Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
História
 
Disciplina: FLH0132 - História das Relações de Gênero
The History of Gender Relations

Créditos Aula: 5
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 105 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 20 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2015

Objetivos
A disciplina poderá ser ministrada por diferentes docentes do Departamento, devendo os recortes espaciais e temporais ser realizados de acordo com suas especialidades. A despeito das particularidades das áreas de cada professor ministrante, objetivos gerais devem ser norteadores no desenvolvimento da disciplina, tais como: o estudo das experiências das mulheres no cotidiano e das formas de resistência a padrões de dominação; a análise crítica das representações sobre as mulheres e a desconstrução de estereótipos presentes nos discursos heteronormativos; o questionamento do “essencialismo feminino”; a ênfase na dimensão relacional apresentada pela perspectiva de gênero; a atenção à inserção das mulheres nos âmbitos público e privado ao longo dos períodos históricos abordados; a compreensão das investigações sobre masculinidades como uma das vias dos estudos de gênero. Estes aspectos têm sido engendrados por vigorosas discussões teóricas, que contribuem para a formação do campo na atualidade. Além de abordá-los, pretende-se que a disciplina instigue os alunos a explorar o tema na pesquisa científica e no ensino da História. O programa a seguir apresenta apenas os tópicos gerais, devendo os específicos ser elaborados pelos ministrantes de cada área, quando da oferta do curso.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
319475 - Antonia Terra de Calazans Fernandes
7310217 - Maria Cristina Correia Leandro Pereira
1855698 - Stella Maris Scatena Franco Vilardaga
 
Programa Resumido
A disciplina aborda as diferentes vertentes de interpretação e os principais textos teóricos desenvolvidos a partir da segunda metade do século XX a respeito da História das mulheres e das relações de gênero. Discute, dentro das especialidades dos docentes ministrantes, as diversas leituras historiográficas realizadas ao longo do tempo, explorando os textos dos principais autores voltados à questão. Por fim, apresenta documentos relacionados ao tema, que podem ser usados na pesquisa e no ensino.
 
 
 
Programa
Módulos

– História das mulheres e das relações de gênero em debate: problemas e perspectivas

– A questão das masculinidades nos estudos de gênero

– Fontes: possibilidades de uso e abordagem na pesquisa em História das mulheres e das relações de gênero

– Propostas de confecção de conteúdos voltados ao ensino de História das mulheres e das relações de gênero (planos de aula; materiais didáticos; exposições; mostras de filmes).
 
 
 
Avaliação
     
Método
Prova ou Trabalho escrito e Seminários.
Critério
Frequência às aulas; leituras e participação nas discussões em sala; capacidade de argumentação crítica e de problematização; articulação entre ideias e leituras; consistência teórica e historiográfica.
Norma de Recuperação
Relatórios de leitura ou prova escrita.
 
Bibliografia
     
AGUIAR, Neuma (Org.) Gênero e Ciências Humanas: desafio às ciências desde a perspectiva das mulheres. Rio de Janeiro: Record; Rosa dos Tempos, 1997.

ALGRANTI, Leila; PISCITELLI, Adriana; GOLDANI, Ana Maria (Org.) Cadernos didáticos: a prática feminista e o conceito de gênero. Campinas: IFCH/UNICAMP, 2002.

BOURDIEU, Pierre. A dominação masculina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002.

BRAIDOTTI, Rosi. Feminismo, diferencia sexual y subjetividad nómade. Barcelona: Gedisa, 2004.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

CHARTIER, Roger. Diferença entre os sexos e dominação simbólica (nota crítica). Cadernos Pagu, v. 4, 1995.

DIAS, Maria Odila L. da Silva. Teoria e método dos estudos feministas: perspectiva histórica e hermenêutica do cotidiano. In: BRUSCHINI, Maria Cristina e COSTA, Albertina (Org.) A questão do gênero. Rio de Janeiro: Fundação Carlos Chagas; Editora Rosa dos Ventos, 1991.

________. Novas subjetividades na pesquisa histórica feminista: uma hermenêutica das diferenças. Estudos feministas, v. 2, n. 2, 1994.

DE LAURETIS, Teresa. “A tecnologia do gênero”. In: HOLANDA, Heloisa Buarque de (Org.). Tendências e impasses: o feminismo como crítica cultural. Rio de Janeiro, Rocco, 1994.

DUBY, Georges e PERROT, Michelle. História das mulheres no Ocidente. 5 volumes. Porto: Edições Afrontamento, 1990.

LAQUEUR, Thomas. Inventando o sexo: corpo e gênero dos gregos a Freud. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2001.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação. Uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

________.Gênero e sexualidade: pedagogias contemporâneas. Pro-Posições, v. 19, n. 2 (56) - maio/ago. 2008.

MOORE, Henrietta. “Understanding sex and gender.” In: INGOLD, Tim. (ed.) Companion Encyclopedia of Anthropology. Londres, Routledge, 1997.

NICHOLSON, Linda (Comp.) Feminismo/posmodernismo. Buenos Aires: Feminaria Editora, 1992.

PINSKY, Carla Bassanezi. PEDRO, Joana Maria (Orgs.). Nova história das mulheres. São Paulo: Contexto, 2012.

SCHPUN, Mônica Raisa (Org.). Masculinidades. São Paulo: Boitempo, 2004.

SCOTT, Joan W. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade, v.20, n.2, p. 71-99, 1995.

________. “Experiência’. In: SILVA, Alcione Leite da; LAGO, Mara Coelho de Souza; RAMOS, Tânia Regina Oliveira (Orgs.). Falas de gênero. Ed. Mulheres: Florianópolis, 1999.

SOIHET, Rachel e PEDRO, Joana Maria. A emergência da pesquisa da história das mulheres e das relações de gênero. Revista Brasileira de História, v.27 n. 54, p. 281-300, 2007.

SPIVAK, Gayatri C. Pode o subalterno falar? Belo Horizonte: EdUFMG, 2010.
 

Clique para consultar os requisitos para FLH0132

Clique para consultar o oferecimento para FLH0132

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP