Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Letras Clássicas e Vernáculas
 
Disciplina: FLC0600 - Língua, Discurso e Ensino
Language, discourse and teaching

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 20 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2010 Desativação:

Objetivos
a)compreender que o processo ensino/aprendizagem envolve, por parte do professor, o domínio dos objetivos da disciplina e o conhecimento das várias concepções de linguagem e de gramática e que esse domínio e esse conhecimento estão associados à reflexão que se pretende propor no planejamento e em sua execução;
b)dominar diferentes procedimentos metodológicos e de avaliação, adequados aos conteúdos a serem desenvolvidos e utilizáveis na execução de planos de aulas para o ensino fundamental e médio;
c)analisar criticamente as diferentes abordagens sobre língua e discurso e refletir sobre propostas de transposição didática de tópicos específicos do conteúdo.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5048920 - Maria Inês Batista Campos
 
Programa Resumido
Reflexão sobre aspectos fundamentais da língua portuguesa (discurso, texto e gramática) e sua relação com o ensino.
 
 
 
Programa
1.Objetivos do ensino de língua materna
2.Concepções de linguagem.
3.Concepções de gramática. Tipos de gramática.
4.Tipos de ensino de língua: gramática e/ou texto.
5.Oralidade e ensino de língua
6.Leitura e produção de textos
7.Discurso: conceito de gênero discursivo e tipos de seqüência lingüística
 
 
 
Avaliação
     
Método
1.Exposição teórico-expositivas;
2.Seminários
3.Atividades dirigidas: análises de coleções de materiais didáticos para o Ensino Fundamental e Médio
Critério
1.Resumos
2.Pesquisa de campo
3.Monografia final
Norma de Recuperação
A recuperação deverá ser realizada no período indicado no calendário da Faculdade. Provas e trabalhos serão indicados pelo professor.
 
Bibliografia
     
BAKHTIN, M. (VOLOCHINOV) (1929) Marxismo e filosofia da linguagem. Trad. Michel Lahud e Yara F. Vieira. 7 ed. São Paulo: Hucitec, 1995.
BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In: Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
BASTOS, N.B. (org.) Língua Portuguesa – uma visão em mosaico. São Paulo: IP-PUC-SP/EDUC, 2002.
BENTES. Anna C. Lingüística Textual. In MUSSALIN F. e BENTES, A. C. (orgs.) Introdução à Lingüística. S. Paulo: Cortez, 2001, v. 1.
BLANCHE-BENVENISTE, C. Língua falada e ensino. Trad. Giselle M.O.Silva. In: Anais do Encontro nacional sobre língua falada e ensino. Maceió: EDUFAL, 1994. p.1-26
BRAIT, B. PCNs, gêneros e ensino de língua: faces discursivas da textualidade. In: ROJO, R. (org) A prática de linguagem em sala de aula – praticando os PCNs. São Paulo: EDUC, Campinas: Mercado de Letras, 2000.p.15-26.
BRAIT, B. (org.) Bakhtin conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2005.
________ (org.) Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2006.
BRANDÃO, H.(org) Introdução. In: Gêneros do discurso na escola. São Paulo: Cortez, 2000, vol. 5.
BUNZEN, C. & MENDONÇA, M. Português no ensino médio e formação do professor.São Paulo: Parábola, 2006.
CABRAL, L. G.; GORSKI, E. (orgs) Lingüística e ensino: Reflexões para a prática pedagógica da língua materna. Florianópolis: Insular, 1998.
CAMPOS, Maria Inês Batista. Ensinar o prazer de ler. São Paulo: Olho d’Água, 2003.
CASTILHO, A .T. A língua falada no ensino de português. São Paulo: Contexto, 1998.
CEREJA, W. R. Gramática: interação, texto e reflexão - uma proposta de ensino e aprendizagem de língua portuguesa nos ensinos fundamental e médio. In: BASTOS, N.B. (org.) Língua Portuguesa – uma visão em mosaico. São Paulo: IP-PUC-SP/EDUC, 2002.p. 247-254.
CUNHA, C. & CINTRA, L. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 2ª ed. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1985.
DIONISIO, A. P. e BEZERRA, M. A. O livro didático de português. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.
FARACO, C. A . et al. (orgs) Diálogos com Bakhtin. Curitiba: Ed. Da UFPR, 1996.
FARIA, M. Alice (1992) O jornal na sala de aula. São Paulo: Contexto.
FÁVERO, L. L.; ANDRADE, M. L. C. V. O. e AQUINO, Z. G. O. Oralidade e escrita: perspectivas para o ensino de língua materna. 5ª. ed., São Paulo: Cortez, 2005.
FERREIRA, L.A . Texto, contexto e leitura dos meios de comunicação. In: BASTOS, N.B. (org.) Língua Portuguesa – uma visão em mosaico. São Paulo: IP-PUC-SP/EDUC, 2002.p.215-224. FRANCHI, C. Mas o que é mesmo “gramática”? São Paulo: SEE/CENP, 1991.
GENOUVRIER, E. & PEYTARD, J. Lingüística e Ensino do Português. Coimbra, Livraria Almedina, 1974.
GERALDI, J.W. O texto na sala de aula. 3ed. São Paulo: Atica, 1999.
HENRIQUES, C.C.; PEREIRA, M.T.G. (orgs.) Língua e transdisciplinaridade. – rumos, conexões, sentidos. São Paulo: Contexto, 2002.
ILARI, R. Lingüística e ensino do Português. São Paulo: Martins Fontes, 1985.
KLEIMAN, A . Leitura – ensino e pesquisa. 2.ed. Campinas: Pontes, 2001.
LARA, G. M. P. O que dizem da língua os que ensinam a língua. Campo Grande, ED.UMS, 2004.
MOURA, D. (org.) Os múltiplos usos da língua. Maceió: EDUFAL, 1999.
MUSSALIN F. Análise do Discurso. In MUSSALIN F. e BENTES, A.C. (orgs.) Introdução à Lingüística. S. Paulo: Cortez, 2001, v. 1.
NEVES, M. H. de M. Que gramática ensinar na escola? Norma e uso na língua portuguesa. São Paulo: Contexto, 2003.
POSSENTI, S. Por que (não) ensinar gramática na escola. Campinas: Mercado das Letras: 2002.
PARÂMETROS Curriculares Nacionais. Brasília: Mec/Sef, 1998.
PRETI, D. Oralidade e gíria: como tratá-las no ensino. IN: BASTOS, N.B. (org.) Língua Portuguesa – uma visão em mosaico. São Paulo: IP-PUC-SP/EDUC, 2002, p.193-200.
________ Estudos de língua oral e escrita. Rio de Janeiro: Lucerna, 2004.
_______ Interação na fala e na escrita. São Paulo: Humanitas, 2003.
_______ Léxico na língua oral e na escrita. São Paulo: Humanitas, 2003.
_______ Diálogos na fala e na escrita. São Paulo: Humanitas, 2005.
ROJO, R. (org) A prática de linguagem em sala de aula – praticando os PCNs. São Paulo: EDUC, Campinas: Mercado de Letras, 2000.
ROULET, E. Teorias lingüísticas, gramaticais e ensino de línguas. São Paulo, Pioneira, 1978.
SCHNEUWLY, B. & Dolz, J. Gêneros Orais e Escritos na Escola. Campinas: Mercado de Letras, 2004.
SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. 21 ed. rev. e ampl. São Paulo: Cortez, 2000.
SILVA, E. T. da. A produção da leitura na escola. Pesquisas e propostas. 2.ed. São Paulo: Ática, 2000.
TRAVAGLIA, L.C. Gramática e interação: uma proposta para o ensino de gramática no 1º. E 2º. Graus”. 8 ed. São Paulo: Cortez, 2002.
TRAVAGLIA, L.C. Gramática – Ensino Plural. São Paulo: Cortez, 2003.
VILELA, M. e KOCH, V. I. Gramática da Língua Portuguesa (Gramática da palavra. Gramática da frase. Gramática do texto/discurso). Coimbra: Almedina, 2001.
 

Clique para consultar os requisitos para FLC0600

Clique para consultar o oferecimento para FLC0600

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP