Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
História
 
Disciplina: FLH0423 - A Escola no Mundo Contemporâneo
The School in the Contemporary World

Créditos Aula: 5
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 105 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 30 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2008 Desativação:

Objetivos
1) Identificar a real situação física das escolas públicas na cidade de São Paulo e analisar os seus espaços existentes para o desenvolvimento das potencialidades intelectuais, artísticas e motoras do educando;
2) Analisar as situações criadas para o desenvolvimento de ferramentas formadoras de potencialidades críticas necessárias ao exercício da cidadania e instrumentais para a inserção dos estudantes no mundo do trabalho;
3) Entender as situações existentes no espaço escolar e verificar se elas mobilizam os sujeitos à prática da tolerância, à coexistência na diversidade e ao combate às discriminações e preconceitos;
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
319475 - Antonia Terra de Calazans Fernandes
1595500 - Mauricio Cardoso
2090624 - Zilda Marcia Gricoli Iokoi
 
Programa Resumido
Tema: A problemática da escola no mundo contemporâneo
Nesta disciplina pretende-se analisar o sentido, o papel e as perspectivas da escola no mundo contemporâneo. Há muitas hipóteses sobre o anacronismo da instituição escolar, uma vez que ela responde a definições produzidas ao longo dos séculos XIX e XX, especialmente devido ao entendimento da instituição como mantenedora da ordem social. Esse caráter disciplinar da escola aparece ainda no descaso em relação ao prazer, a alegria que o conhecimento potencializa como possibilidade transformadora tanto do sujeito e da realidade social. Permanece ainda, o entendimento de que às classes subalternas bastam reprodução de normas e códigos comuns em instituições prisionais, ou aquelas destinadas à roda dos enjeitados. A análise sobre as diferentes representações da escola em seu cotidiano permitirá aos alunos o reconhecimento das dificuldades e das possibilidades de exercício do magistério nas escolas públicas de São Paulo, foco das reflexões a serem realizadas ao longo do curso.
 
 
 
Programa
Unidade I
Recuperar o papel da escola na história de São Paulo, comparando diferentes projetos formulados ao longo do século e sua relação com a realidade atual.

Unidade II
Analisar a escola como espaço disciplinar centrado nas estratégias sociais autoritárias onde a violência se impõe aos alunos e demais sujeitos da prática educativa como formas de negação da liberdade e do prazer da descoberta;

Unidade III
Desvendar o sentido da educação para o trabalho, comparando-se os elementos intrínsecos utilizados na prática educativa e os objetivos das exigências atuais exigidas pelo mercado de trabalho.
Atividades previstas para a obtenção de Crédito Trabalho
1) Leitura orientada de textos fundamentais para o desenvolvimento da disciplina;
2) Análise dos depoimentos textualizados de professores, alunos, funcionários e comunidade sobre a auto-representação das escolas obtidos no projeto ensinar com pesquisa.
3) Análise de materiais educacionais.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, discussões de textos, projeção de filmes, trabalhos de campo, projetos de elaboração de materiais ensino.
Critério
Relatórios de leituras e de trabalhos de campo; projeto de materiais de ensino;
Norma de Recuperação
Elaboração e entrega dos materiais solicitados ao longo do semestre como responsabilidades dos discentes.
 
Bibliografia
     
ABRAMOVAY, Miriam. Escolas inovadoras: experiências bem sucedidas em escolas públicas. Brasília: Unesco. 2003.
BENEVIDES, Maria Vitória. Cidadania e questão de gênero. In: Silveira, Maria Lúcia e Godinho, Tatau (orgs). Educar para a igualdade: gênero e educação escolar. São Paulo: SME. 2004.
BRANDÃO, Carlos Rodrigues. A educação popular na escola cidadã. Petrópolis: Vozes. 2002.
BUFFA, Ester. 1991. Educação e cidadania: quem educa o cidadão? São Paulo: Cortez.
CASCINO, Pedro. Educação, meio ambiente e cidadania: reflexões e experiências. São Paulo: Secretaria do Meio Ambiente/ CEAM. 1998.
COLOMBIER, Claire. Violência na escola. São Paulo: Summus. 1989.
DEMO, Pedro. Política social, educação e cidadania. Campinas: Papirus. 1994.
FREIRE, Paulo. A educação na cidade. São Paulo: Cortez. 1995.
GATTI, Barnardete Angelina. Problemas da educação básica no Brasil: a exclusão das massas populacionais. Washington: Secretaría General de la Organización de los Estados Americanos. 1992.
GOLDENBERG, José.. O repensar da educação no Brasil. São Paulo: USP, Instituto de Estudos Avançados. 1993
GUIMARÃES, Nádya Araújo. Caminhos Cruzados: estratégias de empresas e trajetórias de trabalhadores. São Paulo. Ed. 34.2004.
_________________________. Imagens e identidades do trabalho. São Paulo. Hucitec/Orston. 1995.
_________________________. ORG. População, educação e emprego – 2. Salvador: Centro de Recursos Humanos/UFBA. 1982
HOLANDA, Francisco Ariosto. Educação para o trabalho. Fortaleza: Edições UVA. 2002.
IOKOI, Zilda Márcia Grícoli. História Local e Cidadania. Prefeitura de Diadema/ Humanitas. 2004.
________________________(Org.) . História e Cidadania. São Paulo: Humanitas, 1998. v. 2.
________________________ Alfabetização de criança, jovens e adultos no município de Diadema. Estudos Avançados, São Paulo, v. 15, p. 187-200, 2001.
LOPES, Eliane Marta Teixeira; FARIA FILHO, Luciano Mendes; e VEIGA, Cynthia Greive (org.). 500 anos de educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.
MACHADO, Nilson José. O futuro do trabalho e a educação. São Paulo: USP- Instituto de Estudos Avançados. 1995.
MACHADO, Nilson José. Cidadania e educação. São Paulo: Contexto. 1997.
MARTINEZ, Vinício Carrilho. Violência, tolerância e educação. São Paulo: Mandruvá. 1999.
MARTINS, José de Souza. Exclusão social e a nova desigualdade. São Paulo: Paulus. 2003.
MELLO, Guiomar Namo de. Políticas públicas de educação. São Paulo: USP- Instituto de Estudos Avançados. 1991.
PINSKY, Jaime. Cidadania e educação. São Paulo: Contexto. 1998.
QUEIROZ, Renato da Silva. Ficção e realidade: o impacto da violência televisiva sobre o comportamento de crianças e adolescentes. Arte e Cultura da América Latina, São Paulo, v. VIII, n. 02, p. 31-34, 2002.
_______________________.Nascemos para matar? Notas sobre o comportamento agressivo. Revista de Etologia, São Paulo, p. 86-92, 1998.
_______________________.O Saci. Ah, Esse Negrinho. REVISTA DE PSICOLOGIA VIVER, v. 15, p. 9-9, 1986
SACRISTÁN, Gimeno. Currículo e diversidade cultural. In: Silva, Tomaz T. e Moreira & Antônio F. (orgs). Territórios contestados: o currículo e os novos mapas políticos e culturais. Petrópolis: Vozes. 1995.
SAVIANI, Demerval.. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre educação e política. São Paulo: Cortez e Autores Associados. 1985
SKLIAR, Carlos. Educação e exclusão: abordagens sócio-antropológicas em educação especial. Porto Alegre: Mediação. 1999.
SOUZA, Rosa Fátima de. História da organização do trabalho escolar e do currículo no século 20: ensino primário e secundário no Brasil. SP: Cortez, 2008.
STEPHANOU, Maria e BASTOS, Maria Helena Câmara (org.). Histórias e memórias da educação no Brasil. Petrópolis: Vozes, 2009.
TEIXEIRA, Helio J. A participação da comunidade na escola. São Paulo: FEA – USP: Prefeitura do Município. 1996.
TORRES, Carlos Alberto. Democracia, educação e multiculturalismo: dilemas da cidadania em um mundo globalizado. Petrópolis: Vozes. 2001.
VIDAL, Diana Gonçalves e HILSDORF, Maria Lúcia Spedo (org.).Tópicos em História da Educação. São Paulo: Edusp, 2001.
 

Clique para consultar os requisitos para FLH0423

Clique para consultar o oferecimento para FLH0423

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP