Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Filosofia
 
Disciplina: FLF0116 - Filosofia Geral I
General Philosophy I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 40 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2020 Desativação:

Objetivos
A análise se centrará em textos clássicos da tradição da filosofia política, o Discurso da servidão voluntária, de La Boétie, e o Discurso sobre a origem da desigualdade, de Rousseau, problematizando diferentes modelos teóricos para compreensão dos temas estudados. Análise crítica de textos de autores clássicos, com ênfase na reconstrução do movimento argumentativo. As discussões se centrarão no Discurso da servidão voluntária, de La Boétie, e no Discurso sobre a origem da desigualdade, de Rousseau. Tendo em vista a formação de professores, são discutidas situações didáticas para a abordagem dos conteúdos em sala de aula no Ensino Médio ou no ambiente universitário. Além disso, são estudados e praticados métodos de análise conceitual e argumentativa, os quais são centrais para a prática docente.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
851685 - Homero Silveira Santiago
44611 - Ricardo Ribeiro Terra
 
Programa Resumido
A análise se centrará em textos clássicos da tradição da filosofia política, o Discurso da servidão voluntária, de La Boétie, e o Discurso sobre a origem da desigualdade, de Rousseau, problematizando diferentes modelos teóricos para compreensão dos temas estudados. Análise crítica de textos de autores clássicos, com ênfase na reconstrução do movimento argumentativo. As discussões se centrarão no Discurso da servidão voluntária, de La Boétie, e no Discurso sobre a origem da desigualdade, de Rousseau. Tendo em vista a formação de professores, são discutidas situações didáticas para a abordagem dos conteúdos em sala de aula no Ensino Médio ou no ambiente universitário. Além disso, são estudados e praticados métodos de análise conceitual e argumentativa, os quais são centrais para a prática docente.
 
 
 
Programa
1) La Boétie e o enigma da servidão voluntária: a) A leitura de Pierre Clastres: a divisão originária da sociedade. b) A leitura de Claude Lefort: o silêncio e a fala política. c) A leitura de Marilena Chauí: a recusa de servir. 2) Rousseau e a origem da desigualdade: a) O estado de natureza: independência e autonomia. b) A agricultura, a metalurgia e a propriedade. c) O contrato do rico. d) O advento do despotismo.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Trabalho escrito e/ou seminário.
Critério
A nota final será aquela da atividade de avaliação proposta. Se houver mais de uma atividade, o peso de cada uma será indicado pelo professor responsável pela disciplina.
Norma de Recuperação
Trabalho escrito, versando sobre conteúdos do curso, cuja nota substituirá a da primeira avaliação.
 
Bibliografia
     
CASSIRER, Ernest. A filosofia do Iluminismo. Campinas: Edunicamp, 1992. _____. Le problème Jean-Jacques Rousseau. Paris: Hachette, 1987. CHAUI, Marilena. Contra a servidão voluntária. Belo Horizonte: Autêntica, 2014. CLASTRES, Pierre. Arqueologia da violência. São Paulo: Cosac Naify, 2010. HAZARD, Paul. O pensamento europeu no século XVIII. Lisboa: Editorial Presença, 1983. KUNTZ, Rolf. Fundamentos da teoria política de Rousseau. São Paulo: Barcarolla, 2012. LA BOÉTIE, Étienne de. Discurso da servidão voluntária. Comentários de C. Lefort, P. Clastres e M. Chaui. São Paulo: Brasiliense, 2008. PRADO JR., Bento. A retórica de Rousseau e outros ensaios. São Paulo: Cosac Naify, 2008. ROUSSEAU, Jean-Jacques. Discurso sobre as ciências e as artes. Col. Os Pensadores. São Paulo: várias edições (há outras traduções). _____. Discurso sobre a origem da desigualdade entre os homens. Col. Os Pensadores. São Paulo: várias edições (há outras traduções). _____. Oeuvres Complètes. Paris: Gallimard, 1964, tomo III. SACRINI, M. Introdução à análise argumentativa. São Paulo: Paulus, 2016. SALINAS FORTES, Luiz Roberto. O bom selvagem. São Paulo: FTD, 1987. _____. Rousseau, da teoria à prática. São Paul:, Ática, 1976. SKINNER, Quentin. As fundações do pensamento político moderno. São Paulo: Companhia das Letras, 1997. STAROBINSKI, Jean. Rousseau, a transparência e o obstáculo. São Paulo: Companhia das Letras, 1991. STRECK, Danilo Romeu. Rousseau e a educação. São Paulo: Autêntica, 2007. Bibliografia para o Ensino Médio CHAUI, Marilena. Filosofia. Série Novo Ensino Médio. São Paulo: Ática, 2008. FAVARETTO, Celso. “Sobre o ensino de Filosofia”. Revista da Faculdade de Educação, USP, vol. 19, jan.-jun. de 1993. GALLO, Silvio. Metodologia do ensino de filosofia. Uma didática para o ensino médio. Campinas: Papirus, 2012. MORAES, Amaury. A importância da didática para (a formação de) o professor de Filosofia. São Paulo: FE-USP, 2001, mimeo. Orientações curriculares para o ensino médio. Ciências humanas e suas tecnologias. Brasília, 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/book_volume_03_internet.pdf Parâmetros curriculares nacionais: Ensino médio. Parte IV: Ciências humanas e suas tecnologias. Brasília, 2005. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/CienciasHumanas.pdf Bibliografia recomendada como recursos metodológicos para leitura e escrita: FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. Cortez, 1986. KLEIMAN, A. B. Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura. - 7ª edição – Campinas, SP: Pontes, 2000. LEITE, Ligia Chiappini M. (coord.) Aprender e ensinar com textos. São Paulo: Cortez, 1997. v. 1-10. PIETRI, E.. Práticas de leitura e elementos para a atuação docente. 1. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007.
 

Clique para consultar os requisitos para FLF0116

Clique para consultar o oferecimento para FLF0116

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP