Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
História
 
Disciplina: FLH0401 - Teoria da História I
Theory of History I

Créditos Aula: 5
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 105 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 20 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2015 Desativação:

Objetivos
Analisar as especificidades das ciências humanas e os sedimentos socioculturais que fundamentam as teorias da História. Introduzir as questões sobre as Filosofias de História, Teorias de História e as Teorias de Historiografia no século XIX e primeira metade do século XX; os paradigmas epistemológicos que dominam os estudos históricos; a institucionalização dos estudos históricos nas Universidades e Institutos de Pesquisa; a ciência histórica no século XIX e XX e as questões teóricas que encaminharam o processo de fragmentação do campo historiográfico. - História e Dialética. Compreender aspectos de Teorias da História e teorias da educação. Conhecer alguns dos fundamentos teóricos do ensino de História.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
64440 - Elias Thome Saliba
2783276 - Jorge Luis da Silva Grespan
6580513 - Jose Antonio Vasconcelos
1669381 - Sara Albieri
 
Programa Resumido
Situar a História no contexto epistemológico, através de uma análise das perspectivas “clássicas” da Teoria do Conhecimento. Analisar as especificidades das ciências humanas, os sedimentos socioculturais que as fundamentam e seus desdobramentos específicos no âmbito da Teoria da História e da História da Historiografia. Relacionar as teorias da História a teorias pedagógicas. Compreender aspectos teóricos do ensino de História.
 
 
 
Programa
CONTEÚDO: A 1.Noções introdutórias: ciência, teoria, método e conhecimento. 2.As abordagens "clássicas"da teoria do conhecimento; filosofias e teorias da História no advento da modernidade ocidental. 3.Pressupostos racionalistas e empiristas na epistemologia da História. 4.Pressupostos dialéticos na teoria da História. 5.Desdobramentos contemporâneos: o papel da teoria nos procedimentos da pesquisa histórica e no ensino de História na educação básica.

CONTEÚDO: B O curso pretende examinar como a história foi pensada através de concepções dialéticas por autores clássicos, como Hegel, Marx, Lukács e Benjamin. Já no pensamento hegeliano, estudaremos o modo com que ele concilia as visões opostas de história dos povos de Herder com a idéia de progresso do Iluminismo, mediante os conceitos lógicos da identidade de opostos. A partir daí, serão analisados os conceitos de uma dialética materialista da história em Marx Lukács e Benjamin, levando-se em conta como neles é desenvolvida a dimensão dialética, sem a qual corre-se o risco de ver o materialismo tornar-se mecanicismo positivista. Em Marx o núcleo dialético se encontra no trabalho e na sua relação com o capital, enquanto que em Lukács a tensão se concentra na oposição entre as forças reificantes do capitalismo e a possibilidade de solução revolucionária. Em Benjamin, finalmente, o materialismo é ponto de partida para uma revolucionária reflexão sobre o tempo histórico, implodindo categorias clássicas do historicismo e aproximando-se, por outro lado, de algumas questões centrais da hermenêutica 1- A elaboração do conceito de história como progresso no Iluminismo: Condorcet 2- A crítica romântica e o conceito de história dos povos: Herder 3- A Filosofia da História de Hegel 3.1.-Filosofia e história: unidade dialética 3.2.-O indivíduo e o estado 3.3.- O espírito dos povos e o espírito universal 4- A Teoria da História de Marx 4.1.-A crítica ao 'idealismo' hegeliano 4.2.-Dialética e materialismo 4.3.-Fetichismo e capitalismo 5- A Teoria da História de Lukács 5.1.-Consciência e o sujeito da história 5.2.-A dimensão dialética do materialismo 5.3.-Reificação e Revolução 6- A Teoria da História de Benjamin 6.1.- Materialismo e Consciência 6.2.- Narrativa e experiência: história e arte 6.3.- Tempo e Temporalidades 7- As dialéticas do ser social. Ensino de História e concepção dialética da educação.

CONTEÚDO: C 1. Filosofias de História: 1.1 Filosofias Religiosas 1.2. Filosofias Laicas 2. Teorias de História: 2. 1 Teorias de História do século XIX 2.2 Teorias de História do século XX 3. Teorias de Historiografia: 3.1 A disciplina História: 3.2 A História no século XIX 3.3 Os paradigmas epistemológicos clássicos 4. A questão da institucionalização dos estudos históricos nas Universidades 4.1 Os Estudos Históricos no Brasil no século XIX e XX 5. Ciência Histórica na primeira metade do século XX: 5.1 O debate qualitativo & quantitativo 5.2 A fragmentação do campo. 6. Fundamentos epistemológicos do ensino de História.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Prova ou Trabalho escrito.
Critério
-participação em todas as atividades previstas; -leitura e compreensão dos textos básicos; -elaboração de relatórios de atividades em grupos e seminários; -prova escrita: comentário pesoal de texto-síntese do curso.
Norma de Recuperação
Redação de uma monografia ou resenha crítica de dois livros, sendo um da bibliografia básica e outro da bibliografia complementa ou prova (escrita ou oral).
 
Bibliografia
     
ALBUQUERQUE JÚNIOR, Durval Muniz de. História, a arte de inventar o passa do: ensaios de teoria da História. Bauru : Edusc, 2007.
BRAUDEL, Fernand. Escritos sobre a História. 2. ed. São Paulo : Perspectiva, 1992.
BURKE, Peter. O que é História cultural. Rio de Janeiro : Zahar, 2005.
CERTEAU, Michel de. A escrita da História. Rio de Janeiro : Forense Universitária, 2002.
CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. Lisboa : Difel : Rio de Janeiro : Bertrant Brasil, 1990.
DARNTON, Robert. O beijo de lamourette: mídia, cultura e revolução. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.
DOSSE, François. A História em migalhas: dos Annales à Nova História. São Paulo: Ensaio; Campinas : Ed. da Unicamp, 1992.
DUBY, Georges; LADURIE, Emmanuel Le Roy; LE GOFF, Jacques (orgs.). A nova História. Lisboa : Edições 70, 1991.
FALCON, Francisco José Calazans. História Cultural: uma visão sobre a sociedade e a cultura. Rio de Janeiro, Campus, 2002.
FEBVRE, Lucien. Combates pela História. Lisboa : Presença, 1989.
FREITAS, Marcos Cézar de. Historiografia brasileira em perspectiva. São Paulo : Contexto, 1998.
FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. 4. ed. Rio de Janeiro : Forense Universitária, 1997.
_______. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. 2. ed. São Paulo : Martins Fontes, 1995.
______. Microfísica do poder. 9 ed. Rio de Janeiro : Graal, 1990.
FURET, François. A oficina da história. Lisboa : Gradiva, s.d.
GARDINER, Patrick (org.). Teorias da história. 4. ed. Lisboa : Fundação
Calouste Gulbenkian, 1995.
GONTIJO, R. (Org.) ; MAGALHAES, M. S. (Org.) . A escrita da história escolar: memória e historiografia. 1a. ed. Rio de Janeiro: Editora da Fundação Getúlio Vargas, 2009.
HANDLIN, Oscar. A verdade na história. São Paulo : Martins Fontes, 1982.
HUNT, Lynn. A nova História cultural. 3. ed. São Paulo : Martins Fontes,
2001.
MALERBA, Jurandir (org.). Lições de história: o caminho da ciência no longo século XIX. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2010.
MARTINS, Estevão de Rezende (org.). História Pensada. Teoria e método na historiografia europeia do século XIX. São Paulo: Contexto, 2010.
NOVAIS, Fernando, e SILVA, Rogério Forastieri da. (orgs.) Nova História em perspectiva. São Paulo: Cosac Naify, 2011.
_______.Nova História em perspectiva, vol 2. São Paulo: Cosac Naify, 2013.
PALTI, Elias José. “Giro linguístico” e historia intelectual. Buenos Aires: Universidad Nacional de Quilmes, 1998.
PESAVENTO, Sandra Jatahy. História e História cultural. Belo Horizonte : Autêntica, 2003.
RAGO, Margareth; GIMENEZ, Renato Aloizio de Oliveira. Narrar o passado, repensar a História. Campinas : IFCH, Unicamp, 2000.
REIS, José Carlos. Escola de Annales: a inovação em História. São Paulo : Paz e Terra, 2000.
REIS, José Carlos. História e teoria: historicismo, modernidade, temporalidade e verdade. Rio de Janeiro : Editora Fundação Getúlio Vargas, 2003. REIS, José Carlos. História entre a filosofia e a ciência. Belo Horizonte :
Autêntica, 2004. RICOEUR, Paul. Tempo e narrativa. Campinas : Papirus, 1994. (3 vols)
_______. A História, a memória, o esquecimento. Campinas : Editora da Unicamp, 2007.
RÜSEN, Jörn. Razão Histórica: Teoria da História: fundamentos da ciência da história. Brasília, UnB, 2001.
SILVA, M. A. (Org.) . História: Que Ensino é esse?. 1. ed. Campinas: Papirus, 2013.
SILVA, Rogério Forestieri da. História da historiografia. Bauru : Edusc, 2001.
SKINNER, Quentin (org.). As ciências humanas e seus grandes pensadores. Lisboa : Dom Quixote, 1992.
VARELLA, Flávia florentino; MOLLO, Helena Miranda; MATA, Sérgio Ricardo da e ARAUJO, Valdei Lopes de (org.). A dinâmica do historicismo: revisitando a historiografia moderna. Belo Horizonte/MG: Ed. Argumentum, 2008.
VASCONCELOS, José Antonio. Quem tem medo de teoria? A ameaça do pós-modernismo na historiografia americana. São Paulo : Annablume, 2005.
VEYNE, Paul. Como se escreve a história: Foucault revoluciona a história. 4ª ed., Brasília, UnB, 1998.
WHITE, Hayden. Metahistória. São Paulo : Edusp, 1995.
WHITE, Hayden. Trópicos do discurso. São Paulo : Edusp, 1994.
 

Clique para consultar os requisitos para FLH0401

Clique para consultar o oferecimento para FLH0401

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP