Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Geografia
 
Disciplina: FLG1252 - Geomorfologia II
Geomorphology II

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 18 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2020 Desativação:

Objetivos
1. Consolidar o conhecimento teórico-metodológico em Geomorfologia, particularmente quanto às bases conceituais e campo de atuação no entendimento da forma, material e processos de superfície; 2. Ressaltar o caráter dinâmico e descontínuo, no tempo e no espaço, das relações entre clima e relevo; 3. Dar acesso às principais referências metodológicas, conceituais e técnicas para o estudo das vertentes no meio tropical úmido; 4. Examinar a dinâmica morfogenética intertropical, particularmente no território brasileiro, procurando reconhecer as diferenciações intrazonais; 5. Introduzir o aluno na análise e interpretação das relações entre agentes externos e internos na dinâmica morfogenética; 6. Conhecer e aplicar conhecimentos sobre os diversos domínios e zonas morfoclimáticas do globo e promover o conhecimento de processos morfogenéticos elementares, relacionando-os aos sistemas morfogenéticos em suas diversas escalas; 7. Pesquisar as inter-relações entre os processos geomorfológicos e as ações antrópicas.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5519373 - Bianca Carvalho Vieira
1035366 - Fernando Nadal Junqueira Villela
 
Programa Resumido
Ementa (programa resumido)
 
 
 
Programa
1. Edificação e construção do conhecimento da Geomorfologia dentre as Ciências da Terra e Geografia em particular; 2. Processos endógenos e exógenos; 3. Teorias Geomorfológicas; 4. Sistemas geomorfológicos: vertentes; balanço morfogenético; hidrologia de vertentes; erosão; movimentos de massa; 5. Processos e formas de relevo no meio tropical úmido; 6. Domínios Morfoclimáticos; 7. Processos geomorfológicos e intervenções antrópicas. OBS: a disciplina ainda conta com o desenvolvimento e análise a partir de situações didáticas que possibilitem a compreensão das transformações curriculares ocorridas entre o contexto escolar e a universidade, assim como análise e discussão de Tecnologias de Informação como recursos de pesquisa e ensino, vinculados à formação do geógrafo e do professor de Geografia, conforme indicado nas referências curriculares nacional e estadual.
 
 
 
Avaliação
     
Método
O curso será desenvolvido por diversas estratégias, constituídas basicamente por: - Aulas expositivas/participativas com leituras prévias obrigatórias para acompanhamento; - Resolução de exercícios em sala de aula; - Confecção de fichamentos; - Trabalho de Campo e Relatório (obrigatório); - Prova. A avaliação do desempenho do aluno será realizada por meio da análise da qualidade dos exercícios, fichamentos, relatório de campo e prova. Também será levada em consideração sua capacidade em atender as solicitações em tempo compatível com o processo pedagógico. As atividades em grupo terão peso relativamente maior para efeito do cálculo da média final.
Critério
Fichamentos Textos (Fich) (2): Peso 1 Exercícios (Exerc) (5): Peso 1 Prova: Peso 4 Relatório Trabalho de Campo (RelCampo) (1): Peso 4 Cálculo da Média Final: [(Média Fich) + (Média Exerc) + (Prova x 4) + (Cad Campo) + (RelCampo x 4)]/11 = MÉDIA FINAL
Norma de Recuperação
Norma de Recuperação
 
Bibliografia
     
AB’SÁBER, A. N. Um Conceito de Geomorfologia A Serviço das Pesquisas Sobre o Quaternário. Geomorfologia, IGEOG-USP, São Paulo, n. 18, p. 1-23, 1969b. AB’SÁBER, A. N. Províncias geológicas e domínios morfoclimáticos no Brasil. Geomorfologia no 20, São Paulo, IGEOG-USP, 1970, 26p. ALMEIDA, F. F. M. Os Fundamentos Geológicos. In: AZEVEDO, A. Brasil, a Terra e o Homem. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1964. v. I, p. 55-133. ALMEIDA, F. F. M. Fundamentos Geológicos do Relêvo Paulista. Série Teses e Monografias, IGEOG-USP, São Paulo, n. 14, 99 p., 1974. BIGARELLA, J. J.; PASSOS, E.; HERMANN, M. L. P.; SANTOS, G. F.; SALAMUNI, E.; SUGUIO, K. Estrutura e Origem das Paisagens Tropicais e Subtropicais. Florianópolis: Editora da UFSC, 2003. v. 3, 559 p. BLOOM, A. L. Superfície da Terra. São Paulo: Editora Edgard Blücher, 2000, 184p. BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. MEC: Brasília, 2017. BÜDEL, J. Climatic Geomorphology. New Jersey: Princeton University Press, 1982. 443p. CHOLLEY, A. Morfologia estrutural e morfologia climática, in Boletim Geográfico, (155), Rio de Janeiro, IBGE, 1960, p. 191-200. CHRISTOFOLETTI, A. (1974). Geomorfologia. São Paulo, Edgard Blücher. COLANGELO, A. C. O modelo de feições mínimas ou das unidades elementares de relevo: um suporte cartográfico para mapeamentos geoecológicos. Revista do Departamento de Geografia (USP), São Paulo, v. 10, p. 29-40, 1996a. CUNHA, S. B. ; GUERRA, A. J. T. (Orgs.). Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. Rio de Janeiro: Ed. Bertrand Brasil, 1995, 392p. DAVIS, W. M. The Geographical Cycle. The Geographical Journal, London, n. 5, v. 14, p. 481-504, 1899. DE MARTONNE, E. Problemas Morfológicos do Brasil Tropical Atlântico. Revista Brasileira de Geografia, São Paulo, ano V, n. 4, p. 523-550, 1943. FLORENZANO, T. G. Geomorfologia: Conceitos e tecnologias Atuais. São Paulo: Oficina de Textos, 2008, 318p. GUTIÉRREZ, M. Geomorfología Climática. In: Geomorfología Climática. Ediciones Omega. 2005, p 3-29. HACK, J. T. Interpretation of Erosional Topography in Humid Temperate Regions. American Journal of Science 258A, p. 80– 97, 1960. HART, M.G. Geomorphology:pure and applied. London, Allen & Unwin. 1986. 228 pp. KING, L. C. A Geomorfologia do Brasil Oriental. Revista Brasileira de Geografia, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 147-265, 1956. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA. Ciências Humanas e Suas Tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, Orientações Curriculares para o Ensino Médio, Vol. 3, 2006, 133 p. PENTEADO, M. M. Fundamentos de Geomorfologia. Rio de Janeiro: IBGE, 1983, 185p. ROSS, J. L. S.; FIERZ, M. S. M.; VIEIRA, B. C. Técnicas de Geomorfologia. In: VENTURI, L.A.B. (Org). Geografia: Práticas de Campo, Laboratório e Sala de Aula. São Paulo: Sarandi, 2011, 528p. TRICART, J. Principes et Méthodes de la Geomorphologie. Paris: Masson e Cie Editeurs, 1965.
 

Clique para consultar os requisitos para FLG1252

Clique para consultar o oferecimento para FLG1252

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP