Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
História
 
Disciplina: FLH0351 - História da América Independente I
History of Independent America I

Créditos Aula: 5
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 105 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 20 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2015

Objetivos
Discutir temáticas centrais referentes à história da América Latina no século XIX, enfatizando as relações entre as esferas da política, da cultura e das ideias. Apresentar algumas das principais problemáticas relativas ao século XIX propostas pela historiografia latino-americana contemporânea. Os temas escolhidos serão abordados numa perspectiva de cruzamento entre história política e história da cultura e todos os tópicos do programa serão tratados por meio de análise preocupada, simultaneamente, com questões historiográficas, teóricas e metodológicas. Abordar questões que foram alvo de grande preocupação e debate nesta parte do Continente Americano no século XIX, tendo como objetivo principal apresentar aos alunos de que forma o conhecimento histórico é produzido em diferentes épocas, propondo reflexões de natureza conceitual, metodológica e historiográfica. Organizado a partir de quatro unidades, em cada uma delas serão tratados temas de natureza mais geral e casos específicos. Capacitar e instrumentalizar os alunos para a difusão do saber histórico, das fases da pesquisa e análise bibliográfica e historiográfica ao ensino nos diferentes níveis (fundamental, médio e superior), considerando diversas linguagens educativas.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1026060 - Gabriela Pellegrino Soares
2110581 - Julio Cesar Pimentel Pinto Filho
2089618 - Maria Helena Rolim Capelato
5775421 - Robert Sean Purdy
1855698 - Stella Maris Scatena Franco Vilardaga
 
Programa Resumido
Nesta disciplina, discutimos as temáticas centrais referentes ao século XIX, tais como independência política, formação dos Estados Nacionais, construção das identidades nacionais, questão da terra, relações com os índios, imigração, urbanização e modernidade. Escolhemos fontes documentais diversas para trabalhar com os alunos e estabelecemos diálogos constantes com outras áreas do conhecimento. É importante salientar que a escolha de um recorte como “o século XIX” não se justifica simplesmente como corte cronológico seco e sim como conjunto de temáticas históricas e problemas interligados. Ainda que tenhamos uma visão horizontal do conjunto dos países da América Latina, estudamos mais verticalmente algumas sociedades nacionais da especialidade de cada docente. Discutimos também o uso de metodologias de análise de documentos históricos e a identificação de problemáticas históricas para subsidiar o ensino de História.
 
 
 
Programa
Unidade I- A. Autonomia política e construção da unidade - Simón Bolívar e a unidade americana - Unitarismo e federalismo: Domingo Faustino Sarmiento - José Martí e a Nossa América II. As relações continentais - Estados Unidos e América Latina: a Doutrina Monroe em dois tempos III. As invenções de América e o ideal de latinidade - O indigenismo de Manuel González Prada - O império da razão e do sentimento de José Enríque Rodó IV. Rumos da modernidade na América Latina da passagem do XIX ao XX - Cenário cultural e identidade na virada do século - Modernização e imigração - Sentidos do moderno na América

Unidade I - B: O processo de independência das colônias ibéricas. Nesta unidade discutiremos a circulação das ideias que estiveram na base das emancipações políticas. O conceito de Revolução que norteou os projetos e as práticas emancipacionistas. A participação de diferentes sujeitos históricos nesse processo. O significado do papel dos líderes e a construção da memória histórica que produziu os heróis, símbolos e mitos da Independência. As especificidades das lutas nas diferentes regiões. As reflexões serão feitas a partir de textos historiográficos, documentos de época, imagens produzidas pelo cinema e pela literatura.

Unidade II - A construção dos Estados Nacionais. Nesta unidade serão abordados os projetos de construção das nacionalidades. A formulação da ideia de nação e de identidade nacional. A problemática da "imitação" de modelos estrangeiros. As representações do Estado Nação. As lutas políticas ocorridas entre diferentes grupos. O tema do poder local versus poder central. As reflexões terão como base textos historiográficos, documentos dos chamados “pais fundadores da nacionalidade”, filme sobre a época.

Unidade III: A consolidação dos Estados Nacionais e a problemática da modernização no final do século XIX. Nesta unidade serão focalizadas as formas pelas quais os diferentes Estados se reorganizaram do ponto de vista econômico, social e político. Os problemas enfrentados para afirmação da unidade nacional. A problemática da modernização relacionada ao desenvolvimento tecnológico e científico. O significado do progresso urbano. As visões sobre o presente e o futuro das nações independentes. As reflexões terão como base textos historiográficos e textos de época, textos de referência conceitual sobre os temas modernização/progresso e obras que analisam os signos da modernização na América Ibérica.

Unidade IV - A expansão norte-americana e a discussão sobre a identidade latino-americana. Nesta unidade serão tratadas as teses que justificaram o expansionismo dos EUA na América, e as práticas decorrentes delas. A guerra de Independência de Cuba como símbolo da política intervencionista. A reação dos americanos ao "Sul do Rio Grande". As críticas à imitação do "irmão Norte" e o debate sobre a latinidade versus nordomania. O significado das imagens construídas em torno do tema. As reflexões serão feitas a partir de textos historiográficos, textos de época, literatura. Propõe-se ainda uma leitura crítica do conteúdo de História da América no século XIX veiculado em materiais didáticos.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Prova ou Trabalho escrito.
Critério
-frequência às aulas; leituras e participação nas discussões em sala, nos relatórios; clareza na exposição das ideias; capacidade de argumentação; sustentação teórica e historiográfica; capacidade de articulação entre ideias e leituras; capacidade de problematização; realização de "paper" referente às unidades, resenha de obra literária ou historiográfica ou comentário de filme; prova individual.
Norma de Recuperação
Relatórios de leitura - prova sobre tema a ser definido.
 
Bibliografia
     
ABREU, Martha e SOHYET, Rachel (Org.). Cultura Política e Leituras do Passado: Historiografia e Ensino de História. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.
AGUILAR, José Antonio e ROJAS, Rafael (orgs.). El Republicanismo en Hispanoamérica. México: Fondo de Cultura Económica, 2002.
ANINO, Antonio e GUERRA, François-Xavier (orgs.). Inventando la Nación: Iberoamérica. Siglo XIX. México: Fondo de Cultura Económica, 2003.
BITTENCOURT, Circe. “O percurso acidentado do ensino de História da América”. In BITTENCOURT, Circe e IOKOI, Zilda. Educação na América Latina. São Paulo: Expressão e Cultura/ EDUSP. 1996.
DEVOTO, Fernando e MADERO, Marta (orgs.). Historia de la vida privada en la Argentina. Buenos Aires: Taurus, 1999, 3 vols.
FRANCO, Stella Maris Scatena. Peregrinas de outrora. Viajantes latino-americanas no século XIX. Florianópolis: Editora Mulheres, 2008.
GERBI, Antonello. O Novo Mundo: História de uma polêmica (1750-1900). São Paulo: Companhia das Letras, 1996.
GILROY, Paul. O Atlântico Negro: Modernidade e dupla consciência. São Paulo/Rio de Janeiro: 34/Universidade Cândido Mendes, 2001.
GOLDMAN, Noemí e SALVATORE, Ricardo (comp.). Caudillismos Rioplatenses: Nuevas miradas a un viejo problema. Buenos Aires: Eudeba, 1998.
GONZALBO AIZPURU, Pilar (coord.). Historia de la vida cotidiana en México. México: Fondo de Cultura Económica/El Colegio de México, 2005, 5 vols.
GUERRA, François-Xavier. Modernidad e independência. México: Fondo de Cultura Económica, 1992.
______ et. alli. Los espacios públicos en Iberoamérica: Ambigüedades y problemas. Siglo XVIII-XIX. México: Fondo de Cultura Económica, 1998.
JAMES, C.L.R. Os jacobinos negros: Toussaint L’Ouverture e a Revolução de São Domingos. São Paulo: Boitempo, 2001.
JARAMILLO URIBE, Jaime. La personalidad histórica de Colombia y otros ensayos. Bogotá: El Áncora Editores, 1977.
JUNQUEIRA, Mary Anne. Ao Sul do Rio Grande. Imaginando a América Latina em Seleções. Wilderness, Oeste e Frontiera (1942-1970). Bragança Paulista: EDUSF, 2000.
KARNAL, Leandro. História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. São Paulo, Contexto, 2005.
KATZ, Friedrich. Revuelta, rebelión y revolución: La lucha rural en México del siglo XVI al siglo XX. México, Era, 1990.
LOCKHART, James. Of things of the Indies: Essays old and new in early Latin American History. California, Stanford University Press, 1998.
MALOSETTI COSTA, Laura. Los primeros modernos: Arte y Sociedad en Buenos Aires a fines del siglo XIX. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2001.
PALACIOS, Guillermo (org.). La Nación y su Historia: América Latina, Siglo XIX. México: El Colegio de México, 2009.
PALTI, Elías José. La invención de la legitimidad: Razón y retórica en el pensamiento mexicano del siglo XIX. México: Fondo de Cultura Económica, 2005.
PAMPLONA, Marco A. e MADER, Maria Elisa (orgs.). Revoluções de independência e nacionalismos nas Américas. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2008, 4 vols.
PRADO, Maria Ligia Coelho. América Latina no século XIX: Tramas, telas e textos. 2a. ed. São Paulo: EDUSP, 2004.
REINA, Leticia. Las rebeliones campesinas en México (1819-1906). México: Siglo XXI, 1980.
ROMERO, José Luis. Latinoamérica: La ciudad y las ideas. Buenos Aires: Siglo XXI, 2001 (1a. edição 1976).
ROMERO, Jose Luis y ROMERO, Luis Alberto. (org.). Pensamiento Politico de la Emancipación. Caracas: Biblioteca Ayacucho, 1977.
SHUMWAY, Nicolas. A invenção da Argentina: História de uma ideia. São Paulo: EDUSP; Brasília: Editora da UnB, 2008.
SILVA, Vitória Rodrigues e. Concepções de História e de ensino em manuais para o Ensino Médio brasileiros, argentinos e mexicanos. Tese de Doutorado. História/FFLCH/USP, 2006.
SOMMER, Doris. Ficções de fundação: Os romances nacionais da América Latina. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2004.
SUÁREZ DE LA TORRE, Laura. (org.) Constructores de un cambio cultural: Impresores-editores y libreros en la ciudad de México, 1830-1855. México: Instituto Mora, 2003.
WIDDIFIELD, Stacie G. (org.). Hacia otra historia del arte en México: La amplitud del modernismo y de la modernidad (1861-1920). Mèxico: Conaculta, 2004.
 

Clique para consultar os requisitos para FLH0351

Clique para consultar o oferecimento para FLH0351

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP