Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Filosofia
 
Disciplina: FLF0279 - Teoria das Ciências Humanas II
Theory of Human Sciences II

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2016 Desativação:

Objetivos
Discutir a influência filosófica sobre a origem e o desenvolvimento das ciências humanas.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1064470 - Luiz Sergio Repa
1803971 - Vladimir Pinheiro Safatle
 
Programa Resumido
A disciplina tem por objetivo reconstruir e discutir as diversas influências do pensamento filosófico sobre a origem e o desenvolvimento das ciências humanas. Com isso, busca-se fundamentalmente considerar o papel da filosofia na constituição de diversos diagnósticos de época elaborados no interior das ciências humanas.
 
 
 
Programa
1) A filosofia crítica e a relação entre direito, moral e política.
2) O idealismo alemão e a emergência da modernidade.
3) A dialética hegeliana e o materialismo histórico.
4) A filosofia hegeliana e as teorias do reconhecimento.
5) A crítica nietzschiana da moral e a genealogia do poder.
6) A psicanálise e suas influências filosóficas.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Trabalho escrito e/ou seminário.
Critério
A nota final será aquela da atividade de avaliação proposta. Se houver mais de uma atividade, o peso de cada uma será indicado pelo professor responsável pela disciplina.
Norma de Recuperação
Trabalho escrito, versando sobre conteúdos do curso, cuja nota substituirá a da primeira avaliação.
 
Bibliografia
     
ADORNO, Th. W. Escritos de psicanálise e psicologia social. São Paulo: Edunesp, 2015.
ARANTES, P. Ressentimento da Dialética. São Paulo: Paz e Terra, 1996.
CASSIRER, E. Filosofia das formas simbólicas. São Paulo: Martins Fontes, 2001, 3 vol.
DELEUZE, G. Nietzsche e a filosofia. Rio de Janeiro: Editora Rio, 1976.
FAUSTO, R. Marx: Lógica e política. São Paulo: Brasiliense, 1987, vol. I-II; São Paulo: Ed. 34, 2002, vol. III.
FOUCAULT, M. Microfísica do poder. São Paulo: Paz e Terra, 2014.
FREUD, S. “O mal-estar na civilização”. In: Obras completas, vol. 18. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.
GIANNOTTI, J. A. Origens da dialética do trabalho. Porto Alegre: L&PM, 1985.
_____. Trabalho e reflexão. São Paulo: Brasiliense, 1984.
HABERMAS, J. Direito e democracia. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1997, 2 vol.
_____. O discurso filosófico da modernidade. São Paulo: Martins Fontes, 2000.
HEGEL, G. W. F. Ciência da lógica. Seleção de textos. São Paulo: Barcarolla, 2011.
_____. Enciclopédia das ciências filosóficas em compêndio. São Paulo: Loyola, 1997-2005, 3 vol.
_____. Fenomenologia do espírito. Petrópolis: Vozes, 2011.
HEIDEGGER, M. Nietzsche. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007, 2 vol.
HONNETH, A. Luta por reconhecimento. São Paulo: Ed. 34, 2013.
KANT, I. Crítica da faculdade de julgar. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005.
_____. Crítica da razão prática. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
_____. Crítica da razão pura. Petrópolis: Vozes, 2013.
_____. Ideia de uma história universal de um ponto de vista cosmopolita. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
_____. Metafísica dos costumes. Petrópolis: Vozes, 2013.
LUKÁCS, G. História e consciência de classe. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
MARCUSE, H. Razão e revolução: Hegel e o advento da teoria social. Rio de Janeiro: Zaga, 1969.
MARX, K. A ideologia alemã. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.
_____. Grundrisse. São Paulo: Boitempo, 2011.
_____. Manuscritos econômico-filosóficos. Lisboa: Edições 70, 1989.
MOURA, C.A.R. Nietzsche: civilização e cultura. São Paulo: Martins Fontes, 2005.
NIETZSCHE, F. Além do bem e do mal. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.
_____. Genealogia da moral. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.
RAWLS, J. Uma teoria da justiça. São Paulo: Martins Fontes, 1997.
ROUANET, S.P. Teoria crítica e psicanálise. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1983.
SCHOPENHAUER, A. O mundo como vontade e como representação. São Paulo: Edunesp, 2005.
TAYLOR, Ch. Hegel e a sociedade moderna. São Paulo: Loyola, 2005.
 

Clique para consultar os requisitos para FLF0279

Clique para consultar o oferecimento para FLF0279

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2024 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP