Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
 
Enf Psiquiátrica e Ciências Humanas
 
Disciplina: ERP0149 - Bases introdutórias para a pesquisa em História da Enfermagem
Introductory Basis for History of Nursing Research

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2020 Desativação:

Objetivos
Instrumentalizar o estudante com ferramentas básicas para iniciar a realização de pesquisas na área de História da Enfermagem, através da difusão cultural de conhecimentos voltados para a construção de projetos, contexto ético das pesquisas, metodologias específicas e difusão do conhecimento produzido.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2967191 - Luciana Barizon Luchesi
 
Programa Resumido
Identifica e utiliza as Bases de dados em saúde, com foco em pesquisas na área de História da Enfermagem, desenvolve citações bibliográficas e referências, conhece os tipos de pesquisa em Enfermagem, identifica fontes, visita arquivos e elabora um projeto de pesquisa em História da Enfermagem. Conhece e exercita a Ética em pesquisa, prepara resumo para evento científico e apresenta o mesmo. Reconhece o contexto da História da Enfermagem no Brasil e a suas pesquisas, bem como o patrimônio e acervos históricos da Enfermagem por meio de visita técnica (primeira escola de enfermagem do Brasil e em outras escolas de enfermagem, que possuem grupos de pesquisa em História da Enfermagem, arquivos para a pesquisa importantes para a área seja de ordem documental, iconográfica ou outros suportes.
 
 
 
Programa
Saberes Cognitivos:
Bases de dados em saúde.
Citações e normas para referências bibliográficas.
Endnote e Mendeley.
Pesquisas Qualitativas e Quantitativas.
Projeto científico (introdução, objetivo, metodologia, referencial teórico, análise e referências).
Pesquisa em História da Enfermagem no Brasil: panorama geral.
Grupos de pesquisa em História da Enfermagem.
Fontes para pesquisa em História.
Patrimônio e acervos históricos da Enfermagem. 
Projeto científico em História da Enfermagem.
Ética em Pesquisa e submissão de projetos.
Metodologias de pesquisa em História da Enfermagem.
Análise do texto jornalístico segundo Pierre Bourdieu.
Análise do texto fotográfico.
História Oral.
Organização de síntese de pesquisa.
Apresentação de trabalhos científicos.

Saberes Procedimentais:
- Desenvolve formas de expressão oral e escrita.
- Desenvolve habilidades de comunicação, como escuta qualificada e respeitosa dos colegas.
-Analisa de modo crítico, a importância das fontes na pesquisa em História da Enfermagem e as diferenças entre estudos que utilizam fontes oficiais e não oficiais.
-Utiliza bases de dados em saúde para construção e síntese articulada em grupo para construção de um projeto de pesquisa em História da Enfermagem.
-Desenvolve análise, síntese e estrutura de apresentação de projeto científico. 
-Realiza visita técnica em Grupos de pesquisa em História da Enfermagem, à primeira Escola de Enfermagem do Brasil: Alfredo Pinto - UNIRIO, e outras Escolas de Enfermagem cariocas com grupos de pesquisa em História da Enfermagem, além de visita técnica à Biblioteca Nacional e Museu de Arte do Rio de Janeiro (fontes para a pesquisa em História da Enfermagem na arte e fontes oficiais).
Observação:
O período de visitas técnicas e aulas realizadas no Rio de Janeiro, contemplam 3 a 4 dias, a carga horária prevista inclusa na carga geral da disciplina. Os gastos com estadia e alimentação e deslocamento na cidade do Rio de Janeiro são de responsabilidade do estudante. Em caso de não haver recursos para o transporte de Ribeirão Preto ao Rio de Janeiro pela universidade, haverá adaptação da atividade.

Saberes Atitudinais:
-Estabelece relações interpessoais para o trabalho em equipe, utilizando estratégias de comunicação, tomada de decisões e liderança. 
-Percebe a fonte enquanto importante elemento para a construção do aprendizado do estudante.
-Interpreta as possibilidades de pesquisa em Enfermagem sob a perspectiva histórica. 
-Reflete sobre os possíveis referenciais teóricos.
-Reflete sobre a importância do uso de informações baseadas em evidências.
Reflete sobre a importância da preservação da memória coletiva da enfermagem e das fontes históricas
- Age de forma ética na construção de pesquisas e divulgação dos resultados.
- Exercita a visita técnica enquanto estratégia de aprendizado para desenvolver o compromisso profissional e social.

Método de Ensino:
O curso será ministrado por meio de aulas dialogadas, debates, leitura, interpretação e discussão de textos, construção de projetos e visitas técnicas. O desempenho do aluno avaliado constantemente e discutido no final da disciplina (avaliação formativa e somativa).
 
 
 
Avaliação
     
Método
A avaliação terá como referência os desempenhos esperados para a disciplina. Participação em sala de aula (2 pontos), participação em visitas técnicas ou atividades externas à EERP-USP (2 pontos), projeto de pesquisa (4 pontos), composição de resumo e apresentação do projeto e/ou pesquisa (2 pontos), de modo que a soma entre eles totalize 10.
Critério
Participação em sala de aula e participação nas discussões, capacidade de expressão oral e escrita nas atividades em sala e nos trabalhos escritos, postura ética nas visitas técnicas. Será aprovado o aluno que: Obtiver frequência mínima exigida de 70% nas aulas teóricas, entregar atividades propostas em sala de aula, referentes ao projeto em desenvolvimento, dentro do prazo estabelecido e nota final maior ou igual a 5.
Norma de Recuperação
Não há recuperação
 
Bibliografia
     
ALCÂNTARA, G. A Enfermagem moderna como categoria profissional: obstáculos à sua expansão na sociedade brasileira. 1963. 125 f. Dissertação (Cátedra em Enfermagem) - Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 1963.
ALBERTI, V. Manual de História Oral. Rio de Janeiro: Editora Fundação, 2005.
ALMEIDA, M.C.P.; ROCHA, S.M.M.(Orgs.) O Trabalho de Enfermagem. São Paulo: Editora Cortez, 1997.
ARNOLD, E.C. Tipografía y Diagramado para periódicos. Estados Unidos de América: Mergenthaler Linotype Company; 1965.
BAPTISTA, S.S.; BARREIRA, I.A. A luta da Enfermagem por um espaço na universidade. Rio de Janeiro: Anna Nery/UFRJ, 1997.
BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1991.
BARREIRA, I. Memória e história para uma nova visão da enfermagem no Brasil. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 7, n. 3, p. 87-93, 1 jul. 1999. https://doi.org/10.1590/S0104-11691999000300012
BARREIRA, I.A. Contribuição da história da enfermagem brasileira para o desenvolvimento da profissão. Esc. Anna Nery R. Enferm. Rio de Janeiro. v.3, n.1, p.125-141, abr/1999.
BARREIRA, Ieda de Alencar; BAPTISTA, Suely de Souza. O movimento de reconsideração do ensino e da pesquisa em História da Enfermagem. Rev. bras. enferm.,  Brasília ,  v. 56, n. 6, p. 702-706,  Dec.  2003 .   Available from . access on  14  Feb.  2019.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672003000600024.
BARROS, J.A. O projeto de pesquisa em História: da escolha do tema ao quadro teórico. 3ª ed., Petrópolis, RJ: Vozes; 2007.
BARROS, J.A. O campo da história: especialidades e abordagens. 2a Ed. Petrópolis, Editora Vozes, 2004.
BAUER, M.W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 2a Ed., Petrópolis (RJ): Vozes, 2002.
BERG, B.L. Qualitative Research Methods for the Social Sciences. 5ed. Boston: Pearson Education, 2004.
BORENSTEIN, M.S.; ALTHOFF, C.R. Pesquisando o passado. Rev. bras. Enferm., v.48, n.2, p.144-149, 1995.
BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.
BOURDIEU, P. Sobre a televisão. Seguido de A influência do jornalismo e Os Jogos Olímpicos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.
CARDOSO, C.F., VAINFAS, R. (orgs.) Domínios da história: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997. 508p.
CARVALHO, A.C. Associação Brasileira de Enfermagem: 1926-1976: documentário. Brasília: Associação Brasileira de Enfermagem Nacional, 2008.
FAUSTO, B. História do Brasil. 13ed. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2010.
FÉLIX, L.O. História e Memória: a problemática da Pesquisa. Passo Fundo (RS): Ediupf, 1998.
GEOVANINI, T. et al. História da Enfermagem: versões e interpretações. 4ed. Rio de Janeiro: Revinter Editora, 2019.
GONZÁLES, J.S. Historia de la Enfermería. Madrid: Difusión Avances de Enfermería, 2011[l3] .
KOSSOY, B. Fotografia e História. São Paulo: Ática, 1989. 110p.
LE GOFF, J. A História Nova. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2005.
LINHARES, M.Y. (org.). História Geral do Brasil. Rio de Janeiro: Campus, 1996. 380p.
LUCHESI, L.B. et al. Redescobrindo o Centro de Memória da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto: relato de experiência. Esc. Anna Nery,  Rio de Janeiro ,  v. 10, n. 3, p. 565-571,  Dec.  2006 .   Available from . access on  14  Feb.  2019.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452006000300029[l4] .
MOREIRA, A., OGUISSO, T. Profissionalização da enfermagem brasileira. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2005.
MINAYO, M.C.S. O Desafio do Conhecimento: Pesquisa qualitativa em saúde. 2a Ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Hucitec-Abrasco, 1993.
NIGHTINGALE, F. Notas sobre Enfermagem: o que é e o que não é. São Paulo: Cortez, 1989.
OGUISSO, T. (Org.) Trajetória histórica da Enfermagem. Barueri: Manole, 2014.
OGUISSO, T.; CAMPOS, P.F.S.; FREITAS, G.F. (Org.). Pesquisa em história da enfermagem. 1. ed. Barueri-SP: Manole, 2011.
OGUISSO, T.; FREITAS, G.F. (Org.) História da Enfermagem: instituições e práticas de ensino e assistência. Rio de Janeiro: Águia Dourada, 2015.
OGUISSO, T.; FREITAS, G.F.; GONZÁLES, J.S. (Org.)  Enfermagem: história, cultura dos cuidados e métodos. Rio de Janeiro: Águia Dourada, 2016.
OGUISSO, T.; SCHMIDT, M.J. (Org.) O exercício da Enfermagem: uma abordagem ético-legal. 5ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2019.
ORLANDI, E.P. Análise de discurso: princípio e procedimentos. Campinas (SP): Editora Pontes, 1999.
PADILHA, M.I.; BORENSTEIN, M.S.; SANTOS, I. Enfermagem: história de uma profissão. São Caetano do Sul: Difusão, 2011.
PIETROFORTE, A.V. Semiótica visual – os percursos do olhar. São Paulo: Contexto, 2004.
PORTO, F. Os ritos institucionais e a imagem pública da enfermeira brasileira ilustrada: o poder simbólico no click fotográfico (1919-1925). Tese (Doutorado) Escola de Enfermagem Anna Nery, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.
PORTO, F.; AMORIM, W.M. (Org.). História da Enfermagem: identidade, profissionalização e símbolos. 2ª ed. São Caetano do Sul: Yendis, 2013.
PORTO, Fernando; CAMPOS, Paulo Fernando de Souza; OGUISSO, Taka. Cruz Vermelha Brasileira (filial São Paulo) na imprensa (1916-1930). Esc. Anna Nery,  Rio de Janeiro ,  v. 13, n. 3, p. 492-499,  Sept.  2009 .   Available from . access on  14  Feb.  2019.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452009000300006.
PORTO, Fernando; SANTOS, Tânia Cristina Franco. O rito e os emblemas na formatura das enfermeiras brasileiras no distrito federal (1924-1925). Esc. Anna Nery,  Rio de Janeiro ,  v. 13, n. 2, p. 249-255,  June  2009 .   Available from . access on  14  Feb.  2019.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452009000200003.
SILVA, R.S. Diagramação – o planejamento visual gráfico na comunicação impressa. São Paulo: Summus; 1985.
SILVA, G.B. Enfermagem Profissional: análise crítica São Paulo. 2 ed. Editora Cortez, 1989.
 

Clique para consultar os requisitos para ERP0149

Clique para consultar o oferecimento para ERP0149

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP