Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
 
Enf Materno-infantil e Saúde Pública
 
Disciplina: ERM0303 - Cuidado Integral à Criança e ao Adolescente
Comprehensive Care to children and adolescents

Créditos Aula: 8
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 150 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2018 Desativação:

Objetivos
Identificar necessidades de saúde e necessidades humanas básicas (individuais e coletivas) e de organização/gestão do cuidado integral e serviços de saúde. Formular e elaborar problemas de saúde, considerando as dimensões biológicas, psicológicas e socioculturais presentes no processo saúde-doença, executando e avaliando as ações, no contexto do cuidado à criança e ao adolescente hospitalizados e sua família.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
497332 - Adriana Moraes Leite
77591 - Carmen Gracinda Silvan Scochi
909344 - Luciana Mara Monti Fonseca
684629 - Lucila Castanheira Nascimento
1484103 - Maria Cândida de Carvalho Furtado
1571591 - Marta Angélica Iossi Silva
89413 - Regina Aparecida Garcia de Lima
 
Programa Resumido
Esta disciplina esta centrada no desenvolvimento de atributos (conhecimentos, habilidades e atitudes) para a realização de ações voltadas ao cuidado integral às necessidades individuais, coletivas e gestão do cuidado em saúde/enfermagem e de serviços com foco na atenção à criança e ao adolescente. Os cenários de ensino-aprendizagem são hospital secundário/terciário.
 
 
 
Programa
Saberes Cognitivos:
1) Cuidado integral de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescentes hospitalizados, no processo saúde doença, por meio da aplicação das etapas do processo de enfermagem - coleta de dados (entrevista, exame físico), diagnóstico de enfermagem; planejamento; implementação e avaliação, segundo o referencial teórico Wanda Horta (necessidades humanas básicas), utilizando os sistemas de linguagem padronizadas (SLP), NANDA-I, NOC, NIC.
2) Cuidado de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias, fundamentado em referenciais teóricos da enfermagem familiar: modelo de crenças na família, enfermagem familiar na promoção de saúde de famílias; Family management.
3) Cuidado de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias, fundamentado em referenciais do cuidado desenvolvimental, cuidado atraumático, apego mãe e filho;
4) Intervenções de enfermagem no recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados:
* manejo de vias aéreas e controle de vias aéreas artificiais (traqueostomia);
* manejo da manutenção da termorregulação (manuseio de incubadora, hipo e hipertermia);
* manejo de sondas gástrica (SNG, SOG, e Gastrostomia) e vesical (alívio e demora);
* manejo do aleitamento materno e alimentação;
* manejo de ostomias;
* manejo de acessos venoso, periférico e central (punção venosa periférica, CVC-TI, CVC-SI, CCIP)
* cuidados com a pele e higiene corporal;
* avaliação do crescimento e desenvolvimento (gráfico pôndero-estatural, antropometria e habilidades do desenvolvimento, a partir dos parâmetros de Denver);
* avaliação da situação vacinal em situação de hospitalização;
* manejo do ambiente e prevenção de acidentes;
5) Biossegurança e isolamento aplicados à prática clínica em unidades de internação pediátrica e neonatal:
* precauções padrão;
* precauções baseadas na transmissão (contato, gotícula e aerossol);
6) Organização da assistência em unidades de internação pediátrica, neonatal e alojamento conjunto (filosofia de cuidado, processo de trabalho, avaliação da estrutura física, recursos humanos e materiais - comparação com as Resoluções e Portarias Ministeriais que orientam a assistência)
7) Aspectos relevantes para o registro de enfermagem em prontuários, relacionados aos procedimentos desenvolvidos na prática clínica (entrevista, avaliação clínica, avaliação de procedimentos de enfermagem, diagnóstico de enfermagem, planejamento, implementação e avaliação do recém-nascido, criança e adolescentes hospitalizados).
8) Princípios da bioética aplicados ao cuidado de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias (participação da família no cuidado, processo de tomada de decisão, cuidados no fim da vida e cuidados paliativos).
9) Estudos clínicos com a utilização das fases do processos de enfermagem e Sistemas de Linguagens Padronizadas (SLP) e articulação dos conhecimentos advindos das ciências básicas e aplicadas.

Saberes Procedimentais:
1) Prestar cuidado integral de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescentes hospitalizados, no processo saúde doença, por meio da aplicação das etapas do processo de enfermagem - coleta de dados (entrevista, exame físico), diagnóstico de enfermagem; planejamento; implementação e avaliação, segundo o referencial teórico Wanda Horta (necessidades humanas básicas), utilizando os sistemas de linguagem padronizadas (SLP), NANDA-I, NOC, NIC.
2) Prestar cuidado de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias, fundamentado em referenciais teóricos da enfermagem familiar: modelo de crenças na família, enfermagem familiar na promoção de saúde de famílias; Family management.
3) Prestar cuidado de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias, fundamentado em referenciais do cuidado desenvolvimental, cuidado atraumático e apego mãe e filho;
4) Desenvolver intervenções de enfermagem em laboratórios e em cenários da prática clínica ao no recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados:
*Identificar necessidades de oxigenação, circulação, termorregulação, integridade tecidual, alimentação e hidratação, eliminação, percepção sensorial, sono e repouso, sexualidade, psicossocial e psicoespiritual.
* Implementar e avaliar os cuidados de enfermagem frente às necessidades identificadas;
*Avaliar o crescimento e desenvolvimento infantojuvenil, por meio da antropometria e utilização de gráficos pôndero-estatural.
* Avaliar as habilidades de desenvolvimento do recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados, de acordo com o parâmetros de desenvolvimento de Denver.
*Avaliar a situação vacinal em situação de hospitalização.
* Identificar necessidades de manejo do ambiente sensorial (ruído, luminosidade e manipulação) e de prevenção de acidentes.
* Implementar e avaliar cuidado de enfermagem relacionado ao manejo do ambiente sensorial e à prevenção de acidentes.
5) Aplicar conhecimento de biossegurança e isolamento no cuidado de enfermagem em unidades de internação pediátrica e neonatal:
6) Reconhecer aspectos inerentes à organização da assistência em unidades de internação pediátrica, neonatal e alojamento conjunto, a partir da comparação entre a realidade vivenciada e Resoluções e Portarias Ministeriais que orientam a assistência.
7) Registrar dados clínicos do diagnóstico, do planejamento, da implementação e da avaliação dos cuidados de enfermagem, desenvolvidos de acordo com os princípios éticos, conhecimento científico e normas para os registros de enfermagem propostas pelo COREn.
8) Reconhecer e aplicar os princípios da bioética no cuidado de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias.
9) Elaborar, apresentar e discutir estudos clínicos, com a utilização das fases do processos de enfermagem, Sistemas de Linguagens Padronizadas (SLP) e articulação dos conhecimentos advindos das ciências básicas e aplicadas.
10) Analisar os dados que compõem o prontuário do recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados (registros realizados pela equipe multiprofissional), para subsidiar o raciocínio clínico do processo de enfermagem.
11) Analisar os resultados de exames clínicos laboratoriais e exames diagnósticos complementares, para subsidiar o raciocínio clínico do processo de enfermagem.

Saberes Atitudinais:
1) Demonstrar atitude proativa para o cuidado de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias (atitude crítico-reflexiva, motivação e curiosidade para buscar e ampliar o conhecimento).
2) Demonstrar habilidades de comunicação na interação com o recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias, equipe de saúde, grupo de estudantes e facilitadores.
3) Demonstrar respeito nas interações com o recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias, equipe de saúde, grupo de estudantes e facilitadores.
4) Identificar e utilizar recursos para a prática segura no cuidado de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias.
5) Realizar cuidado humanizado ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias.
6) Demonstrar atitudes éticas no cuidado de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias.
7) Demonstrar capacidade para o cuidado de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias, de forma sistemática, com o estabelecimento de prioridades e utilização de recursos materiais e equipamentos disponíveis.
8) Demonstrar atitudes profissionais em relação à assiduidade, pontualidade e apresentação pessoal, de acordo com o ambiente hospitalar e de forma segura.
9) Registrar o cuidado de enfermagem prestado ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias, de forma a estabelecer a sua continuidade e gerar fonte de dados para a sua avaliação.
10) Apresentar habilidades e estratégias para realizar a Sistematização da Assistência de Enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente hospitalizados e suas famílias.

Método de Ensino:
Processo pedagógico que utiliza a aprendizagem significativa. O aluno é sujeito do processo ensino-aprendizagem, de modo a contribuir com a transformação social da realidade. O professor é o mediador deste processo e age valorizando o conhecimento prévio do estudante e não como detentor do saber.
Estratégias de ensino:
- Aulas expositivas dialogadas.
- Utilização de tecnologias educacionais digitais (softwares, serious game, sites, cartilhas, folders).
- Chat/Fórum.
- Laboratório de habilidades em saúde da criança, relativo aos cuidados de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente.
- Laboratório de simulação do cuidado de enfermagem ao recém-nascido, criança e adolescente.
- Discussão de casos clínicos.
- Atividades prático-clínicas.
Recurso pedagógico
- Ambiente virtual de aprendizagem Moodle.
 
 
 
Avaliação
     
Método
A avaliação formativa, que terá como referência os desempenhos esperados para a disciplina, será feita de forma sistemática, com registro e ciência do estudante. Constarão da avaliação o desempenho do estudante no pequeno grupo e no cenário de prática, exercício de avaliação cognitiva e o estudo clínico construído pelo estudante.
Critério
Será aprovado, com direito aos créditos correspondentes, o aluno que obtiver nota final igual ou superior a cinco e tenha, no mínimo, setenta por cento de frequência na disciplina (art. 84, RG).
Norma de Recuperação
Não está prevista 2ª avaliação.
 
Bibliografia
     
ALMEIDA, F. A.; SABATES, A. L. (orgs.). Enfermagem pediátrica: a criança, o adolescente e sua família no hospital. Barueri: Manole, 2008.

ALMEIDA, M.F.B.; GUINSBURG, R. Programa de reanimação neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria: condutas 2011. Disponível em: http://www.sbp.com.br/pdfs/PRN-SBP-Reanima%C3%A7%C3%A3oNeonatalFinal-2011-25mar11.pdf.

ALVES FILHO, N.; CORRÊA, M. D.; ALVES JÚNIOR, J. Perinatologia básica. 3ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara-Koogan, 2006.

AMERICAN HEART ASSOCIATION. Destaques da Diretrizes da American Heart Association 2015 para RCP e ACE. Disponível em: https://eccguidelines.heart.org/wp-content/uploads/2015/10/2015-AHA-Guidelines-Highlights-Portuguese.pdf 

AVERY, G.B. Neonatologia: fisiologia e tratamento do recém-nascido. 6ª ed. Rio de Janeiro: MEDSI, 2007.

BARACAT, F. F.; FERNANDES, Jr. H. J.; SILVA, M. J. (orgs.). Cancerologia atual: um enfoque multidisciplinar. São Paulo: Roca, 2000.

BEHRMAN, R. E.; KLIEGMAN, R. M.; JENSON, H. B. Nelson: Tratado de pediatria. 18ª ed. Elsevier, 2009.

BOWLBY, J. Cuidados maternos e saúde mental. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Atenção à saúde do recém-nascido: guia para profissionais de saúde – A Saúde do Recém-Nascido no Brasil/Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. – Brasília: Ministério da Saúde, 2011.4v.: il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicas). Disponível em: http://www.bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_recem_nascido_%20guia_profissionais_saude_v4.pdf.

BRASIL. Ministério da Saúde. Orientações básicas de atenção integral à saúde de adolescentes nas escolas e unidades básicas de saúde / Ministério da Saúde. 1. ed., Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2013.48 p. 

BRASIL. Ministério da Saúde. Orientações para o atendimento à saúde da adolescente (Meninas). 2ed. 2013. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/orientacoes_atendimento_saude_da_adolescente.pdf

BRASIL. Ministério da Saúde. Orientações para o atendimento à saúde da adolescente (Meninos). 2ed. 2013. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/orientacoes_atendimento_saude_do_adolescente.pdf

FONSECA, A.S. (Org). Enfermagem Pediátrica. São Paulo, Martinari, 2013. 336p. ISBN: 9788581160214.

FONSECA, L.M.M.; SCOCHI, C.G.S. Cuidados com o bebê prematuro: orientações para a família. 4. ed. Ribeirão Preto, FIERP, 2015. 70 p. ISBN: 978-85-86862-39-7. Disponível em: http://www2.eerp.usp.br/site/grupos/gpecca/objetos/LivroPrematuro2012.pdf

FUJIMORI, E.; OHARA, C. V. S. (Org.) Enfermagem e a saúde da criança na atenção básica. (Série Enfermagem). Barueri: Manole, 2009. 

GREENBERG, C.S.; BOWDEN, C.R. Procedimentos de Enfermagem Pediátrica. 3ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013.

HOCKENBERRY, M.J.; WILSON, D. Wong: Fundamentos de enfermagem pediátrica. Trad. Maria Inês Corrêa Nascimento. 9ª ed, Rio de Janeiro: Elsevier, 2014. 1143p.

JARVIS, C. Exame físico e avaliação de saúde para a enfermagem. 6 ed. Guanabara Koogan, 2012.

OLIVEIRA, B.R.G.; VIERA, C. S.; COLLET, N. Manual de enfermagem em pediatria. 2ª ed, Goiânia: AB Editora, 2010. 248p.

ROCHA S.M.M, NASCIMENTO L.C. Cuidar da criança e do adolescente na família. In: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENFERMAGEM. Sistema de Educação em Saúde Continuada a Distância – SESCAD (Orgs.). PROENF: Programas de atualização em enfermagem: saúde da criança e do adolescente. Ciclo 1, módulo 2. Porto Alegre: Artmed/Panamericana, 2006. p. 51-77.

SCHMITZ, E.M. et al. A enfermagem em pediatria e puericultura. São Paulo: Atheneu, 2000.

SILVA, M. A. I; ARAUJO, E. C. Consulta de enfermagem na saúde do adolescente. In: BORGES, A. L. V.; FUJIMORI, E. (Orgs.). Enfermagem e a saúde do adolescente na atenção básica. 1 ed. São Paulo: Manole, 2008, p. 189-209. 

SPALLICCI, M.D.; COSTA, M.T.Z.; MELLEIRO, M.M. (orgs). Gravidez & nascimento. São Paulo: Edusp, 2002.

WRIGHT, L.M.; LEAHEY, M. Enfermeiras e famílias: um guia para avaliação e intervenção na família. 5ª ed. São Paulo: Roca, 2012.
 

Clique para consultar os requisitos para ERM0303

Clique para consultar o oferecimento para ERM0303

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP