Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Filosofia
 
Disciplina: FLF0441 - Filosofia Geral III
General Philosophy III

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2017 Desativação:

Objetivos
A disciplina visa apresentar e discutir a noção de democracia e algumas das principais questões que ela põe, a partir da consideração das acepções antiga e moderna do conceito e dos processos de luta abertos por diferentes reivindicações de direitos na contemporaneidade.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
851685 - Homero Silveira Santiago
 
Programa Resumido
Discussão do conceito de democracia a partir dos processos de luta por direitos na contemporaneidade.
 
 
 
Programa
1. Introdução: as várias figuras da democracia. 2. Democracia antiga. 3. Democracia e cidade antiga. 4. A invenção democrática. 5. Democracia e representação. 6. Democracia e luta por direitos. 7. Democracia e circulação de afetos. 8. Democracia e espaço público.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Trabalho escrito e/ou seminário.
Critério
A nota final será aquela da atividade de avaliação proposta. Se houver mais de uma atividade, o peso de cada uma será indicado pelo professor responsável pela disciplina.
Norma de Recuperação
Trabalho escrito, versando sobre conteúdos do curso, cuja nota substituirá a da primeira avaliação.
 
Bibliografia
     
ABENSOUR, M. A democracia contra o Estado. Marx e o momento maquiaveliano. Trad. de C. P. B. Mourão, C. F. Santiago e E. D. Galéry. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1998. ARAÚJO, C. “Representação, retrato e drama”. Lua Nova, São Paulo, n. 67, 2006. _____. “República e Democracia”. Lua Nova, São Paulo, n. 51, 2000. CARDOSO, S. “Por que república? Notas sobre o ideário democrático e republicano”. In: Retorno ao Republicanismo. Org. de Sérgio Cardoso. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2004. CHAUI, M. “Público, privado, despotismo” In: Ética. Org. de Adauto Novaes. São Paulo: Companhia das Letras, 2007. _____. Simulacro e Poder: uma análise da mídia. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2006. CLASTRES, P. A sociedade contra o Estado. Pesquisas de antropologia política. Trad. de T. Santiago. São Paulo: Cosac Naify, 2012. FINLEY, M. I. Democracia antiga e moderna. Trad. de W. Barcellos e Sandra Bedran. Rio de Janeiro: Graal, 1988. _____. L’Invention de la politique. Paris: Flamarion, 1985. GIDDENS, A. A transformação da intimidade. Sexualidade, amor e erotismo nas sociedades modernas. Trad. de M. Lopes. São Paulo: Ed. Unesp, 1993. GOYARD-FABRE, S. O que é democracia? Trad. de C. Berliner. São Paulo: Martins Fontes, 2003. LACLAU, E. A razão populista. Trad. de C. E. M. de Moura. São Paulo: Três Estrelas, 2013. LEFORT, C. A Invenção Democrática: os limites da dominação totalitária. Trad. de Isabel Loureiro e Maria L. Loureiro. Belo Horizonte: Autêntica, 2011. _____. Desafios da escrita política. Trad. de Eliana de M. Souza. São Paulo: Discurso Editorial, 1999. _____. Le travail de l’oeuvre: Maquiavel. Paris: Gallimard, 1972. _____. Pensando o Político: ensaios sobre democracia, revolução e liberdade. Trad. de Eliana M. Souza. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991. LEYDET, D. “Crise da representação. O modelo republicano em questão”. In: Retorno ao Republicanismo. Org. de Sérgio Cardoso. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2004. LIPOVETSKY, G. A Era do Vazio. Ensaios sobre o individualismo contemporâneo. Trad. de T. M. Deutsch. Barueri (SP): Manole, 2005. MARX, K. Sobre a Questão Judaica. Trad. de Nélio Schneider. São Paulo: Boitempo, 2010. MORIN, E.; LEFORT, C.; COUDRAY, J.-M. Mai 1968: La Brèche. Premières réflexions sur les événements. Paris: Librairie Arthème Fayard, 1968. NASCIMENTO, M. M. “Reivindicar direitos segundo Rousseau”. Disponível em: http://www.iea.usp.br/publicacoes/textos/nascimentorousseau.pdf PEILLON, V. Éloge du politique. Une introduction au XXIe siècle. Paris: Seuil, 2011. PETTIT, P. Republicanism. A theory of freedom and government. Oxford: Oxford University Press, 1997. PITKIN, H. F. “Representação: palavras, instituições e ideias”. Lua Nova, São Paulo, n. 67, 2006. _____. The concept of representation. Berkeley/Los Angeles/Londres: University of California Press, 1967. URBINATI, N. “O que torna a representação democrática?”. Lua Nova, São Paulo, n. 67, 2006. VIDAL-NAQUET, P. A democracia grega. Ensaios de historiografia antiga e moderna. Trad. de L. de Barros. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1993. _____. Os Gregos, os Historiadores, a Democracia: o grande desvio. Trad. de Jonatas Batista Neto. São Paulo: Companhia das Letras, 2002. WOLF, F. “A invenção da política”. In: A crise do Estado-nação. Org. de Adauto Novaes. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.
 

Clique para consultar os requisitos para FLF0441

Clique para consultar o oferecimento para FLF0441

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP