Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Ciência Política
 
Disciplina: FLP0430 - Sociologia e Política
Sociology and Politics

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2004 Desativação:

Objetivos
A disciplina tem por objetivo oferecer aos alunos um panorama sobre o desenvolvimento das políticas sociais, familiarizando-os com os principais processos históricos de construção dos sistemas de proteção social, com os modelos analíticos construídos para explicar esse desenvolvimento, e com o debate que vem sendo travado em torno do futuro dessas políticas.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
27664 - Lucio Felix Frederico Kowarick
2084422 - Maria Herminia Brandao Tavares de Almeida
 
Programa Resumido
A disciplina tem por objetivo oferecer aos alunos um panorama sobre o desenvolvimento das políticas sociais, familiarizando-os com os principais processos históricos de construção dos sistemas de proteção social, com os modelos analíticos construídos para explicar esse desenvolvimento, e com o debate que vem sendo travado em torno do futuro dessas políticas.
 
 
 
Programa
O curso será dividido em três unidades. Na primeira serão descritos os processos que levaram o Estado contemporâneo a assumir um papel de destaque na oferta de serviços sociais, enfocando alguns dos principais autores que discutem as condições de emergência e crescimento do Estado de bem estar social, assim como as principais características que este assumiu em diferentes países. Na segunda unidade, apresentaremos e discutiremos os principais argumentos presentes na literatura com respeito ao desenvolvimento das políticas sociais no Brasil, partindo de uma descrição geral de suas características e da análise da trajetória de políticas específicas. Finalmente, na terceira unidade, discutiremos a crise do Estado provedor e as respostas construídas a partir da sua emergência, tanto no Brasil, quanto em outros países.
Unidade I: O que são as políticas sociais e o Estado de Bem Estar Social
Unidade II: Política Social no Brasil
Unidade III: A crise do Estado de Bem Estar
 
 
 
Avaliação
     
Método
aulas expositivas e seminários de análise de textos.
Critério
provas e trabalhos de aproveitamento.
Norma de Recuperação
o aluno que teve freqüência superior a 70% e obteve média final inferior a 5,0 mas superior a 3,0 poderá realizar as atividades de recuperação. Critérios de aprovação na recuperação: notas obtidas em trabalho de aproveitamento e em prova final, que será realizada até o final da primeira semana letiva do primeiro semestre de 1999.
 
Bibliografia
     
MARSHALL, T. H. (1967). "Cidadania e classe social". In: Cidadania, classe social e status. Rio de Janeiro. Zahar.
BENDIX, R. (1996). Construção nacional e cidadania: estudos de nossa ordem social em mudança. São Paulo: Edusp: Cap. 3.
ARRETCHE, Marta T. S. (1995). "Emergência e desenvolvimento do Welfare State: teorias explicativas". BIB. No. 39. Rio de Janeiro. pp:3 - 40.
OFFE, C. (1975). "The theory of the capitalist state and the problem of policy formation". In: Lindberg, L. (org.) Stress and contradiction in Modern Capitalist. Massachusetts: Lexington, 1975.
Sckocpol, T. (1995). "State formation and social policy in the U.S.A". In: Social policy in the United States. Princeton University Press. Princeton.
PRZEWORSKI, A. (1989). Capitalismo e social democracia. Companhia das Letras. SP. Capítulo 1.
MARQUES, E. (1997). Notas críticas a literatura sobre Estado, políticas estatais e atores políticos. In: BIB: Boletim Bibliografico de Ciências Sociais, No 43, pp. 67-102.
HOCKMAN, G. (1998) A era do saneamento: as bases da política de saúde no Brasil. São Paulo: Hucitec/Anpocs, cap. 1.
ESPING-ANDERSEN, G. (1991) "As três economias políticas do Welfare State". Lua Nova, No. 24, set. pp.85-116.
FARIA, C.A. (1998) "Uma genealogia das teorias e modelos do Estado de Bem-Estar social". BIB: Boletim Bibliografico de Ciências Sociais, No 46, pp. 39-71.
SANTOS, W. G. (1979). Cidadania e Justiça. Ed. Campus. Rio de Janeiro. Cap. 2, 4 e 5.
DRAIBE, S. (1989). "As políticas sociais brasileiras: diagnósticos e perspectivas". In: IPEA-IPLAN. Políticas Sociais e organização do trabalho. No. 4.
BONDUKI, N. (1998). Origens da habitação social no Brasil. São Paulo: Estação Liberdade, cap. 3 e 4 (opcional).
ARRETCHE, M. (1990). "Intervenção do Estado e setor privado: o modelo brasileiro de política habitacional". In: Espaço e Debates, Ano X, No 31
BUENO, L. (1993). O saneamento na urbanização de São Paulo. São Paulo: FAU/USP, Dissertação de mestrado, Cap. 4 e 5.
MARQUES, E. (1995). "Da higiene à construção da cidade: a constituição do setor saneamento no Rio de Janeiro". In: Revista Manguinhos: História, Ciência e Saúde, 2(3).
McGREEVEY, W., Piola S., Vianna, S. (1986). "Saúde e Assistência médica no Brasil" In: Bacha E. e Klein H. A Transição Incompleta. São Paulo: Paz e Terra.
COELHO, V. (1998). "Interesses e instituições na política de saúde". RBCS, Vol. 13, No 37, pp. 115 a 128.
MARQUES, E. (2000). Estado e redes sociais: Permeabilidade e coesão nas políticas urbanas no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Revan, cap. 2.
DRAIBE, S. e Henrique, W. (1988). "Crise e gestão da crise: um balanço da literatura internacional. RBCS. No. 6, Vol.3. Anpocs, fev.
HARVEY, D. (1989). A condição pós-moderna. Ed. Loyola, pp. 115 a 185.
ESPING-ANDERSEN, G. (1995). "O futuro do Welfare State na nova ordem mundial". Lua Nova. No.35. Pp: 73-111.
PIERSON, Paul (1996). "The new politics of the Welfare State". World Politics. No. 48.
Costa, V. (1998). O novo enfoque do Banco Mundial sobre o Estado. Lua Nova, No 44, pp. 5 a 26.
PEREIRA, Luis Carlos Bresser. In: Lua Nova, n. 45.
FIORI, J. (1995) Em busca do dissenso perdido: ensaios críticos sobre a festejada crise do Estado. Rio de Janeiro: Insight Ed., Introdução
ANDREWS, C. e Kouzmin, A.(1998). O discurso da nova administração pública. Lua Nova, n. 45, pp. 97-129.
MESA-LAGO, C. (2000) Desarrollo social, reforma del estado y de la seguridad social, al umbral del siglo XXI. Santiago do Chile: ONU/Cepal, especialmente a parte V.
ARRETCHE, M. (1996). "Mitos da descentralização: mais democracia e eficiência nas políticas públicas?" Revista Brasileira de Ciências Sociais. No. 31 pp. 44:66
REZENDE, F. (1996). "Os Leviatãs estão fora do lugar". Revista Dados, Vol.39, No2.
 

Clique para consultar os requisitos para FLP0430

Clique para consultar o oferecimento para FLP0430

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP