificação das Lutas, Artes Marciais e Modalidades de Combate.
5. Lutas, Artes Marciais e Modalidades de Combate: questões éticas.
6. Processo ensino-aprendizagem de habilidades motoras típicas das Lutas, Artes Marciais e Modalidades de Combate.
7. Demanda fisiológica das Lutas, Artes Marciais e Modalidades de Combate e sua adequação a programas de condicionamento físico.
8. Modalidades de Combate: preparação física do atleta.
9. Modalidades de Combate: preparação técnico-tática.
10. Modalidades de Combate: organização e promoção de eventos.
 
Avaliação
     
Método
Aulas teóricas, práticas, leituras selecionadas e trabalhos.
Critério
Atividades discentes – assistência às aulas expositivas, participação em aulas práticas, preparação de relatórios e trabalhos; Critérios de avaliação do aprendizado – realização de tarefas e relatórios (30%), uma prova escrita (30%) e um trabalho final (40%); Média do semestre = (tarefas e relatórios x 0,3) + (prova escrita x 0,3) + (trabalho final x 0,4)
Norma de Recuperação
Não possui 2º avaliação.
 
Bibliografia
     
Ahmaidi, S.; Portero, P.; Calmet, M.; Lantz, D.; Vat, W.; Libert, J.P. Oxygen uptake and cardiorespiratory responses during selected fighting techniques in judo and kendo. Sports Medicine, Training and Rehabilitation, v.9, n.2, p.129-39, 1999.
Back, A.; Kim, D. The future course of the Eastern martial arts. Quest, v.36, p.7-14, 1984.
Brown, D.; Johnson, A. The social practice of self-defense martial arts: applications for physical education. Quest, v.52, p.246-59, 2000.
Cox, J.C. Traditional Asian martial arts training: a review. Quest, v. 45, p.366-388, 1993.
Daniels, K.; Thornton, E. W. An analysis of the relationship between hostility and training in the martial arts. Journal of Sports Sciences, v. 8, p. 95-101, 1990.
Daniels, K.; Thornton, E. W. Length of training, hostility and the martial arts: a comparison with other sporting groups. British Journal of Sports Medicine, v. 26, n. 03, p. 118-120, 1992.
Donohue, J.J. Modern educational theories and traditional Japanese martial arts training methods. Journal of Asian Martial Arts, v.14, n.2, p.8-29, 2005.
Franchini, E. Análise e ensino do judô. In: Go Tani; Jorge Olímpio Bento; Ricardo Demétrio de Souza Petersen. (Org.). Pedagogia do Desporto. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. p. 384-398.
Franchini, E. As modalidades de combate nos Jogos Olímpicos. In: Miguel de Moragas; Lamartine Pereira DaCosta. (Org.). Universidade e Estudos Olímpicos. Barcelona: Centre d'Estudis Olímpics, Servei de Publicacions, 2007. p. 716-724.
Franchini, E. Bases para a detecção e promoção de talentos na modalidade judô. In: INDESP / Ministério do Esporte e Turismo. (Org.). I Prêmio INDESP de Literatura Esportiva. Brasília: INDESP - Imprensa Oficial, 1999. p. 15-104.
Franchini, E.; Takito, M.Y.; Rodrigues, F.B.; Manoel, E.J. Considerações sobre a inclusão de atividades motoras típicas de artes marciais em um programa de Educação Física. Proceedings do II Congresso de Iniciação Científica da Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo, 1995. p. 65-69.
Franchini, E. Judô: desempenho competitivo. Barueri: Editora Manole, 2001.
Gomes, F.R.F.; Meira Jr., C.M.; Franchini, E.; Tani, G. Specificity of practice in acquisition of the technique of o-soto-gari in judo. Perceptual and Motor Skills, v.95, p.1248-1250, 2002.
Kozub, F.M.; Kozub, M.L. Teaching combative sports through tactics. Joperd, v.75, n.8, p.16-21, 2004.
Lehmann, G. Le capacità coordinative e la tecnica negli sport di combattimento. Sds - Rivista di Cultura Sportiva, anno 3, n. 2, p. 50-53, 1984.
Lehmann, G. La resistenza negli sport di combattimento. Sds - Rivista di Cultura Sportiva, anno 16, n. 38, p. 19-25, 1997.
Monahan, M. The practice of self-overcoming: Nietzschean reflections on the martial arts. Journal of the Philosophy of Sport, v. 34, p. 39-51, 2007.
Olivier, J.C. Das brigas aos jogos com regras: enfrentando a indisciplina na escola. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.
Perrot, C.; Deviterne, D.; Perrin, P. H. Influence of training on postural and motor control in a combative sport. Journal of Human Movement Studies, v. 35, p. 119-136, 1998.
Poliakoff, M.B. Combat Sports in the Ancient World: Competition, Violence, and Culture. Yale University Press, 1987.
Saeki, T. The conflict between tradition and modernization in a sport organization: a sociological study of issues surrounding the organizational reformation of the all Japan Judo Federation. International Review for Sociology of Sport, v.29, n.3, p.301-15, 1994.
Sayenga, D. The problem of wrestling “styles”in the Modern Olympic Games – a failure of Olympic Philosophy. Citius, Altius, Fortius, n.3, p.19-29, 1995.
Terry, C.; Barclay, D.K.; Patterson, T.; Stecker, M.M. Physiologic study of pressure point techniques used in the martial arts. Journal of Sports Medicine and Physical Fitness, v.39, p.328-35, 1999.
Theeboom, M.; De Knop, P. Asian martial arts and approaches of instruction in Physical Education. European Journal of Physical Education, v. l4, n.2, p.146-161, 1999.
Twemlow, S. W.; Lerma, B. H.; Twemlow, S. W. An analysis of students’ reasons for studying martial arts. Perceptual and Motor Skills, v. 83, p. 99-103, 1996.
Unterharnscheidt, F.; Taylor-Unterharnscheidt, J. Boxing – medical aspects. Hardbound, 2003.
Vecchio, F. B.; Franchini, E. Lutas, artes marciais e esportes de combate: possibilidades, experiências e abordagens no currículo de educação física. In: Samuel de Souza Neto; Dagmar Hunger. (Org.). Formação profissional em Educação Física: estudos e pesquisas. 1 ed. Rio Claro: Biblioética, 2006, v. 1, p. 99-108.
Winkle, J.M.; Ozmun J.C. Martial arts: an exciting addition to the Physical Education curriculum. JOPERD, v. 74, n.4, p.29-35, 2003.
 

Clique para consultar os requisitos para EFP0129

Clique para consultar o oferecimento para EFP0129

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP