Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Filosofia
 
Disciplina: FLF0449 - Filosofia e História da Ciência Moderna
Philosophy and History of Modern Science

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2016 Desativação:

Objetivos
Oferecer aos alunos um curso de introdução aos principais aspectos epistemológicos e históricos relacionados ao nascimento e ao desenvolvimento da ciência moderna. Os temas, os problemas e as imagens de conhecimento proporcionados pela filosofia da ciência e pela teoria do conhecimento serão aplicados para interpretar alguns dos episódios centrais da ciência moderna no período compreendido entre os séculos XVI e XIX.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
44607 - Pablo Ruben Mariconda
 
Programa Resumido
Estudo do nascimento da ciência moderna no século XVII e de seu desenvolvimento nos séculos XVIII e XIX dando destaque aos seguintes temas: as origens na filosofia natural medieval e renascentista; a revolução astronômica e o nascimento da ciência; o método científico; matéria, espaço, movimento e a matematização das ciências; as contribuições científicas do cartesianismo, do newtonianismo e do leibnizianismo; o desenvolvimento das ciências biológicas e médicas modernas; ascensão e declínio da imagem de natureza mecanicista.
 
 
 
Programa
1) A filosofia natural da Idade Média e do Renascimento. 2) O nascimento da ciência moderna. 3. A revolução astronômica e o novo papel do sujeito do conhecimento. 4) Galileu, experiência e razão. 5) Descartes, Newton e Leibniz: metafísica e física. 6) Aspectos do desenvolvimento da ciência moderna no século XVIII. 7) Ciências biológicas e médicas no século XVIII: mecanismo e vitalismo. 8) O declínio do mecanicismo no século XIX e o surgimento de imagens de natureza pós-mecanicistas.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Trabalho escrito e/ou seminário.
Critério
A nota final será aquela da atividade de avaliação proposta. Se houver mais de uma atividade, o peso de cada uma será indicado pelo professor responsável pela disciplina.
Norma de Recuperação
Trabalho escrito, versando sobre conteúdos do curso, cuja nota substituirá a da primeira avaliação.
 
Bibliografia
     
ABRANTES, P. Imagens da natureza, imagens de ciência. Campinas: Papirus, 1998. ALQUIÉ, F. A filosofia de Descartes. Lisboa: Presença, 1993. CASSIRER, E. El problema del conocimiento. Cidade do México: Fondo de Cultura Económica, 2000-2004, 2 vol. CHALMERS, A. A fabricação da ciência. São Paulo: Edunesp, 1994. DESCARTES, R. Regras para a orientação do espírito. Rio de Janeiro: Martins Fontes, 1999. ______. O mundo ou O tratado da luz e O homem. Campinas: Edunicamp, 2009. EHRARD, J. L’Idée de nature en France dans la première moitié du XVIIIe siècle. Paris: Albin Michel, 1994. GALILEI, G. Diálogo sobre os dois máximos sistemas do mundo ptolomaico e copernicano. Trad. P.R. Mariconda. São Paulo: Editora 34, Scientiae Studia, 2011. GRANT, Edward. Os fundamentos da ciência moderna na Idade Média. Porto: Porto Editora, 2002. HANKINS, T.L. Science and the Enlightenment. Cambridge (EUA): Cambridge University Press, 1995. HOLTON, Gerald. Thematic Origins of Scientific Thought. Kepler to Einstein. Cambridge (EUA): Harvard University Press, 1988. HULL, D. Filosofia da ciência biológica. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1975. KEPLER, J. El secreto del universo. Madri: Alianza, 1992. KUHN, Thomas S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 1975. LAKATOS, I.; MUSGRAVE, A (eds.) A crítica e o desenvolvimento do conhecimento. São Paulo: Cultrix, Edusp, 1979. LAUDAN, L. Science and Hypothesis: Historical Essays on Scientific Methodology. Dordrecht (Alemanha): D. Reidel, 1981. LEIBNIZ, G.W. Sistema novo da natureza e da comunicação das substâncias e outros textos. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2002. LINDBERG, D.C. Los inicios de la ciencia occidental. La tradición científica europea en el contexto filosófico, religioso e institucional (desde el 600 a.C. hasta 1450). Barcelona: Paidós, 2002. NEWTON, I. Óptica. São Paulo: Edusp, 1996. POPPER, K.R. Conjecturas e Refutações. Brasília: Ed. da UnB, 1980. ROSSI, P. Os filósofos e as máquinas. São Paulo: Companhia das Letras, 1989. SHAPIN, S.; SCHAFFER, S. El Leviathan y la bomba de vacío: Hobbes, Boyle y la vida experimental. Bernal (Argentina): Universidade Nacional de Quilmes Editorial, 2005.
 

Clique para consultar os requisitos para FLF0449

Clique para consultar o oferecimento para FLF0449

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP