Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Ciência Política
 
Disciplina: FLP0415 - Políticas Sociais

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/1992 Desativação: 02/08/2011

Objetivos
A disciplina tem por objetivo oferecer aos alunos um panorama sobre o desenvolvimento das políticas sociais familiarizando-os tanto com os principais modelos apresentados para explicar esse desenvolvimento, como também com o debate que vem sendo travado em torno do futuro dessas políticas.
 
Docente(s) Responsável(eis)
2090200 - Fernando de Magalhaes Papaterra Limongi
 
Programa Resumido
A disciplina tem por objetivo oferecer aos alunos um panorama sobre o desenvolvimento das políticas sociais familiarizando-os tanto com os principais modelos apresentados para explicar esse desenvolvimento, como também com o debate que vem sendo travado em torno do futuro dessas políticas.
 
Programa
1. O que são as políticas sociais e o Estado de Bem Estar Social; 2.A montagem das primeiras políticas e as condições históricas do seu surgimento; 3. Explicações para o surgimento das primeiras políticas e os diferentes tipos de istemas de proteção social; 4. Justiça distributiva: Estado do bem estar social e concepções de justiça; 5. Diferentes tipos de Estado de bem estar social; 6. A crise do Estado do Bem Estar e as respostas à crise; 7. O que resultou depois da crise? Tendências para o futuro; 8. A montagem das primeiras políticas de proteção social no Brasil e as condições históricas do seu surgimento; 9. Focalizando as políticas de previdência e assistência social; 10. Política de saneamento e infra-estrutura urbana no Brasil; 11. O debate contemporâneo: Descentralização ou centralização? Provisão pública ou estatal? 12. O debate contemporâneo: Universalizar ou Focar? Financiamento público ou privado? Controle social ou estatal?
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas e seminários.
Critério
Prova escrita, trabalho escrito e participação em seminário.
Norma de Recuperação
Prova escrita sobre todo o programa da disciplina.
 
Bibliografia
     
Marshall, T. H. (1965). Política Social. Rio de Janeiro. Zahar. Capítulo VIII, pp.183:201.
Lenhart, G. e Offe, C. (1984) "Teoria do Estado e Política Social. Tentativas de explicação político-sociológica para as funções e os processos inovadores da política social" In: Offe, C. Problemas estruturais do Estado capitalista. Rio de Janeiro, tempo Brasileiro.
Przeworski, A. (1989). Capitalismo e social democracia. Companhia das Letras. SP. Capítulo 1.
Sckocpol, T. (1995). "State formation and social policy in the U.S.A". In: Social policy in the United States. Princeton University Press. Princeton.
Figueiredo, A. (1997). "Princípios de justiça e avaliação de políticas". Lua Nova. No. 39. Cedec.
Vita, A. (1999). "Uma concepção liberal-igualitária de justiça distributiva". RCBS. Vol 14, No. 39, fev., pp.41-59, São Paulo.
Esping-Andersen, G. (1991) "As três economias políticas do Welfare State". Lua Nova, No. 24, set. pp.85-116.
Arretche, Marta T. S. (1995). "Emergência e desenvolvimento do Welfare State: teorias explicativas". BIB. No. 39. Rio de Janeiro. pp:3 - 40.
Draibe, S. e Henrique, W. (1988). "Crise e gestão da crise: um balanço da literatura internacional. RBCS. No. 6, Vol.3. Anpocs, fev.
Harvey, D. (1989). A condição pós-moderna. Ed. Loyola, pp. 115 a 185.
Costa, V. (1998). O novo enfoque do Banco Mundial sobre o Estado. Lua Nova, No 44, pp. 5 a 26.
Esping-Andersen, G. (1995). "O futuro do Welfare State na nova ordem mundial". Lua Nova. No.35. Pp: 73-111.
Pierson, Paul (1996). "The new politics of the Welfare State". World Politics. No. 48.
Draibe, S. (1989). "As políticas sociais brasileiras: diagnósticos e perspectivas". In: IPEA-IPLAN. Políticas Sociais e organização do trabalho. No. 4. (apenas o ítem 1.2.1: Sobre padrões de Welfare State).
Santos, W. G. (1979). Cidadania e Justiça. Ed. Campus. Rio de Janeiro. Cap. 2, 4 e 5
Salm, C. e Coutinho, M. (1986). "Previdência Social" In: Bacha E. e Klein H. A Transição Incompleta. São Paulo: Paz e Terra.
MCGreevey W., Piola S., Vianna, S. (1986). "Saúde e Assistência médica no Brasil" In: Bacha E. e Klein H. A Transição Incompleta. São Paulo: Paz e Terra.
Coelho, V. (1998). "Interesses e instituições na política de saúde". RBCS, Vol. 13, No 37, pp. 115 a 128.
Bonduki, N. (1998). Origens da habitação social no Brasil. São Paulo:
Estação Liberdade, cap. 4, pp. 132 a 177.
Arretche, M. (1990). "Intervenção do Estado e setor privado: o modelo brasileiro de política habitacional". In: Espaço e Debates, Ano X, No 31
Marques, E. (1995). "Da higiene à construção da cidade: a constituição do setor saneamento no Rio de Janeiro". In: Revista Manguinhos: História, Ciência e Saúde, 2(3).
Bueno, L. (1993). O saneamento na urbanização de São Paulo. São Paulo: FAU/USP, Dissertação de mestrado, Cap. 4 e 5.
Arretche, M. (1996). "Mitos da descentralização: mais democracia e eficiência nas políticas públicas?" Revista Brasileira de Ciências Sociais. No. 31 pp. 44:66
Pereira, L. e Grau, C. (orgs). (1998). As organizações sociais na reforma do Estado brasileiro. São Paulo: FGV.
Barr, N. (1999). "Comentários sobre L.H. Thompson". Conjuntura Social, Vol. 10, No1, pp. 69 a 74.
Holzmann, R. (1999). "A perspectiva do Banco Mundial sobre o futuro da seguridade social". Conjuntura Social, Vol. 10, No1, pp. 89 a 93.
Fiori, J. (1992). "Para pensar o papel do Estado sem ser um neo-liberal". Revista de Economia Política. Vol. 12. No. 1.
 

Clique para consultar os requisitos para FLP0415

Clique para consultar o oferecimento para FLP0415

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP