Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
História
 
Disciplina: FLH0429 - História da América Pré-Hispânica
History of Pre-Hispanic America

Créditos Aula: 5
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 105 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 20 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2011

Objetivos
Esse curso pretende, centralmente, tratar da história pré-hispânica da Mesoamérica, Circuncaribe, Andes Centrais e Amazônia com ênfase em dois conjuntos inter-relacionados de questões: os modos de organização sociopolítica (o poder) e as características das tradições de pensamento existentes nessas quatro macro-regiões (o saber).
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
307878 - Eduardo Natalino dos Santos
 
Programa Resumido
Ao realizar esse objetivo central, também se procurará atingir os seguintes objetivos correlatos e mais específicos: (a) mostrar que as similaridades culturais e sociopolíticas entre os diversos grupos humanos que compunham essas macro-regiões foram construídas por redes de contato e hegemonia de intensidade, natureza e alcance variados, e não anularam as distinções étnicas entre tais grupos; (b) apresentar uma tipologia das fontes disponíveis para o estudo dessas macro-regiões; (c) estimular a reflexão sobre as formas como as fontes arqueológicas, históricas e etnográficas vêm sendo utilizadas pelos estudiosos; (d) possibilitar a percepção que o estudo dessas macro-regiões é fundamental não apenas para a compreensão dos processos históricos que se deram na época pré-hispânica, mas também daqueles que ocorreram na época colonial; (e) mostrar que os trabalhos interdisciplinares realizados nas últimas três ou quatro décadas apontam caminhos promissores para o entendimento das sociedades indígenas como plenamente históricas, isto é, como sociedades marcadas por transformações e por “escolhas” baseadas, entre outros fatores, em suas formas de organização sociopolítica, em suas tradições de pensamento e na interpretação de conjunturas históricas específicas.
 
 
 
Programa
A – Introdução: aspectos teóricos e metodológicos e problemas gerais sobre os primeiros tempos históricos no continente
1 – O estudo histórico das sociedades indígenas e a interdisciplinaridade: Arqueologia e Antropologia
2 – Os paleoíndios e a ocupação do continente americano: teorias, controvérsias e influências na visão geral da história da América
3 – A diversidade cultural e sociopolítica dos povos indígenas: processos evolutivos e/ou reflexos de determinações ambientais?
B – A Mesoamérica: muito além dos maias e astecas
4 – Os períodos Pré-clássico e Clássico: olmecas, zapotecas, teotihuacanos e maias
5 – O período Pós-clássico: toltecas, mixtecas, chichimecas e nahuas
6 – Os mexicas e a Tríplice Aliança: convergências e divergências entre fontes nativas e pesquisas arqueológicas
C – A região andina: muito além dos incas
7 – Os períodos Pré-cerâmico e Cerâmico Inicial, o horizonte Formativo e o período Intermediário Inicial: Caral, Kotosh, Chavín, Paracas, moches e nascas
8 – O horizonte Médio e o período Intermediário Tardio: Tiahuanaco, Huari, chimus, collas e lupacas
9 – Os incas e o Tahuantinsuyu: convergências e divergências entre fontes nativas e pesquisas arqueológicas
D – Amazônia e Circuncaribe: limitações ambientais, seminomadismo, pequenas tribos e subsistência versus agricultura, sedentarismo, cacicados e comércio?
10 – Principais grupos e características histórico-culturais
11 – Cacicados no Caribe e na América do Sul: evidências e debates
12 – Religiões e religiosidades na América Indígena: xamãs versus sacerdotes?
E – Conquista castelhana: fim da história indígena?
13 – Concepções nahuas e maias da história: continuidades e transformações depois da conquista
14 – Concepções andinas e incas da história: continuidades e transformações depois da conquista
 
 
 
Avaliação
     
Método
Métodos utilizados
1 – aulas expositivas; 2 – análises de textos historiográficos e de fontes escritas, iconográficas e pictoglíficas; 3 – seminários de participação geral (isto é, realizados em conjunto por toda a classe) sobre textos historiográficos ou fontes documentais; 4 – reuniões de orientação sobre as obras historiográficas e as fontes com as quais se realizarão os trabalhos finais.
Atividades discentes
1 – participação nas aulas expositivas; 2 – leitura prévia dos textos historiográficos e fontes que serão empregados nas aulas expositivas e nos seminários gerais; 3 – participação nos seminários gerais; 4 – realização das provas e trabalho.
Critério
1 – duas provas escritas sobre os temas, leituras e documentos apresentados ou discutidos nas aulas expositivas e nos seminários; 2 – um trabalho de análise documental ou historiográfica que será desenvolvido ao longo do semestre e entregue ao final do curso; observação: as obras ou fontes analisadas no trabalho, assim como os problemas que servirão de eixo central para a análise, deverão se relacionar diretamente aos temas do curso e sua seleção partirá de propostas apresentadas previamente pelos alunos nas reuniões de orientação, nas quais se discutirá sua viabilidade e pertinência.
Norma de Recuperação
Realização de nova(s) prova(s) escrita(s) e/ou reelaboração do trabalho, dependendo da atividade em que apresentou desempenho insuficiente (nota menor que 5).
 
Bibliografia
     
ADAMS, R. E. W. & MACLEOD, Murdo (ed.). The Cambridge history of the native peoples of the Americas. Volume II. Mesoamerica. Cambridge: CUP, 1999.
ALCINA FRANCH, José. Códices mexicanos. Madri: Editorial Mapfre, 1992 (Colección Lenguas y Literaturas Indígenas / Colecciones Mapfre 1992).
ARELLANO HOFFMANN, Carmen & outros (coords.). Libros y escritura de tradición indígena: ensayos sobre los códices prehispánicos y coloniales de México. Zinancatepec: El Colegio Mexiquense & Universidad Católica de Eichstätt, 2002. pp. 27-72.
BETHELL, Leslie (ed.). The Cambridge history of Latin America. Volume I - Colonial Latin America. Cambridge, Londres, Nova Iorque, Nova Rochelle, Melbourne e Sidnei: CUP, 1984.
BOONE, Elizabeth Hill & CUMMINS, Tom (ed.). Native traditions in the postconquest world. A symposium at Dumbarton Oaks – 2nd through 4th October 1992. Washington: Dumbarton Oaks Research Library and Collection, 1998.
CARNEIRO DA CUNHA, Manuela (org.). História dos índios no Brasil. 2a. edição. São Paulo: Cia. das Letras & Secretaria Municipal de Cultura & FAPESP, 1998.
DENEVAN, Willian M. (ed.). The native population of the Americas in 1492. Wisconsin: The University of Wisconsin Press, 1976. pp. 13-34.
DOBYNS, Henry F. & DOUGHTY, Paul L. Peru. A cultural history. Nova Iorque: Oxford University Press, 1976 (Latin American History).
DUVERGER, Christian. Mesoamérica. Arte y Antropología. México/Paris: CONACULTA & Américo Arte & Lamducci, 2000.
LATHRAP, Donald W. O alto Amazonas. Tradução Maria Adelaide Garcia. Lisboa: Editorial Verbo (Historia Mundi, 40).
MANZANILLA, Linda & LÓPEZ LUJÁN, Leonardo (coord.). Historia antigua de México. 4 volumes. 2a. edição, México: INAH & IIA – UNAM & Miguel Ángel Porrúa, 2001.
PEASE G. Y., Franklin. Las crónicas y los Andes. Lima: Pontificia Universidad Católica del Perú & México: FCE, 1995.
SALOMON, Frank & SCHWARTZ, Stuart (ed.). The Cambridge history of the native peoples of the Americas. Volume III. South America. Part 1. Cambridge: CUP, 1999.
STEWARD, Julian H. (ed.). Handbook of south american indians. Volume 2. The andean civilizations. Nova Iorque: Cooper Square Publishers, 1963.
WAUCHOPE, Robert (editor). Handbook of Middle American Indians – vol. 14-15. Austin: UTP, 1975.
 

Clique para consultar os requisitos para FLH0429

Clique para consultar o oferecimento para FLH0429

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP