Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Filosofia
 
Disciplina: FLF0268 - História da Filosofia Medieval I
History of Medieval Philosophy I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2015 Desativação:

Objetivos
Primeira abordagem da temática filosófica de Agostinho de Hipona: as relações entre fé e razão, a concepção de conhecimento e temas centrais decorrentes.
Ademais, tendo em vista a formação de professores, o curso tem ainda como objetivos específicos: a) aprimorar competências e habilidades relacionadas à expressão em língua portuguesa através do desenvolvimento de atividades específicas de interpretação e produção de texto e do uso de outras linguagens como imagens, vídeos, etc.; b) propor questões e conteúdos, relacionados à temática do programa, relevantes à capacitação do(a) aluno(a) para a atividade docente na área de filosofia no ensino médio.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2542645 - Carlos Eduardo de Oliveira
66115 - Jose Carlos Estevao
2917163 - Lorenzo Mammi
2809666 - Moacyr Ayres Novaes Filho
 
Programa Resumido
A questão da identidade do pensamento medieval: em relação ao Cristianismo, considerando a religião cristã como o eixo teológico determinante da filosofia; em relação às fontes, tendo em vista a influência de Platão em Santo Agostinho e a influência de Aristóteles na Escolástica. A alma e Deus, considerados através da perspectiva da teoria do conhecimento e da ética, na doutrina agostiniana e no tomismo. As relações entre Filosofia e Teologia.
 
 
 
Programa
1. Fé e Razão.
A fé
A evidência racional
A axiomática agostiniana
Agostinho e os filósofos
Agostinho e o neo-platonismo

2. Conhecimento
Conhecimento sensível
Conhecimento racional
Sabedoria
Sabedoria e ciência
Tempo (e eternidade)
Memória (e esquecimento)
Livre arbítrio
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, seminários, discussão e análise de textos; aprimoramento da redação em língua portuguesa com atividades de produção de textos e posterior correção e análise dos aspectos formais e argumentativos.
Critério
Seminário e dissertação.
Norma de Recuperação
Dissertação.
 
Bibliografia
     
Agostinho

Sancti Augustini De magistro liber unus. In Opera. Corpus Christianorum, Series Latina 29. Brépols, Turnhout, 1970.

........... Confessionum libri XIII. In Opera. Corpus Christianorum, Series Latina 27. Brépols, Turnhout, 1990, editio altera.

........... Confessions. Texto estabelecido e trad. por P. de Labriolle. Paris, Les Belles Lettres, 1947, revista e corrigida.

........... Confissões. Trad. M. L. J. Amarante. São Paulo, Paulinas, 1984.

........... Do mestre. Trad. de A. Ricci. "Os Pensadores", São Paulo, Abril, 1973.

........... A Cidade de Deus. Trad. O. P. Leme. Petrópolis, Vozes, 1991 -1992.

Obras de San Agustín I: Solilóquios. De la vida feliz. Del orden. Madrid, BAC, 1979.

"Sobre as idéias", Cadernos de Trabalho CEPAME, São Paulo, 1993, II (1), pp. 6-11.


Comentários:

Gilson, É., Introduction à l'étude de saint Augustin. Paris, Vrin, 1942.

A Filosofia na Idade Média. Trad. E. Brandão. São Paulo, Martins Fontes, 1995.

Philosophie et incarnation selon saint Augustin. Montreal, Institut d'Études Médiévales, 1947.

Goldschmidt, V., "Exégese et axiomatique chez saint Augustin" in Écrits. T. I: Études de philosohpie ancienne. Paris, Vrin, 1984, pp. 202-230.

Grabmann, M., "A quæstio De ideis de Santo Agostinho: seu significado e sua repercussão medieval" , Cadernos de Trabalho CEPAME, São Paulo, 1993, II (1), pp. 29-41.

Guitton, J., Le temps et l'éternité chez Plotin et saint Augustin. Paris, Aubier, 1952.

Mammì, L., Música e tempo em Sto. Agostinho. Doutorado, USP, 1998.

Marrou, H.-I., Saint Augustin et la fin de la culture antique. Paris, E. de Boccard, 1958.

Santo Agostinho e o agostinismo. Trad. de R. F. Lopes. Rio de Janeiro, Agir, 1957.

L'ambivalence du temps de l'histoire chez saint Augustin. Montreal / Paris, Institut d'Études Médiévales / Vrin, 1950.

Novaes, M., Eternidade e tempo no livro XI das Confissões de Agostinho de Hipona. Mestrado, USP, 1993.

........... Onisciência divina e livre arbítrio na Cidade de Deus. Doutorado, USP, 1997.

"Nota sobre o problema da universalidade em Agostinho, do ponto de vista da relação entre fé e razão", Cadernos de História da Filosofia e da Ciência, Campinas, s. 3, jul-dez 1997, 7(2), pp. 29-52.

Ramos, A. A. Z., A noção de justiça na Cidade de Deus de Agostinho. Mestrado, USP, 1999.

Solignac, A., "Análise e fontes da quæstio De ideis" , Cadernos de Trabalho CEPAME, São Paulo, 1993, II (1), pp. 43-56.

Bibliografia sobre Ensino de Filosofia

Favaretto, Celso. Sobre o ensino de Filosofia. In: Revista da Faculdade de Educação, USP. 19, Jan./Jun/ 1993. p. 97 – 102.

Gallo, Sílvio. Metodologia do ensino de filosofia. Uma didática para o ensino médio. Campinas, Papirus, 2012.

Moraes, Amaury. A importância da didática para (a formação de) o professor de Filosofia. São Paulo, FEUSP, 2001, mimeo.

Orientações curriculares para o ensino médio. Ciências humanas e suas tecnologias. Brasília, 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/book_volume_03_internet.pdf

Parâmetros curriculares nacionais: Ensino médio. Parte IV: Ciências humanas e suas tecnologias. Brasília, 2005. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/CienciasHumanas.pdf
 

Clique para consultar os requisitos para FLF0268

Clique para consultar o oferecimento para FLF0268

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP