Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Letras Clássicas e Vernáculas
 
Disciplina: FLC0505 - Filologia Românica II
Romance Filology II

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 60 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 20 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2015 Desativação:

Objetivos
I. História Externa das Línguas Românicas
Proporcionar uma visão de conjunto das principais mudanças ocorridas no latim clássico e vulgar aplicadas a algumas línguas românicas.
São objetivos do curso:
a) realizar um estudo contrastivo entre as línguas românicas a partir do latim vulgar;
b) oferecer uma visão diacrônica do domínio linguístico das línguas da România Ocidental e Oriental;
c) compreender o estado sincrônico dos blocos das línguas românicas.
d) Refletir sobre a prática de ensino de uma língua românica que aborde fatos históricos, não como ruptura, mas como continuidade que esclarecem o presente.
e) A disciplina procura desenvolver habilidades necessárias à formação do professor de Letras, como a capacidade de exposição oral articulada, a habilidade em contextualizar textos, a comparação de diferentes perspectivas críticas e a capacidade de expressão escrita das reflexões próprias.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
730589 - Luiz Antonio Lindo
2013144 - Valéria Gil Condé
 
Programa Resumido
História interna das Línguas Românicas: fonética e fonologia, morfologia, morfo-sintaxe do latim vulgar em sua evolução em direção às línguas românicas; estudos contrastivos entre as línguas românicas. Leitura e análise de textos latinos com vulgarismos e textos românicos.
 
 
 
Programa
1. Aspectos fonológicos das línguas românicas
1.1. Do latim às línguas românicas: fonética e fonologia.
1.2. O vocalismo e o consonantismo das línguas românicas: peculiaridades e conservações.
2. A morfologia das línguas românicas e sua imanência desde o latim
2.1. As conjugações latinas e a sua remodelação nas línguas românicas.
2.1.1. A flexão românica.
2.1.2. As perífrases verbais românicas.
2.1.3. O infectum e perfectum latinos e os seus desdobramentos nas línguas romances.
2.1.4. Os tempos verbais
2.1.5. As desinências número-pessoais.
2.1.6. A acentuação latina, manutenção e inovação.
2.1.7. A morfologia do nome românico.
2.1.8. A morfologia das classes invariáveis românicas.
3. Léxico
3.1. Formas populares, semieruditas e eruditas.
3.2. Variedades de latim e o processo de restauração do léxico românico
4. Morfossintaxe
 
 
 
Avaliação
     
Método
aulas expositivas, análise de textos, seminários temáticos. Uso de recursos de equipamentos audiovisuais e de tecnologia da informação e comunicação.
Critério
Prova e seminário
Norma de Recuperação
A recuperação se fará mediante plano de estudo, compreendendo, a critério do professor, programação de leituras, exercícios, trabalhos escritos determinados no encerramento do semestre letivo, e verificação final de aproveitamento, para fins de nota, por meio de prova escrita a ser realizada até uma semana antes da data máxima de retificação de matrículas prevista para o semestre seguinte.
 
Bibliografia
     
BASSETTO, B. F. Elementos de Filologia Românica.Volume II. São Paulo: Edusp, 2010.
BOURCIEZ, Ed. Éléments de linguistique romane. Paris: C. Klincksieck, 1956, 4e. éd.
CAMPROUX, CH. Les langues romanes. Paris: Presses Univrsitaires de France, 1974.
COUTINHO, I. de L. Gramática Histórica. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1976, 7ª ed., pp.13-70.
DIAZ Y DIAZ, M.C. Antología del latín vulgar. Madrid: Gredos, 1962.
DIEZ, F. Grammaire des langues romanes. Paris: A. Franck, 1874, 3e. éd., 3 vol.
DOBRINESCU, G. Gramática da Língua Romena. Rio de Janeiro: Presença/Edusp, 1978.
ELIA, S. Preparação à Lingüística Românica. R.J.: Ao Livro Técnico, 1979.
FARIA, E. Fonética Histórica do Latim. Rio de Janeiro: Acadêmica, 1957.
GRADGENT, C. H. Introducción al latín vulgar. Madrid: Rev. de Filología Española, 1928.
YORDAN, I. Introdução à lingüística románica. Lisboa, fund. Calouste Gulbenkian, 1973.
IORDAN, I. & MANOLIU, M. Manual de lingüística románica. Madrid: Gredos, 1972, 2 vol.
HERMAN, J. Le latin vulgaire. Paris: PUF, 1970, 2e. éd.
LAUSBERG, H. Lingüística Românica. Lisboa, Calouste Gulbenkian, 1973.
HOLTUS, Günter & METZELTIN, Michael & SCHIMITT, Christian.( org.). Lexikon der Romanistischen Linguistik. (LRL ). Tübingen: Max Niemeyer Verlag, 1994, 8 vol.
LÜDTKE, Helmut. Historia del léxico románico. Trad. de Marcos Martínez Hernández. Madrid: Gredos, 1974.
MAURER, JR, T. H. Gramática do latim vulgar. Rio de Janeiro: Acadêmica, 1959.
___________. O problema do latim vulgar. Rio de Janeiro: Acadêmica, 1962.
MEILLET, A. Esquisse d’une histoire de la langue latine. Paris: Hachette, 1928.
MEYER-LÜBKE, W. Grammaire des langues romanes. Leipzig, G.E. Stechert, 1928, 4 vol.
____________. Romanisches Etymologisches Wörterbuch. Heidelberg: C. Winter Universitätsverlag, 1972, 5e. aufl.
MIAZZI, M. Luísa Fernandez. Introdução à lingüística românica. São Paulo: Cultrix, 1972.
NUNES, J. J. Compêndio de Gramática Histórica Portuguesa. Lisboa: Clássica, 1960, 6ª ed.
PIDAL, R. M. Orígenes del español. Madrid: Espasa-Calpe, 1950, 3ª ed.
ROHLFZ, Gerhard y Manuel Alvar. Estudios sobre el léxico románico. Madrid: Gredos, 1979.
SILVA NETO, S. Fontes do Latim Vulgar. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1946.
___________. Introdução ao estudo da Filologia Portuguesa. Rio de Janeiro: Grifo, 1976, pp.13-147.
___________. História do Latim Vulgar. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1977.
TAGLIAVINI, C. Le origini delle lingue neolatine. Bologna: Pàtron, 1982.
VÄÄNÄNEN, J. L. Introducción al latín vulgar. Madrid: Gredos, 1971.
VIDOS, B. E. Manual de Lingüística Românica. Trad. de José Pereira da Silva. Rio de
Janeiro: Eduerj,1996.
 

Clique para consultar os requisitos para FLC0505

Clique para consultar o oferecimento para FLC0505

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP