Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Ciência Política
 
Disciplina: FLP0466 - Pensamento Político de Antonio Gramsci
Political Thought of Antonio Gramsci

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2016 Desativação:

Objetivos
O objetivo deste curso é prover aos alunos as ferramentas básicas para o estudo e compreensão da obra carcerária de Antonio Gramsci, bem como apresentar elementos básicos da história italiana de modo a propiciar um melhor entendimento do contexto histórico e intelectual no qual suas noções foram elaboradas.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
63432 - Andre Vitor Singer
498969 - Bernardo Ricupero
 
Programa Resumido
O curso propõe-se a apresentar o pensamento político de Antonio Gramsci, enfatizando o estudo de seus Cadernos do Cárcere. Ao longo dessa obra é apresentada uma concepção do marxismo – a filosofia da práxis – que, na busca por se diferenciar das visões positivistas e deterministas, revela sua dimensão fortemente política na unidade entre filosofia, história e política. Por meio da análise do processo de construção dos conceitos e das noções que se desdobram destes, no interior dos Cadernos, o curso pretende destacar a centralidade da política na reflexão levada a cabo pelo autor e sua análise das formas contemporâneas da luta de classes.
 
 
 
Programa
As aulas se organizarão em torno do estudo monográfico da obra carcerária, com exceção da aula introdutória, que buscará apresentar o autor e os Cadernos, e da última, que versará sobre os usos de Gramsci no Brasil. Para os Cadernos Especiais (10, 11, 12, 13, 19, 22) se utilizará a versão brasileira, editada por Carlos Nelson Coutinho, e é com base nela que se as leituras obrigatórias estarão baseadas. Pretende-se passar pelos seguintes pontos elaborados em cinco módulos: 1) Gramsci e os Cadernos do Cárcere: notas introdutórias 2) Filosofia a. Filosofia da práxis b. Filosofia, senso comum e bom senso c. Ideologia d. A questão dos intelectuais 3) Política a. Sociedade política e sociedade civil b. Bloco histórico c. Hegemonia d. Crise do Estado parlamentar e cesarismo 4) História a. Risorgimento e revolução passiva b. Fascismo e Americanismo 5) Usos de Gramsci no Brasil
 
 
 
Avaliação
     
Método
O curso utilizará como eixos para o estudo do pensamento político de Gramsci alguns de seus conceitos principais, de modo a organizar de modo temático os parágrafos (§) que se mostram fragmentados ao longo dos Cadernos.
Critério
Ao final de cada módulo, um exercício referente ao conteúdo ministrado será proposto aos alunos, que deverão discutir em sala de aula com os professores e monitores, se possível, e entregar ao final da aula. Os alunos deverão escrever, no final do curso, um trabalho final que articule algum dos pontos apresentados no curso.
Norma de Recuperação
A recuperação é destinada aos alunos que alcançaram a frequência (70%) e a nota (3,0) mínimas obrigatórias. A nota de recuperação será somada à nota final do período regular e dividida por 2 para a obtenção da média final.
 
Bibliografia
     
Aula 1. Gramsci e os Cadernos do Cárcere: notas introdutórias BARATTA, Giorgio. As rosas e os Cadernos: o pensamento dialógico de Antonio Gramsci. Rio de Janeiro: DP&A, 2004. COUTINHO, Carlos Nelson. Gramsci. Um estudo sobre seu pensamento político. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999. LEPRE, Aurelio. O prisioneiro: a vida de Antonio Gramsci São Paulo: Record, 2001. Aula 2. Filosofia da práxis Cadernos do Cárcere, v.1, Caderno 10/II, § 2, § 13, § 41 Cadernos do Cárcere, v.1, Caderno 11, § 25, § 26, § 28, § 33, § 59, § 62, § 66, § 70 Aula 3. Filosofia, senso comum e bom senso Cadernos do Cárcere, v.1, Caderno 10/II, § 17, 44, 48, 52 Cadernos do Cárcere, v.1, Caderno 11, § 12, § 13, § 59, § 67 Aula 4. Ideologia Cadernos do Cárcere, v.1, Caderno 10/II, § 12, § 41(XII) Cadernos do Cárcere, v.1, Caderno 11, § 63 Aula 5. A questão dos intelectuais Cadernos do Cárcere, v.2, Caderno 12 Aulas 6 e 7. Sociedade política e sociedade civil Cadernos do Cárcere, v.1, Caderno 10/I, § 6, § 7, § 9, § 10, § 12, § 13 Cadernos do Cárcere, v.1, Caderno 10/II §61 Cadernos do Cárcere, v. 3, Caderno 13, § 14 Aula 8. Bloco Histórico Cadernos do Cárcere, v. 3, Caderno 13, § 10 Aulas 9 e 10. Hegemonia Cadernos do Cárcere, v.1, Caderno 10/I, § 12 Cadernos do Cárcere, v.1, Caderno 10/II, § 13, 41(III, X) Cadernos do Cárcere, v. 3, Caderno 13, § 7, § 15, § 23, § 26, § 37 Aula 11. Crise do Estado parlamentar e Cesarismo Cadernos do Cárcere, v. 3, Caderno 13, § 23, § 27, § 30 Aula 12. Filme “O Leopardo” (Il Gattopardo) Direção de Luchino Visconti, 1963 Aulas 13 e 14. Risorgimento Cadernos do Cárcere, v.1, Caderno 10/I, §6, § 9, § 10, § 13 Cadernos do Cárcere, v.1, Caderno 10/II, § 41 (XIV, XVI), § 61 Cadernos do Cárcere, v. 5, Caderno 19, § 2, § 5, § 24, § 26, § 27 Aula 15. Fascismo e Americanismo Cadernos do Cárcere, v. 3, Caderno 13, § 27 Cadernos do Cárcere, v. 4, Caderno 22 Aula 16. Usos de Gramsci no Brasil NOGUEIRA, M. A. Gramsci, a questão democrática e a esquerda no Brasil. In: COUTINHO, C. N.; NOGUEIRA, M. A. (org.). Gramsci e a América Latina. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985. SECCO, L. Gramsci e o Brasil: Recepção e difusão de suas ideias. São Paulo: Cortez, 2002. VIANNA, Luiz Werneck. A revolução passiva: iberismo e americanismo no Brasil. Rio de Janeiro: Iuperj/Revan, 1997. Bibliografia complementar ANDERSON, Perry. As antinomias de Antonio Gramsci. In: ANDERSON, Perry et al. Crítica marxista: a estratégia revolucionária na atualidade. São Paulo: Joruês, 1986, p. 7-74 BADALONI, Nicola. Gramsci: a filosofia da práxis como previsão. In: HOBSBAWM, Eric (org.). História do marxismo. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1991, v. X, p. 13-128 BADALONI, Nicola. Liberdade individual e homem coletivo em Gramsci. In: INSTITUTO GRAMSCI. Política e história em Gramsci. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978. BARATTA, Giorgio. As rosas e os Cadernos: o pensamento dialógico de Antonio Gramsci. Rio de Janeiro: DP&A, 2004. BIANCHI, Alvaro. Resenha de Gramsci, Antonio. Cadernos do cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999-2002, 6v. Outubro, n. 10, p. 134-142, 2004. BIANCHI, Alvaro. O laboratório de Gramsci. São Paulo: Alameda, 2008. BOBBIO, Norberto. Ensaios sobre Gramsci e o conceito de sociedade civil. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000. BRAGA, Ruy. Risorgimento, fascismo e americanismo: a dialética da passivização. In: DIAS, Edmundo Fernandes et alli. O outro Gramsci. São Paulo, Xamã, 1996, p. 167-182. BUCI-GLUCKSMANN, Christine. Entrevista com Christine Buci-Glucksmann. Revista Mexicana de Sociologia, v. XLII, n. 1, p. 289-301, 1980. BUCI-GLUCKSMANN, Christine. Gramsci e o Estado: por uma teoria materialista da filosofia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980. BUCI-GLUCKSMANN, Christine. Sobre os problemas políticos da transição: classe operária e revolução passiva. In: INSTITUTO GRAMSCI. Política e história em Gramsci. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1978, p 117-148. COUTINHO, Carlos Nelson. Gramsci. Um estudo sobre seu pensamento político. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999. DE FELICE, Franco. Revolução passiva, fascismo, americanismo em Gramsci. In: INSTITUTO GRAMSCI. Política e história em Gramsci. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978. DEL ROIO, Marcos. Gramsci contra o Ocidente. In: AGGIO, Alberto. Gramsci: a vitalidade de um pensamento. São Paulo: Unesp, 1998, p. 103-118. DIAS, Edmundo Fernandes. Hegemonia: racionalidade que se faz história. DIAS, Edmundo Fernandes et alli. O outro Gramsci. São Paulo: Xama, 1996, p. 9-80 DIAS, Edmundo Fernandes. Sobre a leitura dos textos gramscianos: usos e abusos. DIAS, Edmundo Fernandes et alli. O outro Gramsci. São Paulo: Xama, 1996a, p. 105-122. FIORI, Giuseppe. A vida de Antonio Gramsci. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979. GÓES, Camila; RICUPERO, Bernardo. Revolução Passiva no Brasil: uma ideia fora do lugar? Tempo da Ciência, v. 20, n.40, p.159-190, 2013. GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999-2002, 6v. GRAMSCI, Antonio. Escritos Políticos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004, 2v. GRAMSCI, Antonio. Cartas do cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005, 2v. KANOUSSI, Dora e MENA, Javier. La revolución pasiva: una lectura a los Cuadernos de la Cárcel. México D.F.: Universidad Autónoma de Puebla, 1985. LEPRE, Aurelio. O prisioneiro: a vida de Antonio Gramsci São Paulo: Record, 2001; LIGUORI, Guido. Estado e sociedade civil: entender Gramsci para entender a realidade. In: COUTINHO, Carlos Nelson e TEIXEIRA, Andréa de Paula. Ler Gramsci, entender a realidade. Rio de janeiro: Civilização Brasileira, 2003, p. 173-188. NOGUEIRA, M. A. Gramsci, a questão democrática e a esquerda no Brasil. In: COUTINHO, C. N.; NOGUEIRA, M. A. (org.). Gramsci e a América Latina. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985. PAGGI, Leonardo. La teoría general del marxismo en Gramsci. In: GRAMSCI, Antonio. Escritos políticos (1917-1933). México D.F.: Siglo XXI, 1981, p. 13-81. PORTANTIERO, Juan Carlos. Los usos de Gramsci. Mexico D.F.: Folios, 1987. PORTELLI, Hugues. Gramsci e o bloco histórico. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002. SANTOS, João Agostinho A. A questão da ideologia: de “A Ideologia Alemã” aos “Cadernos do Cárcere”. Coimbra: Biblos, vol. LIII, 1977. SCHLESENER, Anita H. Revolução e cultura em Gramsci. Curitiba: Ed. UFPR, 2002. SECCO, L. Gramsci e o Brasil: Recepção e Difusão de suas Ideias. São Paulo: Cortez, 2002. SOUZA, Angela Tude de. Sobre o Americanismo e Fordismo de Antonio Gramsci. Textos Didáticos IFCH/Unicamp, n. 5, 1992. TOSEL, Andre. Gramsci e a revolução francesa. Novos Rumos, São Paulo, v. 9, n. 22, p. 41-45, 1994. VIANNA, Luiz Werneck. A revolução passiva: iberismo e americanismo no Brasil. Rio de Janeiro: Iuperj/Revan, 1997.
 

Clique para consultar os requisitos para FLP0466

Clique para consultar o oferecimento para FLP0466

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP