Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
 
Enf Materno-infantil e Saúde Pública
 
Disciplina: ERM0128 - Saúde Ambiental
Environmental Health

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2022 Desativação:

Objetivos
Contribuir para o desenvolvimento de competências do enfermeiro, na área da Saúde Ambiental. Contribuir para a compreensão das relações entre saúde humana e ambiental num contexto sanitário, político, econômico e cultural.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
3170163 - Susana Segura Muñoz
 
Programa Resumido
Promover a aquisição de conhecimentos sobre condições ambientais e sua relação com a saúde humana, no contexto dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e do Conceito de Saúde Única.
 
 
 
Programa
Introdução à Saúde Ambiental no contexto da Enfermagem 2. Vigilância Ambiental em Saúde no contexto da Vigilância em Saúde e da Atenção Primária em Saúde. 3. Saneamento Ambiental 4. Água de abastecimento urbano e Tratamento de águas residuárias, significados para a saúde pública. 5. Resíduos sólidos urbanos no contexto da saúde pública. 6. Resíduos de serviços de saúde, gerenciamento e significados para o profissional de saúde. 7. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.


Saberes Cognitivos:

1. Saúde Ambiental no contexto da Enfermagem: Conceito, abrangência e relevância atual na formação do profissional da saúde. Condicionantes socioambientais no processo saúde-doença. Conceito de Saúde Única e Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. 2. Vigilância Ambiental em Saúde no contexto da Vigilância em Saúde e da Atenção Primária em Saúde. 3. Abastecimento de Água para a população: Disponibilização de recursos hídricos no planeta, conceitos de acesso à água, problemática da distribuição de água na população (falta de acesso, intermitência, desperdício), Sistemas de Tratamento de Água. 4. Águas Residuárias: fontes de esgoto, sistemas de coleta e tratamento de esgoto, situação atual no âmbito nacional, problemas para a saúde humana decorrentes da falta de coleta e tratamento do esgoto. Doenças de veiculação hídrica. 5. Qualidade do ar: Fontes de poluição, agentes químicos e biológicos, conceito de poluição indoor e outdoor e sua relação com a saúde pública e enfermagem 6. Resíduos Sólidos Urbanos: Conceitos de Resíduo sólido, problemática atual da gestação de resíduos sólidos urbanos, etapas do gerenciamento de resíduos sólidos urbanos, sistemas de disposição de resíduos sólidos urbanos, doenças transmitidas pelo inadequado manuseio, gerenciamento e disposição dos resíduos urbanos no Brasil, Política nacional de Resíduos Sólidos. 8. Resíduos de Serviços de Saúde (RSS). Definição conceitual, marco legal do gerenciamento de RSS. Classificação e do manejo dos RSS. Significado para o profissional de Enfermagem.

Saberes Procedimentais:

1. Contextualizar a significado da Saúde Ambiental no âmbito das atribuições do profissional da saúde para o cuidado individual e coletivo. 2. Compreender as Ações da Vigilância Ambiental em Saúde e sua relação com o profissional de enfermagem. Compreender as ações da Vigilância em Saúde no Âmbito da Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica e Vigilância em Saúde Ambiental. 3. Discutir o conceito ampliado de saneamento ambiental e discutir a situação atual do saneamento ambiental no Brasil. 4. Discutir questões relacionadas ao acesso à água potável pela população e seus significados no âmbito da saúde pública. Compreender o funcionamento de sistemas de tratamento de Água de Abastecimento Urbano e significado no marco da saúde pública. 5. Reconhecer a importância do gerenciamento de esgoto. Compreender o funcionamento de sistemas de tratamento de esgoto e significado no marco da saúde pública. 6. Discutir os diferentes contextos da poluição atmosférica, seus efeitos na saúde e como o profissional da enfermagem pode atuar na promoção de saúde 7. Discutir a situação do gerenciamento de resíduos sólidos urbanos. Identificar sistemas de disposição de resíduos urbanos. 8. Estudar o Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde. Discussão do Marco Legal do gerenciamento de RSS. Discussão da classificação e do manejo dos RSS. Atividade Prática sobre RSS e Princípios de Biossegurança com reconhecimento de materiais e simulação. 9. Compreender a saúde ambiental no marco conceitual da Saúde Única e dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

Saberes Atitudinais:

Espera-se que o aluno tenha participação ativa na formação e que no final da disciplina tenha construído um conhecimento básico sobre Saúde Ambiental e sua interseção na Saúde Pública e na atuação do profissional da saúde.

Método de Ensino:

Serão ministradas aulas teóricas dialogadas, complementadas da leitura prévia de textos. Serão utilizados recursos audiovisuais diversificados para cada tema abordado, atividades práticas em laboratório e técnicas de dinâmica de grupo. Os alunos deverão participar de atividades grupais a serem planejados e apresentados em sala de aula, com a supervisão do docente responsável, visando uma maior aproximação do aluno com a realidade prática do tema abordado, em processos de educação em saúde.
 
 
 
Avaliação
     
Método
A avaliação será baseada em: 1. Aplicação de 01 Prova Escrita, com valor de 10 pontos (Peso 5) 2. Média aritmética do desenvolvimento de 03 Estudos Dirigidos sobre temáticas abordadas durante a disciplina, com valor de 10 pontos (Peso 5).
Critério
Será aprovado, com direito aos créditos correspondentes, o aluno que obtiver nota final igual ou superior a cinco e tenha, no mínimo, setenta por cento de frequência na disciplina (art. 84, RG).
Norma de Recuperação
Os alunos que não alcançarem nota final de aprovação, mas que tiverem obtido frequência mínima de setenta por cento e nota final não inferior a três, poderão efetuar recuperação. A nota final, após a recuperação, será obtida calculando-se a média aritmética da nota obtida na disciplina e a nota da recuperação. Para aprovação, o resultado deverá ser igual ou superior a cinco.
 
Bibliografia
     
ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Resolução RDC n. 222 de 28 de março de 2018. Regulamenta as boas práticas de Gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde e dá outras providências. Diário Oficial da União, 28 de março de 2018.

BEZERRA, A. C. V. Vigilância ambiental em saúde no Brasil: heranças e desafios. Saúde e Sociedade, 26, n. 4, p. 1044-1057, 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 05 de 28 de setembro de 2017. Dispõe sobre os “Padrões de Potabilidade de Água”. Brasília, DF.

CARVALHO, A. P. M.; SILVA, J. N.; SANTOS, V. S.; FERRAZ, R. R. Avaliação dos parâmetros de qualidade da água de abastecimento alternativo no distrito de Jamacuru em Missão Velha-CE. Revista de Iniciação Científica, Tecnológica e Artística, v. 7, n. 1, p. 35-51, 2017.

COSTA, M. B.; SANTOS, R. F S.; BATAGHIN, F. A.; ANDRADE, J. H.; FAJARDO, R. D. C. A.; BRASSOLATI, T. F. Z.; SOARES, T. M. Z.; TOLEDO, J. C. Resíduos de serviços de saúde: acomodação, tratamento e disposição final. Revista Interdisciplinar de Tecnologias e Educação, v. 3, n. 1, 2017.

FERREIRA, A. Gestão de resíduos sólidos urbanos em municípios do Paraná. Revista Capital Científico-eletrônica, v. 16, n. 2, p. 105-119, 2018.

NAÇÕES UNIDAS. Indicadores Brasileiros para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Disponível em: https://odsbrasil.gov.br/ Acesso em: 20 de março de 2021.

PHILIPPI JR., A. (org.). Saneamento, saúde e ambiente: fundamentos para um desenvolvimento sustentável. Universidade de São Paulo. Barueri, SP: Ed. Manole, 2005.

RAZZOLINI, M. T. P.; GUNTHER, W. M. R. Impactos na Saúde das deficiências de Acesso a Água. Revista Saúde e Sociedade. v.17, p. 21-32, 2008.

SALDIVA, P. Meio Ambiente e Saúde: o desafio das metrópoles. Instituto Saúde e Sustentabilidade, São Paulo: Ex-libris Comunicação Integrada, 2010. 

SCHIRMER, W. N.; PIAN, L. B.; SZYMANSKI, M. S. E.; GAUER, M. A. A poluição do ar em ambientes internos e a síndrome dos edifícios doentes. Ciência e Saúde Coletiva, v. 16, n. 8, p. 3583-3590, 2011.

SIMÃO, N. M.; NEBRA, S. A.; MELLO SANTANA, P. H. A educação para o consumo sustentável como estratégia para redução de resíduos sólidos urbanos. Brazilian Journal of Animal Environmental Research, v. 4, n. 1, p. 1007-1020, 2021.

TORRES, L. M.; PINHEIRO, C. P. S.; AZEVEDO, S. D.; RODRIGUES, P. R. S.; SANDIM, D. P. R. Poluição atmosférica nas cidades brasileiras: uma breve revisão dos impactos na saúde pública e meio ambiente. Naturae, v. 2, n. 1, p. 23-33, 2020.
 

Clique para consultar os requisitos para ERM0128

Clique para consultar o oferecimento para ERM0128

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP